Cachete - S. M. Antigamente, no Nordeste do Brasil, era assim que se chamava qualquer comprimido para dor.

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Humberto Costa Prefeito??? Como Assim???

Senador Humberto Costa - Prefeito???

Alô, PT do Recife! Vocês estão dizendo que eu perdi meu tempo e minha praia, em uma bela manhã de domingo, em que eu sai de casa para votar em Humberto Costa para Senador??? Que eu acreditei que Humberto iria passar 8 anos no Senado defendendo os direitos do nosso Estado/País e me ferrei com isso? 

- Ah, vocês argumentarão, a Prefeitura de Recife precisa dele e a política é dinâmica...

Então, como é que eu vou poder falar que José Serra não termina seus mandatos???

Pensem nisso! Ou "Viva a Hipocrisia!!!"

Quilombo Rio dos Macacos: Marinha Promove Injustiça Social


Ontem à noite, fuzileiros navais da Marinha do Brasil invadiram o Quilombo Rio dos Macacos para derrubar as casas dos quilombolas. As notícias dão conta de que os moradores resistiram dentro da casa, mas os fuzileiros, fortemente armados, montaram acampamento na frente ameaçando derrubar as casas com os moradores dentro. Os fuzileiros já haviam derrubado uma das paredes de uma das casas que caiu em cima de uma criança.
Os quilombolas pedem uma mobilização urgente para que essa notícia seja divulgada em todas as redes sociais comprometidas com a luta pela justiça. E que quem tem contato com órgãos de imprensa repasse a denúncia.
O Quilombo Rio dos Macacos, uma das comunidades mais antigas de descendentes de escravos no Brasil, mas os quilombolas estão ameaçados de despejo e cercados pela polícia militar. A ordem de reintegração de posse das suas terras, no estado da Bahia, onde vivem mais de 50 famílias, está a ser feita pela Marinha do Brasil e tinha data marcada para este domingo, conforme o Global Voices reportou a 21 de fevereiro.
No entanto, numa audiência realizada a 27 de fevereiro com o Governo Federal, ficou garantido em nota oficial que o despejo seria suspenso até a conclusão do Relatório Técnico de Identificação e Delimitação do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Porém a Marinha do Brasil e a Polícia Militar não respeitaram o prazo e está agredindo violentamente os quilombolas que resistem à desocupação.

“O Artigo 68 da Constituição de 1988 e o Decreto 4887/2003, garantem os direitos da ocupação secular da Comunidade”


Opinião dO Cachete:
Já havíamos falado disso aqui!!!

Marcelo Adnet: Música Indiretas Já


Muito bom... Apesar de não gostar do Adnet!

Política ou Brócolis? Servido?

Muito bom!!!

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Para Piorar a Situação... Mauricio Rands Renuncia e Lança Humberto Costa

Foto: Vinícius Sobreira/Blog de Jamildo

Para quem achava que as coisas no PT de Recife não poderiam piorar.... Agora o caldo entornou de vez... Partido rachado e militância se estranhando... Era tudo o que a oposição queria....

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Bob Fernandes Explica o Óbvio!

É simples, né?

Entrevista de GilMALA MENTEs na Globo News

Repugnante!

Olimpíadas da Corrupção

Desonra ao Mérito

Senador Humberto Costa em Discursa em Apoio a Lula

Muito bom e contundente!

Instituto Lula: Nota à Imprensa

NOTA À IMPRENSA
São Paulo, 28 de maio de 2012

Sobre a reportagem da revista Veja publicada nesse final de semana, que apresenta uma versão atribuída ao ministro do STF, Gilmar Mendes, sobre um encontro com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no dia 26 de abril, no escritório e na presença do ex-ministro Nelson Jobim, informamos o seguinte:

1. No dia 26 de abril, o ex-presidente Lula visitou o ex-ministro Nelson Jobim em seu escritório, onde também se encontrava o ministro Gilmar Mendes. A reunião existiu, mas a versão da Veja sobre o teor da conversa é inverídica. “Meu sentimento é de indignação”, disse o ex-presidente, sobre a reportagem.

2. Luiz Inácio Lula da Silva jamais interferiu ou tentou interferir nas decisões do Supremo ou da Procuradoria Geral da República em relação a ação penal do chamado Mensalão, ou a qualquer outro assunto da alçada do Judiciário ou do Ministério Público, nos oito anos em que foi presidente da República.

3. “O procurador Antonio Fernando de Souza apresentou a denúncia do chamado Mensalão ao STF e depois disso foi reconduzido ao cargo. Eu indiquei oito ministros do Supremo e nenhum deles pode registrar qualquer pressão ou injunção minha em favor de quem quer que seja”, afirmou Lula.

4. A autonomia e independência do Judiciário e do Ministério Público sempre foram rigorosamente respeitadas nos seus dois mandatos. O comportamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é o mesmo, agora que não ocupa nenhum cargo público.

Assessoria de Imprensa do Instituto Lula

Dalmo Dallari Previu a Degradação do Judiciário por Culpa de Gilmar Mendes Há 10 Anos


Degradação do Judiciário
DALMO DE ABREU DALLARI
FSP - 8 de Maio de 2002

Nenhum Estado moderno pode ser considerado democrático e civilizado se não tiver um Poder Judiciário independente e imparcial, que tome por parâmetro máximo a Constituição e que tenha condições efetivas para impedir arbitrariedades e corrupção, assegurando, desse modo, os direitos consagrados nos dispositivos constitucionais.
Sem o respeito aos direitos e aos órgãos e instituições encarregados de protegê-los, o que resta é a lei do mais forte, do mais atrevido, do mais astucioso, do mais oportunista, do mais demagogo, do mais distanciado da ética.
Essas considerações, que apenas reproduzem e sintetizam o que tem sido afirmado e reafirmado por todos os teóricos do Estado democrático de Direito, são necessárias e oportunas em face da notícia de que o presidente da República, com afoiteza e imprudência muito estranhas, encaminhou ao Senado uma indicação para membro do Supremo Tribunal Federal, que pode ser considerada verdadeira declaração de guerra do Poder Executivo federal ao Poder Judiciário, ao Ministério Público, à Ordem dos Advogados do Brasil e a toda a comunidade jurídica.
Se essa indicação vier a ser aprovada pelo Senado, não há exagero em afirmar que estarão correndo sério risco a proteção dos direitos no Brasil, o combate à corrupção e a própria normalidade constitucional. Por isso é necessário chamar a atenção para alguns fatos graves, a fim de que o povo e a imprensa fiquem vigilantes e exijam das autoridades o cumprimento rigoroso e honesto de suas atribuições constitucionais, com a firmeza e transparência indispensáveis num sistema democrático.
Segundo vem sendo divulgado por vários órgãos da imprensa, estaria sendo montada uma grande operação para anular o Supremo Tribunal Federal, tornando-o completamente submisso ao atual chefe do Executivo, mesmo depois do término de seu mandato. Um sinal dessa investida seria a indicação, agora concretizada, do atual advogado-geral da União, Gilmar Mendes, alto funcionário subordinado ao presidente da República, para a próxima vaga na Suprema Corte. Além da estranha afoiteza do presidente -pois a indicação foi noticiada antes que se formalizasse a abertura da vaga-, o nome indicado está longe de preencher os requisitos necessários para que alguém seja membro da mais alta corte do país.
É oportuno lembrar que o STF dá a última palavra sobre a constitucionalidade das leis e dos atos das autoridades públicas e terá papel fundamental na promoção da responsabilidade do presidente da República pela prática de ilegalidades e corrupção.



A comunidade jurídica sabe quem é o indicado e não pode assistir calada e submissa à consumação dessa escolha inadequada

É importante assinalar que aquele alto funcionário do Executivo especializou-se em "inventar" soluções jurídicas no interesse do governo. Ele foi assessor muito próximo do ex-presidente Collor, que nunca se notabilizou pelo respeito ao direito. Já no governo Fernando Henrique, o mesmo dr. Gilmar Mendes, que pertence ao Ministério Público da União, aparece assessorando o ministro da Justiça Nelson Jobim, na tentativa de anular a demarcação de áreas indígenas. Alegando inconstitucionalidade, duas vezes negada pelo STF, "inventaram" uma tese jurídica, que serviu de base para um decreto do presidente Fernando Henrique revogando o decreto em que se baseavam as demarcações. Mais recentemente, o advogado-geral da União, derrotado no Judiciário em outro caso, recomendou aos órgãos da administração que não cumprissem decisões judiciais.
Medidas desse tipo, propostas e adotadas por sugestão do advogado-geral da União, muitas vezes eram claramente inconstitucionais e deram fundamento para a concessão de liminares e decisões de juízes e tribunais, contra atos de autoridades federais.
Indignado com essas derrotas judiciais, o dr. Gilmar Mendes fez inúmeros pronunciamentos pela imprensa, agredindo grosseiramente juízes e tribunais, o que culminou com sua afirmação textual de que o sistema judiciário brasileiro é um "manicômio judiciário".
Obviamente isso ofendeu gravemente a todos os juízes brasileiros ciosos de sua dignidade, o que ficou claramente expresso em artigo publicado no "Informe", veículo de divulgação do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (edição 107, dezembro de 2001). Num texto sereno e objetivo, significativamente intitulado "Manicômio Judiciário" e assinado pelo presidente daquele tribunal, observa-se que "não são decisões injustas que causam a irritação, a iracúndia, a irritabilidade do advogado-geral da União, mas as decisões contrárias às medidas do Poder Executivo".
E não faltaram injúrias aos advogados, pois, na opinião do dr. Gilmar Mendes, toda liminar concedida contra ato do governo federal é produto de conluio corrupto entre advogados e juízes, sócios na "indústria de liminares".
A par desse desrespeito pelas instituições jurídicas, existe mais um problema ético. Revelou a revista "Época" (22/4/ 02, pág. 40) que a chefia da Advocacia Geral da União, isso é, o dr. Gilmar Mendes, pagou R$ 32.400 ao Instituto Brasiliense de Direito Público - do qual o mesmo dr. Gilmar Mendes é um dos proprietários - para que seus subordinados lá fizessem cursos. Isso é contrário à ética e à probidade administrativa, estando muito longe de se enquadrar na "reputação ilibada", exigida pelo artigo 101 da Constituição, para que alguém integre o Supremo.
A comunidade jurídica sabe quem é o indicado e não pode assistir calada e submissa à consumação dessa escolha notoriamente inadequada, contribuindo, com sua omissão, para que a arguição pública do candidato pelo Senado, prevista no artigo 52 da Constituição, seja apenas uma simulação ou "ação entre amigos". É assim que se degradam as instituições e se corrompem os fundamentos da ordem constitucional democrática.


Dalmo de Abreu Dallari, 70, advogado, é professor da Faculdade de Direito da USP. Foi secretário de Negócios do município de São Paulo (administração Luiza Erundina).


Fonte: Sidnei Pires no Facebook

A Imprensa Paulista e os Crimes de Lula

Qualquer informação, comunicar à VEJA, ou à FSP...

Lista de Crimes Segundo a Imprensa Paulista

1 - Assédio Moral e Chantagem a um Ministro do Supremo Tribunal Federal.

2 - Líder do Mensalão.

3 - Tentar abortar um Bebê de sua Ex Miriam Cordeiro.

4 - Assédio Sexual a um militante quando encontrava-se preso durante a Ditadura.

5 - Diversos Crimes Eleitorais.

E ainda não foi preso????? Nem um Ministro do STF pode dar ordem de prisão imediata no momento da chantagem????? Havia duas testemunhas no momento... Por que não????

Essa Imprensa Paulista.... É risível! Trafega entre a piada e a má fé dolosa...

domingo, 27 de maio de 2012

Reinaldo Azevedo: Isso é Desespero ou Surto Psiquiátrico!?

Direto do Blog do Reinaldo Azevedo

Esse cara deveria ser preso. Mesmo a falcatrua sendo desmentida, ele insiste. Observem o tom de desespero no texto com o "Espalhem a verdade na rede"!
O interessante é que o "mais grave do que o mensalão" não deu chamada de capa na VEJA... Apenas uma nota na parte superior da revista...
O tapuru* está surtado! Procurem um psiquiatra para ele...

*Tapuru: Pernambucanismo. Larva de Mosca que infesta o interior de frutas como goiaba. 

Relembrando Joaquim Barbosa...

Mais uma do Canalha...

Gilmar Mendes e o Clube dos Mentirosos

ebhcr.jpg
Tem vaga para mais gente, Reinaldo Azevedo!
Arte @erimonatto

Rede Globo: Propaganda Enganosa


A Rede Globo causou a ira dos fãs do UFC ao não transmitir ao vivo a luta do brasileiro Júnior Cigano, campeão dos pesados da organização, contra o americano Frank Mir. As chamadas da emissora garantiam que o combate iria ao ar ao vivo (veja aqui), mas a transmissão só começou 35 minutos após Cigano ter nocauteado Mir em Las Vegas (EUA) na noite de sábado.

Enquanto a luta acontecia, a Globo exibia o filme “A Casa das Coelhinhas” no “Supercine”. Nos intervalos do filme, a emissora mostrava as chamadas que anunciavam a luta de Ciganoao vivo para todo o Brasil. Apenas no último intervalo do filme é que o termo “ao vivo” foi retirado da chamada.

Na transmissão na TV, o narrador Sérgio Maurício pouco ajudou. Ele abriu a transmissão atrasada citando “imagens ao vivo”.

***

Qual o melhor comentário sobre a notícia acima?

a) “A transmissão da Globo foi ao vivo. O problema foi o delay enorme de 35 minutos.” (Diego Cuter)

b) “Fico aqui pensando quantas lutas “ao vivo” de Mike Tyson já vi nessa vida, viu…” (Fred Figueroa)

c) “Quem sabe faz ao vivo!” (Faustão)

Fonte: Kibeloco

Opinião dO Cachete:
Sem falar do resto da enganação nos jornalísticos diários...

Maviael Cavalcanti: Uma Visão da Miséria Coletiva de uma Ação de Despejo em Recife

Criança brinca em frente a corrente de policiais na manhã desta quarta-feira (23), durante operação de retirada de cerca de 40 famílias que moravam nas comunidades do Bom Jesus e Bariloche, localizadas nas proximidades do túnel Augusto Lucena, em Boa Viagem, zona sul do Recife (PE) Helia Scheppa/JC Imagem/AE

Percebam o olhar de cada Policial. O primeiro, da esquerda para direita, olhando na direção da criança e perguntando a si mesmo "Que merda estou fazendo aqui?". O segundo não quer nem lembrar, porque deve recordar de sua infância sofrida. O terceiro quer demonstrar ser forte, mas seu olhar vagueia para outro espaço, para que as lágrimas não escorregassem pelo seu rosto, o soldado moreno que está na linha de traz está pronto para, em caso de qualquer tumulto, proteger a criança. O quarto soldado, seu olhar vagueia e não acredita no que vê e em qual lado está. E o último da linha de frente se lê em seus olhos; " Puta que o pariu por que não me dão outra tarefa ou arrumo outro emprego?


Opinião dO Cachete:
Miséria humana. Dos moradores despejados e dos policiais! Choro por todos!
Valeu, meu irmão Maviael!

Gilmar: Um Cão Pulguento, Mentiroso e Malandro!

Malandro, Preguiçoso e Mentiroso!

Desta vez, a trama não foi com a TV Colosso... Foi com o Pasquim Semanal aliado ao Rei do Jogo dos Bichos... Pura mentira! É um malandro, esse Gilmar! 

PT: Resolução da CEN Sobre Recife

(Foto: Valdecarlos Alves/Blog da Folha)

Reunida com dirigentes municipais do PT de Recife, dirigentes estaduais do partido e com os dois companheiros que disputaram a prévia para escolha do candidato à prefeitura nas eleições de outubro, a Comissão Executiva Nacional considera:

a) A prévia foi marcada por nítida indefinição a respeito do colégio eleitoral efetivo;

b) No transcorrer da votação, registraram-se algumas falhas que, no entanto, não configuram fraude;

c) Em sentido contrário à nossa tradição, divergências de entendimento entre as partes foram submetidas ao Judiciário, quando deveriam ser dirimidas nas instâncias;

d) Houve inobservância da resolução do Diretório Nacional sobre o sistema de votação.

Tendo em conta estas considerações, a Comissão Executiva Nacional resolve:

1) Anular a prévia do último dia 20/05, por ter sido realizada em desacordo com a orientação aprovada na reunião do Diretório Nacional em 18/05 em Porto Alegre/RS;

2) Convocar nova prévia, para o dia 03/06/2012, sob a coordenação da comissão eleita pela Comissão Executiva Nacional, que atuará em conjunto com dois representantes do Diretório Municipal de Recife e do presidente do Diretório Regional de Pernambuco;

3) A Comissão será integrada pelos companheiros Paulo Frateschi, Vilson Augusto, Florisvaldo Souza e João Batista da Silva;

4) A Comissão Executiva Nacional cuidará para que os dois candidatos e seus apoiadores honrem o compromisso, formalizado na reunião, de buscar unidade no transcorrer do processo e, caso não haja acordo, acatem o resultado da prévia e apóiem o vencedor.

São Paulo, 24 de maio de 2012.

Comissão Executiva Nacional do PT

VEJA Consegue o Impossível. Baixar o Nível Mais Ainda!


E ainda tem gente que continua acreditando nela...

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Boris Casoy: Entre a Insanidade e o Ridículo

Ele é doente... Só pode ser...

Vice de Kátia Abreu Chama o Cartunista Maurício de Sousa de Babaca Ignorante






Opinião dO Cachete:
Alguém conhece este cidadão??? E o Maurício de Sousa???? Tá explicado, então! Ele está querendo aparecer! BABACA ARROGANTE!

Com informações do Portal Vermelho

Globo: As Duas Faces da Mesma Moeda

Regulamentação Urgente!!!!

terça-feira, 22 de maio de 2012

As Duas Respostas do Sr. Cachoeira

Calado, Senhor!

Eu perguntei:
- Sr. Carlos Cachoeira, qual é o sobrenome do Magnífico Reitor da Universidade de Pernambuco - UPE?
Ele respondeu:
- Calado, senhor!
Eu perguntei:
- Sr. Carlos Cachoeira, como se chama a medida da profundidade a que se encontra a quilha de um navio? 
Ele respondeu:
- Calado, senhor!

E ainda dizem que ele não respondeu nada?????

Palhaçada...

O Partido Partido



Lembro de quando cobria eventos do PT, nos batentes do jornalismo político em Pernambuco, e ouvia da militância entusiasmada o seguinte bordão: “partido, partido, é dos trabalhadores!”. Sempre ria comigo mesmo do trocadilho que a frase gerava porque, realmente, não conheço partido mais partido do que o dos trabalhadores. O processo de prévias ocorrido recentemente no Recife externou bem essas fraturas, responsáveis pela autoimplosão da legenda no Estado.

As disputas internas para a escolha de um candidato são salutares e democráticas. François Hollande, novo presidente da França, travou dois turnos de uma confrontação dura dentro do próprio partido, o Socialista, antes de ser ungido como concorrente de Nicolas Sarkozy e, numa memorável campanha de coesão em torno do seu nome, derrotar o postulante à reeleição.

Mas, sob as lonas desse circo petista montado no Recife, o que se viu foi uma bufonaria das piores. Houve ali uma briga intestina por poder que jogou de um lado o inepto, combalido e alienado João da Costa e, de outro, um grupo de oportunistas encarnados por Maurício Rands, que viu na tibieza do prefeito o cartão vermelho com que poderia expulsá-lo do jogo e substituí-lo no cargo, como se o Recife fosse um feudo do PT. 

Ficou absolutamente claro que o único fim dos dois grupos era a prefeitura, com o seu prestígio, seus cargos, seu polpudo orçamento. Às favas, o Recife, pelo qual nenhum dos lados se mostrou realmente interessado em zelar e propor soluções aos graves problemas que o assolam.

A verdade é que, na capital, o PT perdeu o gosto de administrar. Doze anos de gestão jogaram o governo municipal numa inação e numa letargia sem precedentes, em prejuízo total da cidade. O partido passou a girar em torno do próprio eixo. E o Recife virou uma espécie de satélite, sem luz própria, servindo apenas para orbitar em torno dos caprichos do politburo petista. Virou sua periferia. O PT demonstrou, assim, que só tem interesse no poder pelo poder.

Não há resultado a ser tomado quanto às eleições do domingo que venha a redimir as imensas rachaduras na sua estrutura. Ela está condenada. Não há como repará-la. Se ela não desmoronar sozinha, precisa ser destruída e refundada em novas bases, se o partido quiser seguir existindo em Pernambuco.

Mantida a vitória de João da Costa, ninguém supõe ver Rands, Humberto Costa e João Paulo, o doutor Frankenstein do atual prefeito, em seu palanque. O fogo de fuzilaria aberto mutuamente inviabilizou qualquer possibilidade de reconciliação verdadeira entre as duas partes. Da mesma forma, se uma decisão vier mudar o resultado das eleições e declarar derrotado o ganhador do domingo, é sensato acreditar que João da Costa não mandará flores a Rands.

A tudo, Eduardo Campos assiste confortavelmente do Palácio do Campo das Princesas. Com os altos índices de aprovação de que dispõe, ele encarna para o eleitor a segurança da continuidade. Mas sou capaz de apostar que não vai gastar seu capital político para salvar o PT do próprio lamaçal em que se meteu. Cindindo com os petistas no Recife, ele encarnará também a vantagem da mudança com um candidato próprio, depois de mais de uma década de petistas na prefeitura. O bom coelho que tem guardado na cartola não demorará a aparecer.

Com uma oposição tão ou mais aparvalhada quanto o PT, não duvido que passeie imponente, braços dados com o seu candidato, sobre tamanho mafuá de incompetentes. Tem grandes chances de abocanhar a capital – eterno calcanhar de aquiles dos arraesistas – e aumentar seu poder político e pessoal na disputa de 2014, para onde lança gordos olhos. O que seria uma lástima para o saudável equilibrio das forças políticas em Pernambuco.

Num cenário conturbado assim, em que os nomes não estão postos, é impossível arriscar que candidatos ou que partidos teriam mais chances de vencer a disputa pela prefeitura. Mas, a cinco meses da guerra nas urnas, já se tem claramente o nome do grande derrotado das próximas eleições no Recife: o Partido dos Trabalhadores.

Alberto Lima é jornalista

Racha do PT Pode Causar Racha dos Partidos de Esquerda no Recife

O racha do PT afeta tudo na sucessão/reeleição para a Prefeitura do Recife. Apesar de não terem sido divulgados os números, sabe-se "oficiosamente" que o Prefeito João da Costa venceu o pleito interno do PT. Entretanto, João da Costa está longe de ser uma unanimidade dentro da frente que compõe os partidos da base de apoio ao Governo de Recife e mesmo entre a população da Capital. Há quem diga que o PSB de Eduardo Campos já se articula para lançar candidato majoritário próprio às eleições municipais na Capital Pernambucana.
Vejo um futuro sombrio para Recife e as eleições caírem no colo da direita e de seus partidos retrógrados... Essa vaidade PTista ainda vai azedar o caldo da esquerda pernambucana...

domingo, 20 de maio de 2012

João da Costa Vence as Prévias do PT de Recife

Antes de tudo. Que fique bem claro. Não morro de amores por João da Costa nem por Maurício Rands. Mas o PT conseguiu se complicar em Recife. Pelo correr da carruagem, João da Costa vencerá as prévias para as eleições municipais contra Maurício Rands. Festa na militância que o apoia! Mas os caciques petistas esqueceram de um parâmetro muito importante no sistema. O eleitor do Recife.
João da Costa sofre hoje um altíssimo índice de rejeição por parte da população de Recife. E, acredito, tem chances remotíssimas de reeleição. Situação que não aconteceria com Rands.
Logo, lamento dizer, com o resultado de hoje o PT jogou a Prefeitura de Recife nas mãos de Mendocinha ou de Raul Henry com o apoio de Jarbas Vasconcelos. E mais uma vez, a vaidade de alguém acabou com um projeto coletivo... O PT não aprende nem mesmo com as mais duras lições...

Liberdade de Imprensa e a Ditadura

Saudades, Reinaldo Azevedo?

Uma Pergunta Inconveniente


Tenho perguntado há dias no twitter se é verdade que não foram 200 ligações entre o Carlos Cachoeira e o Policarpo Júnior da VEJA. Reinaldo Azevedo afirma que foram apenas 2 ligações. Perguntei também aos principais blogueiros progressistas e me deparei com o mais sepulcral silêncio. Como tenho compromisso com a verdade, ainda aguardo pelas respostas. Mas este silêncio me incomoda... E os áudios destas ligações não aparecem...

sábado, 19 de maio de 2012

Regulação da Mídia: E Agora? O Que Pensa o PIG???

FHC defende a regulação dos meios de comunicação

Em um seminário promovido pelo Instituto Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente defendeu a regulação da mídia como condição da democracia: "não há como regular adequadamente a democracia sem regular adequadamente os meios de comunicãção", afirmou FHC. “Os meios de comunicação no Brasil não trazem o outro lado. Isso não se dá por pressão de governo, mas por uma complexidade de nossa cultura institucional,” acrescentou.

Fonte: Carta Maior

Opinião dO Cachete:
O Ex-Presidente FHC deixou os jornalistas da mídia podre de "calcinha na mão". E agora? Como defender a não regulação da mídia quando o próprio badalado Príncipe dos Sociólogos a defende? O que dirão o Merval, Reinaldo Azevedo, Augusto Nunes, Arnaldo Jabor e Guilherme Fiúza (viram o último artigo dele? Não fala nada de Dilma. Muito estranho)? Guinada geral na opinião do PIG ou vão arrumar um psiquiatra para atestar a insanidade do velho ex-presidente. Ou ainda, declararão que FHC foi abduzido por alienígenas comunistas do Planeta Vermelho - Marte - e colocaram um clone robô (Reinaldo Azevedo deve defender esta tese) em seu lugar? Aguardemos os posicionamentos do PIG. Afinal, para eles, só não se explica baton na cueca... Ou se explica???

Renato de La Rocha: Eu Não Vou Perdoar!

Amaury Ribeiro Jr, autor do livro A PRIVATARIA TUCANA, que é o resultado literário de quase dez anos de "investigações" sérias e usando documentos oficiais, sobre o "submundo" do governo FHC e Serra, o qual se transformou em best seller em poucos dias e que motivou a criação de uma CPI na Câmera Federal, inclusive com assinaturas suficientes para ser instalada, foi para o "brejo" porque os deputados do PT e da "base do governo" SÃO MUITO COVARDES ou PORQUE ESTÃO COMPROMETIDOS COM OS CRIMES DO PSDB, bem como tiveram uma "inestimável ajuda" da grande imprensa partidarizada que "nunca" comentou sobre o conteúdo do "livro bomba". Sendo que, para o "alívio" destes covardes, surgiu, "oportunamente" a CPMI do Cachoeira, que desviou do "assunto problemático" da PRIVATARIA TUCANA.
Em resumo, mais uma vez vai ficar tudo como sempre esteve em todas as CPIs - muita fumaça e pouco fogo.

MEU VOTO? NEM ME PAGANDO EU VOTAREI NESTES COVARDES E COMPROMETIDOS COM O CRIME.

Opinião dO Cachete:
Venho falando sobre isto há muito tempo. Arrumaram um jeito de esquecer a CPI da Privataria Tucana pegando peixes menores. O Caso Cachoeira poderia ser investigado pela PF sem maiores problemas. Mas foi melhor criar esta cortina de fumaça. Um acordão multipartidário??? Talvez!

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Momento Fã Clube: Palestra com a Drª Marise "Minha Irmã" Morais

Imperdível!

Mayara Petruso: Comentários de Rachel Sheherazade

No Ponto!

Dia de Loucura Total: Collor X PT. Lembram Disso? Desta Vez Eu Estou do Lado do Collor!

O PT Tucanou...

Hoje é mais um dia  daqueles para que milita na política. Dia em que, mais uma vez, vemos o PT se esquivando de suas obrigações junto à sua militância e ao Brasil. Vacarezza postando mensagens S2 para o Cabral. Odair Cunha - Relator da CPI do Cachoeira - rejeitando pedido do Senador Fernando Collor para a convocação do Policarpo Júnior na CPI. Blindando a VEJA e Roberto Civita. FHC defendendo a regulamentação da mídia. Loucura Total!!!!

Já é uma vergonha o Brasil depender do Senador Fernando Collor para o restabelecimento da verdade e da justiça na mídia. E o PT vetar?????

É, militância, o PT se rendeu... 

Aos Caciques do PT: Arrumem o Partido ou arrumaremos outro Partido!

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Sentença Mayara Petruso

Sentença Mayara Petruso

O Poder Sobrenatural de Eduardo "Pai Edu" Guimarães

Eduardo Guimarães
Blogueiro e Jornalista Independente

Babalorixá Eduin Barbosa da Silva
Pai Edu - Famoso Babalorixá Pernambucano
Falecido em 04/05/2011

Como todo brasileiro, também consigo ver o lado cômico dentro de uma desgraça... Aos feridos no "acidente", nossas preces e votos de breve recuperação.

Gilson Sampaio: Proponho que a Síndrome de Estocolmo Seja Renomeada para Síndrome de Paulista



Mais um acidente ferroviário em São Paulo. Viva o Serra. Viva o Alckmin. Viva a tucanalhada privatista.



Síndrome de Estocolmo é uma criação psicanalítica para explicar o fenômeno de quando a vítima se apaixona/simpatiza pelo algoz.

Proponho que a Síndrome de Estocolmo seja renomeada para Síndrome de Paulista. Sim. O fenômeno paulista é mais repleto de significados do que o sueco, afinal, são mais de 20 anos de sequestro dos paulistas pela forças mais reacionárias do estado na figura da tucanalhada coadjuvada pelos demos.

- Política de transporte público inexistente,

- educação pública motivo de chacota pelo país,

- Polícia matadora,

- Saúde de péssima qualidade,

- Pedágios com preços escorchantes,

- Enchentes anuais,

- Políticas higienistas,

- Coleção interminável de casos de corrupção não apurados,

- Parceria com a mídia venal em troca de silêncio,

- Judiciário repleto de escândalos,

- Parceria com o mercado imobiliário …

Com um pouco mais de esforço a lista se tornaria enfadonha leitura e, ainda assim, a paulistada insiste na identificação com o algoz tucanodemo.

Tem solução?

Com a palavra os psicanalistas, psicólogos, psiquiatras, sociólogos, cientistas sociais, Fundação Cobra Coral, pastores evangélicos, exorcistas católicos, pais de santo …

terça-feira, 15 de maio de 2012

Íntegra do Discurso de Fernando Collor Sobre a CPI do Cachoeira

O Fernando Collor, desta vez, está certo...

O Barbeiro

O Barbeiro
Um florista foi ao barbeiro para cortar seu cabelo.

Após o corte perguntou ao barbeiro o valor do serviço e o barbeiro respondeu:

- Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.

O florista ficou feliz e foi embora.

No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um buquê com uma dúzia de rosas na porta e uma nota de agradecimento do florista. Mais tarde no mesmo dia veio um padeiro para cortar o cabelo. Após o corte, ao pagar, o barbeiro disse:

- Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.

O padeiro ficou feliz e foi embora.

No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um cesto com pães e doces na porta e uma nota de agradecimento do padeiro.

Naquele terceiro dia veio um deputado para um corte de cabelo.

Novamente, ao pedir para pagar, o barbeiro disse:

- Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.

O deputado ficou feliz e foi embora. 

No dia seguinte, quando o barbeiro veio abrir sua barbearia, havia uma dúzia de deputados fazendo fila para cortar o cabelo.

Essa é a diferença entre os cidadãos e os políticos.

"Os políticos e as fraldas devem ser trocados frequentemente e pela mesma razão."
(Eça de Queiróz)

NA PRÓXIMA ELEIÇÃO TROQUE UM LADRÃO POR UM CIDADÃO.
CAMPANHA PRÓ-FAXINADOS POLÍTICOS.

Olinda: Como Não Amar uma Cidade Onde o McDonald's Faliu?

Eu olindo, tu olindas, ele olinda. Nos domingos, nós olindamos.

Descobri que Olinda era verbo quando dei uma carona para o músico Erasto, irmão do percussionista Naná Vasconcelos. O irmão menos famoso do clã dos Vasconcelos escolheu a cidade alta para passar seus dias. Por lá escreveu o guia “das Olindas” que diz assim:

“Subi Mercado da Ribeira
Desci largo de São Bento
No largo do Varadouro
Na Praça do Jacaré

Afoxé, afoxé
Olinda mandou me chamar”

E, enquanto cantarolava no carro durante a carona, avisou: “pode me deixar nos Quatro Cantos mesmo, estou precisando Olindar”.

E como não amar a única cidade no mundo onde um McDonald’s faliu?

Olinda é mesmo uma cidade estranha. E isso me faz lembrar um causo, passado numa segunda-feira chuvosa num bar da cidade histórica. E esse conto, caro leitor, não se passou com a amiga da prima da minha sogra, não. Foi comigo mesmo que aconteceu, por isso posso atestar de pés juntos, a estranheza do acontecido.

Lá estávamos nós, amigos boêmios, numa festinha regada a jazz na sede da Pitombeira (bloco famoso nos dias de Carnaval). Entre uma música e outra, rolou um zum zum zum, à boca miúda, de que naquela mesma festinha estava Matt Dillon (ator famoso das bandas de Hollywood).

- Matt quem? É aquele que fez Supremacia Bourne?

- Não, é o do filme Crash, no Limite. Aquele do Oscar, pô.

Passada a confusão para diferenciar Matt Dillon de Matt Damon (americano é tudo igual) e Brad Pitt de Tom Cruise (que no calor na discussão, entraram na conversa sem ter nada a ver com o assunto), confirmamos a presença do famoso no local. Sim, era ele.

A notícia, que tinha potencial para se transformar em euforia, autógrafos e briga por fotos em qualquer lugar do mundo, parou por aí. É de Olinda que estamos falando, afinal de contas. Ninguém, repito, ninguém no recinto abordou o cara. Matt ficou lá; sozinho, carente.

O desprezo pelo moço chegou a tal ponto que ele teve que tirar fotos dele mesmo no balcão do bar. Deu até pena (dó, na linguagem do Sul, porque quem tem pena é galinha). Mas a atitude blasé dos olindenses dizia “Pra que Matt se a gente tem Erasto?”. Que mais além se transforma em “pra que McChicken, se aqui tem tapioca?” ou “pra que badalar, se a gente pode Olindar”?

O fato, meus amigos, é que Olinda não é uma cidade, é um estado de espírito. E ai dos turistas que passam rápido demais, tiram fotos demais, compram bugingangas demais e nem têm tempo de conjugar o verbo Olindar. Desses dá pena, de verdade.

Téta Barbosa é jornalista, publicitária, mora no Recife e vive antenada com tudo o que se passa ali e fora dali. Escreve aqui sempre às segundas-feiras sobre modismos, modernidades e curiosidades. Ela também tem um blog - Batida Salve Todos

segunda-feira, 14 de maio de 2012

A VEJA Quer Censurar a Internet


A revista Veja tem medo do jogo da velha. O jogo da velha, no caso, são as hashtags, antecedidas pelo sinal #, para destacar vozes numa multidão de internautas – bobagens em alguns casos, mobilizações, em outros.

Para quem diz defender com a própria vida a liberdade de expressão, é preocupante. Nas 16 páginas desperdiçadas na edição do fim-de-semana em que tenta se defender, a semanal da editora Abril deixou claro: para ela, a liberdade de expressão não é um valor absoluto. Tem dono – ela e o reduzido grupo de meios de comunicação que se auto-qualificam de “imprensa livre”. Livre de quem? No caso da Veja, certamente eles não tratavam do bicheiro Carlos Cachoeira, espécie de sócio na elaboração de pautas da publicação.

Getúlio Vargas valia-se da expressão “aos amigos tudo, aos inimigos a lei”. A revista, em sua peça de realismo fantástico disfarçada de “reportagem”, a reformula: “aos amigos tudo (inclusive o direito de caluniar, manipular e distorcer), aos inimigos a censura. Ou não é isso, ao desferir um golpe contra as manifestações livres na rede e sugerir uma “governança” na internet, que os editores do semanário propõem? Eles tem urticária só de ouvir falar em um debate sobre a regulação dos meios de comunicação. Mas pimenta nos olhos dos outros…

Na própria peça de defesa, Veja distorce. Não foi a revista que derrubou Fernando Collor de Melo. É uma mistificação que só a ignorância permite perpetuar. A famosa entrevista do irmão do ex-presidente não teria resultado em nada. O que derrubou Collor foi o depoimento do motorista Eriberto França, personagem descoberto pela rival IstoÉ, na ocasião dirigida por Mino Carta.

Em termos de desonestidade intelectual, Veja se superou. Ao misturar aranhas, robôs e comunistas, a semanal de Roberto Civita produziu um conto de terror B. Nem se vivo fosse o falecido cineasta norte-americano Ed Wood, famoso por suas produções mambembes, toparia filmar um roteiro parecido. Além de tudo, a argumentação cheira a mofo, tem o tom dos anos da Guerra Fria. Quem tem medo de comunistas a esta altura? Nem na China.

PS: a lanterna na capa do semanário mostra outra coisa: calou fundo na editora o apelido Skuromatic, a lâmpada que provoca a escuridão ao meio-dia, dado a Roberto Civita por jornalistas da antiga redação de Veja.

ONGs Acusam Israel de Destruir Projetos de Ajuda à Palestina

Um Estado Terrorista

Israel demoliu em 2011 dezenas de moradias palestinas, assim como cisternas e infraestrutura agrícola financiadas por fundos da União Europeia, e outras 110 estruturas estão em perigo, denunciou nesta segunda-feira (14) um relatório publicado por ONGs humanitárias.

A investigação foi realizada por ONGs locais e internacionais e supervisionado pelo Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA).

Segundo o relatório do Displacement Working Group (DWG), em 2011 Israel demoliu 62 estruturas financiadas pela UE (França, Holanda, Grã-Bretanha, Polônia, Irlanda, Comissão Europeia).

Em abril, a França convocou o embaixador israelense em Paris para protestar contra a demolição de dois tanques cisternas perto de Hebrón (sul da Cisjordânia), cuja construção havia financiado.

Segundo a OCHA, 620 estruturas foram arrasadas em 2011 na Cisjordânia, das quais 62 foram financiadas pela UE. Quase a totalidade destas estruturas estavam na região C da Cisjordânia, onde Israel detém o poder civil e a segurança.

O exército israelense argumenta que se vê obrigado a ordenar a demolição quando são construídas estruturas sem as permissões necessárias.

"As demolições privam comunidades vulneráveis da ajuda de gente que se preocupa com os necessitados", declarou à AFP Nicolas Vercken, da organização Oxfam França.

"Os países europeus poderão estar certos de que o dinheiro de seus cidadãos serviu para algo se pedirem para o governo israelense que acabe com a demolição dos projetos de ajuda e da infraestrutura civil", completou.

Para Emmanuelle Bennani, da CCFD-Terre Solidaire, "a destruição dos projetos financiados pela UE e a expulsão dos palestinos mediante a ocupação são contrários às Convenções de Genebra. A UE deve tomar posição a favor do respeito ao direito internacional humanitário".

"As demolições israelenses de infraestrutura hidráulica aumentaram de forma alarmante este ano" e isso "representa um escandaloso desperdício da ajuda europeia, que é financiada pelos contribuintes", denunciou Ayman Rabi, do Palestinian Hydrology Group.

"Mas o preço mais alto é pago pelos homens, mulheres e crianças vulneráveis, cujos direitos são violados quando são privados de água", denunciou.

Fonte: UOL

Gurgel Prefere o Ataque a Explicar Seu Atraso Ilegal

Para muitos, a melhor defesa é o ataque. Uma tática militar antiga e até mencionada na Arte da Guerra, um escrito do chinês Sun Tzu, por volta do século IV AC.

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, parece ser adepto dessa velha e surrada tese militar.

A propósito, muita usada por políticos brasileiros para se fazerem de vítima, mudar o foco e incorporar o papel de vítimas.

Nos tratados sobre “vitimologia” escritos por juristas não há registro sobre aqueles, como Gurgel, que se colocam como vítimas para descumprir a obrigação de informar os cidadãos, algo fundamental nos Estados Democráticos de Direito.

Gurgel disse que os ataques recebidos, referentes ao inquérito policial nascido com a Operação Vegas que colocou na geladeira desde 2009, são de autoria dos que estão “morrendo de medo do Mensalão”.

Muitos cidadãos brasileiros não são réus no processo conhecido como Mensalão e estranharam ter Gurgel “sentado em cima” de um trabalho investigativo que já apontava para o que se sabe agora, ou seja, o envolvimento do senador Demóstenes Torres com a organização criminosa comandada pelo “capo” Carlinhos Cachoeira.

Que o Partido dos Trabalhadores (PT) e os Zé Dirceus e Jeffersons da vida tenham interesse em desprestigiar Gurgel, é simplesmente constatar uma obviedade. Mas, convenhamos, Gurgel deu de bandeja uma justificativa para os seus desafetos: em alegações finais, no processo do Mensalão, o procurador Gurgel pediu a condenação de mensaleiros de alto coturno da vida político-partidária.

O inquérito referente à Operação Vegas só foi desovado por Gurgel depois de cobrado por parlamentares, que não eram só do PT. A carga principal foi de parlamentares do PSOL (Partido Socialismo e Liberdade), que não tem acusados de mensaleiros.

Como sabe até a torcida do Flamengo, o procurador Gurgel, se não tinha elementos para propor ação penal ou requisitar novas diligências, deveria, em prazo razoável, ter pedido o arquivamento dos autos de inquérito. 

Pelo informado na CPMI pelo delegado Raul Alexandre Marques de Souza, o procurador Gurgel determinou à esposa Cláudia Sampaio, que é subprocuradora, para, informalmente, participar ao presidente do inquérito policial federal (Raul Alexandre Marques de Souza) a inexistência de indícios com lastro de suficiência com relação ao senador Demóstenes. Ora, um procurador-geral bem sabe que, em casos tais, o caminho é solicitar o arquivamento ou novas apurações. Jamais colocar no “freezer” um inquérito: no freezer de Gurgel permaneceu o inquérito da Operação Vegas de 2009 até ser cobrado por parlamentares em 2012.

Nesse período de freezer, como destaquei no post de ontem, Demóstenes fez pressão (para manter no freezer o inquérito citado) contra a recondução de Gurgel ao segundo mandato. Gurgel contava, na recondução, com o apoio do então ministro Antonio Palocci, de triste memória. Palocci é aquele da violação do sigilo do bancário do caseiro e do aumento pantagruélico do patrimônio pessoal, que Gurgel, para usar uma expressão popular, “deixou barato” e deu tratamento, agora com expressão mais erudita, de “vela de libra”.

Quanto ao Mensalão, observe-se que a acusação (denúncia) não foi formulada por Gurgel, mas pelo então procurador-geral. Caberá aos ministros do Supremo Tribunal Federal, e não a Gurgel, o julgamento.

No caso, o Ministério Público, representado por Gurgel, é parte processual. Parte acusadora e no mesmo pé de igualdade com as partes acusadas, ou melhor, com os réus.

Nenhum cidadão brasileiro é idiota a ponto de confundir o processo do Mensalão com inquérito Vegas, colocado por Gurgel contra a lei no freezer. 

Na verdade, Gurgel foge ao dever de explicar a razão de não ter, de 2009 a 2012, pedido, nos autos do inquérito gerado pela Operação Vegas, arquivamento ou novas diligências.

Até agora as suas explicações sobre o atraso não encontram suporte jurídico.

Pano rápido. Gurgel usa de diversionismo e coloca todos os que o cobram, como acontece neste blog, como petistas. O titular desse espaço nunca foi petista e, com 65 anos de idade, jamais se filiou a partidos políticos.

Wálter Fanganiello Maierovitch

Farra do Judiciário no Rio Grande do Norte

Alô, Dra. Eliana Calmon...

domingo, 13 de maio de 2012

Reinaldo Azevedo em mais um Devaneio!

Tio "Fester Adams" Rei
Tuiteira de 59 anos é acusada de ser robô programado pelo governo para atingir Veja.
Para justificar campanha contra Veja no Twitter, Reinaldo Azevedo acusa tuiteira de ser um robô programado pelo governo para atingir alvos políticos. Blogueiro também censurou comentário da acusada rebatendo denúncia.
Em "Como Fraudar a Internet", Reinaldo Azevedo afirma que o perfil @lucy_in_sky_ “foi programado para identificar mensagens de outros usuários que contivessem os termos-chave dos tuitaços, replicando-as”. Seria perfeito para explicar mais um protesto contra a revista, se a dona do perfil não fosse uma pacata carioca de 59 anos, estudiosa do comportamento humano, amante dos animais e profissional da saúde. “Foi como tomar um tapa na cara”, conta ela.
Lucy (sua identidade será preservada), soube por amigos, no sábado que seu perfil era acusado de operar um esquema fraudulento para atacar a revista Veja com hashtags como #VejaTemMedo e #VejaBandida. “Trabalho e estudo. Não tenho muito para dar minha opinião, mas acho importante fazê-la. Por isso tantos retuítes”.
O perfil de Lucy tem exatos 3 anos. “Entrei no twitter, a princípio, por curiosidade, mas depois percebi todo o alcance social e político. Procuro participar de vários tuitaços que mostrem minha opinião política. Participei do #ForçaLula e sempre que posso faço campanha contra crueldade com animais”.
A conta de Reinaldo Azevedo é simples, mas não fecha. Ele usa o exemplo da China, que recruta jovens com tempo disponível para lançar mensagens de apoio ao governo na internet. Na cabeça da Veja, o regime chinês é muito parecido com o brasileiro. Nada faria mais sentido se o governo também pagasse militantes para detonar inimigos políticos.
Afinal, quem fica na frente de um computador, num final de semana, sem ser pago? Só para fazer política? “Quando eu vejo algum tweet que expresse minhas opiniões e posições, eu retuíto”. Diante de tantos RTs contra Veja, Reinaldo Azevedo criou uma fantasia: Lucy era um programa criado por petistas com a única intenção de detonar Veja “O que me impressionou na reportagem da Veja foi a história detalhada que eles inventaram, dizendo como é que eu "funcionava" como robô. Teve até infográfico”
Na noite de ontem, Lucy acessou o blog de Reinaldo Azevedo e deixou uma mensagem, afirmando ser dona do perfil acusado de ser robô. Seu comentário foi censurado e Azevedo continua afirmando que Lucy não passa de uma ficção virtual.
Pergunta: Você já deu RT na Mariana Godoy e na Real Morte elogiando a Regina Casé. Não é propriamente um RT anti-Veja, não é?
Resposta: Claro que não!!!! rs Não sei por que cismaram com isso!
P: Como reagiu quando viu seu perfil na Veja?
R: Foi muito ruim ver na Veja meu perfil exposto daquela maneira, e ainda mais, "provando" que sou um robô. Foi um tapa na cara.
P: Quem é você, o que gosta de fazer?
R: @lucy_in_sky_: Sou profissional da saúde e que tenho 59 anos. Adoro ler, ir ao cinema (recentemente vi "Medianeras", um filme argentino sobre a nossa contemporaneidade virtual). Não tenho filhos, não gosto de futebol. Faço caminhadas no calçadão, sempre que tenho tempo.
P: Como usa o twitter?
Me interesso muito por tudo o que diga respeito ao nosso mal-estar contemporâneo, que faz, muitas vezes, que só possamos fazer política pela internet. Sou partidária dos direitos humanos e também dos animais, não suporto injustiça contra os mais fracos.

Fonte: Pastebin

Veja Mete a Mão em Vespeiro e Sai Ferida

Foto: Edição/247

AO ROTULAR COMO INSETOS OU ROBÔS INTERNAUTAS QUE CRITICAM A PUBLICAÇÃO, REVISTA DA ABRIL É ALVO DE UM PROTESTO GIGANTESCO NO TWITTER; ARROGÂNCIA DISTANCIA LEITORES E MOSTRA DESPREPARO PARA LIDAR COM CRISES DE IMAGEM NAS REDES SOCIAIS

13 de Maio de 2012 às 07:22

247 – Não se espere de qualquer grande veículo de comunicação qualquer tipo de autocrítica. Todos eles têm sempre razão. Na história do jornalismo brasileiro, o único que reconheceu um erro de informação dando o mesmo destaque na primeira página foi o Correio Braziliense, quando comandado por Ricardo Noblat. Na época, a ousadia rendeu um Prêmio Esso ao jornal.

Veja vem sendo criticada há várias semanas por internautas do Brasil inteiro. Sofre aquilo que os especialistas definiriam como uma crise de imagem nas redes sociais. Algo que pode acontecer com qualquer empresa. Recentemente, por exemplo, ocorreu com a Claro e com seu garoto-propaganda Ronaldo, que não cumpriram uma promoção anunciada na Páscoa.

Em casos desse tipo, os consultores recomendam humildade, cautela e, sobretudo, diálogo com os internautas. Veja preferiu adotar o caminho oposto. Optou pela arrogância, pela prepotência e pelo desprezo pelos internautas. Numa reportagem deste fim de semana, rotulou como “insetos”, “robôs” ou “petralhas amestrados” os internautas que têm participado de seguidos tuitaços contra a publicação, desde que se evidenciou a proximidade entre a revista e o bicheiro Carlinhos Cachoeira.

O resultado foi devastador. Neste sábado, Veja liderou os trending topics durante praticamente todo o sábado. Começou ao meio-dia e ainda agora estava lá, seja com #VejaComMEDO, seja com #VejaTemMEDO. Muitos internautas alteraram até as fotos dos seus perfis e passaram a utilizar imagens de robôs ou insetos. Na grande maioria, são jovens, potenciais leitores de Veja, mas que vêm disseminando uma mensagem que ninguém consegue calar e que pode ser devastadora: a de que a maior revista do Brasil tinha algum tipo de associação com um esquema criminoso. Nesse tom, mais de 25 mil mensagens foram postadas no Twitter.

Corrosão de imagem

Num caso semelhante de crise de imagem, o magnata australiado Rupert Murdoch publicou anúncios em diversos jornais, pedindo desculpas pelo comportamento do tabloide News of the World, que se valia de grampos ilegais em suas reportagens. Assim, pôde preservar a credibilidade de sua publicação mais valiosa, que é o jornal americano The Wall Street Journal.

Veja, naturalmente, tem todo o direito de menosprezar as manifestações dos leitores, atribuindo-as à “manipulação criminosa”, como definiu o blogueiro Reinaldo Azevedo. Mas cupins, quando começam a roer uma madeira, raramente são percebidos. E, quando menos se espera, toda a estrutura desaba.

Num poema clássico, o pernambucano Ascenso Ferreira fala de uma “madeira que o cupim não rói”. Será Veja tão sólida para resistir ao ataque dos insetos, que começam a se transformar nos verdadeiros formadores de opinião?

sábado, 12 de maio de 2012

Cala a Boca, Sardenberg!

Não é aquele Sardenberg, mas deve ser parente!

Escuta Essa: Escolinha do Professor Cachoeira

O "Escuta Essa!" desta semana faz uma comparação entre a CPI do caso Carlinhos Cachoeira e o programa "Escolinha do Professor Raimundo", pelos personagens inusitados que fazem parte da comissão de inquérito. Além disso, tem modelo roubando a cena de debate entre políticos no México. E ainda o movimento social que ganhou as redes nessa semana, O VETA DILMA. A iniciativa pretende convencer a presidenta Dilma Rousseff a vetar o texto do Código Florestal. O vídeo desta semana do UOL traz também o presidente Barack Obama falando que é a favor do casamento gay. Assista ao vídeo:


Fonte: UOL

Globo e Folha de São Paulo Defendem a Ação Criminosa da VEJA

VEJA - Cancele Já!

Luis Nassif: A Cara da VEJA

Slogan da nova campanha publicitária de Veja:

"Veja, indispensável para o país que queremos ser"

Clique aqui

A cara da Veja, para todos os leitores que freqüentam o portal da revista, é o Blog de Reinaldo Azevedo.

Assista à campanha institucional da revista. Repare nas imagens, mostrando os problemas nacionais, a miséria, as criancinhas, a violência. E confira, na prática, “qual o país” que Veja quer ser.

Uma revista é o que ela publica, não o que a publicidade imagina.

Azevedo foi um jornalista apagado até os 40 anos de idade. Depois, entrou para a revista “Primeira Leitura”, que cerrou as portas quando foi denunciado o esquema de patrocínios políticos que a mantinha.

Foi, então, contratado por Mario Sabino para se tornar o blogueiro daVeja, incumbido dos ataques aos adversários e da bajulação aos aliados e à empresa. Pratica ambos com notável desenvoltura.

Dedica a Sabino temor reverencial. Quando não recebe ordens diretas da direção, procura se antecipar ao que considera ser a opinião da revista.

Às vezes erra e entra em pânico.

Quando Barack Obama despontou nas pesquisas, escreveu comentário preconceituoso contra ele. No final de semana a edição da revista elogiava o candidato. Sua reação foi um e-mail temeroso a Sabino, perguntando das conseqüências do escorregão.

Acalmou-se quando recebeu o “nihil obstat”. Passou recibo no Blog, divulgando o e-mail súplice e a absolvição generosa.

Tenta reproduzir o ideal “yuppie” do grupo, como apregoar que sempre foi bem sucedido (até os 40 anos era jornalista apagado; até dois anos atrás, jornalista desempregado), gostar de uísque escocês e separar parte de suas cinco horas de sono para “fazer amor”. Aprecia quando comentários supostamente assinados por leitores (grande parte dos comentários é de "anônimos", que tanto podem ser leitores quanto o próprio blogueiro) realçam sua inteligência e charme.

Gosta de ser chamado de "meu Rei" e "tio Rei" pelos leitores. Esbanja preconceito contra negros, mulheres, abusa de um linguajar chulo, não tem limites para caluniar ou difamar críticos da revista.

Seu blog participa do circuito de blogs que fazem eco às "denúncias" lançadas pelo lobby de Daniel Dantas.

É reconhecidamente pessoa desequilibrada, com pendores homofóbicos. Tem obsessão por insinuações sexuais contra adversários e é especialmente agressivo com mulheres. Consegue saltar, sem nenhum filtro, da agressão mais escatológica contra os "inimigos" à bajulação mais rasteira às chefias.

Em qualquer publicação, independentemente do porte, seu desequilíbrio seria contido dentro de limites editoriais. Na Veja de Eurípedes-Sabino não só tem autorização para fazer o que quiser -até sugerir "boquetes" ao presidente - como é estimulado a isso.

Graças à falta de discernimento de Eurípedes e Sabino e à pouca importância que ambos - mais a Abril - dedicam ao trabalho de preservação da imagem da revista, Azevedo representa uma espécie de caricatura, a parte mais grotesca do processo de degradação editorial da revista. É um esgoto sem filtro. Todo o seu desequilíbrio é despejado diariamente no Blog e sua atuação festejada por Sabino.

Hoje em dia, junto ao universo crescente dos freqüentadores da Internet, a imagem de Veja tornou-se irremediavelmente ligada à de Azevedo, o "tio Rei". É o exemplo mais acabado do processo de deterioração moral e editorial que tomou conta da revista.

Confira a cara da Veja:

Por Reinaldo

“Ô Tomaiz, faiz um Bequéti aí pra mim vê se ocê é bão mesmo"

"Um momento lindo nos aguarda: o petralhismo filtrado pela ópera (e bunda) seca de Gerald Thomas. Seca, mas molhada pelo capilé oficial. Em visita ao “Hemisfério Sul” como diz, Thomas deveria ir ao Palácio do Planalto. Aí o Apedeuta poderia lhe dizer: “Ô Tomaiz, faiz um Bequéti aí pra mim vê se ocê é bão memo". E ele, claro, fará. Como sempre"

“Os publicadores de releases, batedores de carteira e caloteiros estão submetendo a tal premiação a um ridículo estupendo. E os cachorros loucos estão à solta. As cadelas também”

“De uma tal Lais F., recebo o que segue. (...) Lais F? Seria a mãe intelectual de Christiane F?”

“Entrei no site da vereadora (…) Ali, a coroa (...) aparece num desenho simpático, todo catita, em que finge ter 13 anos. Essa imagem de Lolita — que já ficou tempo demais na grelha se você tem olhos para ver — é diligentemente cultivada pela vereadora, que gosta de falar aos jovens e sentar de um jeito descontraído. No que me diz respeito, eu escondo dela as minhas crianças. Eu não tenho nada contra coroas, deixo bem claro. Muito pelo contrário. Mesmo! Desde que não miem como gatinhas”.


"Imaginem o sujeito olhar a própria cara triste no espelho, todos os dias, e constatar: “Sou um vendido, um vagabundo, um pilantra”. Mais: “Não pago as minhas dívidas: nem as públicas nem as privadas”".

"Dizer o quê? O sujeito não seria um vendido, um vagabundo, um pilantra e um caloteiro se não fosse também invejoso e mentiroso. Ele conseguiria fazer um blog de sucesso como este? Não. É um analfabeto. Mas poderia ao menos tentar. Só que é preciso trabalhar em vez de bater a carteira alheia."

"Alguns sugeriram que eu peça emprestada àquele lá a botinha cor-de-rosa. Xiii, acho que não vai dar. Para usar aquilo é preciso ter um passado, hehe. Vai que o Alexandre Frota olhe pra mim e diga: "Huuummm, que matéria!". E cobre de mim aquele rodopio sensual e manemolente. Não estou preparado para emoções fortes com esta idade..."

Dos comentaristas


"Anonymous Pyoter

Reinaldo,

Poupe o pé. Pode deixar que eu chuto a bunda desses anões e mascates. O mascate eu sei que corre, é covardão, cagão, mas eu alcanço ele."

"Blogger Sérgio

O Mascate tá com invejinha??? Manda ele distribuir pipoca no balcão de anúncios dele. Depois do vexame que ele se auto-infligiu nos últimos dias, todo mundo sabe que ser PIPOQUEIRO é a melhor das "virtudes" dele."

"Veja, indispensável para o país que queremos ser"

Por Reinaldo

(...) , um desses vagabundos que deveriam estar lendo o blog do ladrão endividado ou do ladrão bem-sucedido, não gostou do que escrevi sobre os planos de saúde

Anonymous Anônimo

Reinaldo,

Esse que escreveu, pela fama, devia tomar cuidado para não morrer na mão de um travesti violento.

Por Reinaldo

Bem, meus caros, como vocês sabem, escreve alguém que não caiu na chamada “Obamamania”. Deixei a exaltação do “corpo moreno, cheiroso e gostoso, da cor do pecado” de Obama para Marcelo Coelho e para a desinibida Amber Lee. Acho Obama um picareta de estilo terceiro-mundista que irrompe na política americana. Mas, até aí, convenham, é questão de gosto.

"Veja, indispensável para o país que queremos ser"

Por Reinaldo

O paneleiro ladrão

Ele me chamou de chapeleiro? Melhor do que ser paneleiro (ver Houaiss) de sauna. Devolva o que roubou dos cofres públicos, ladrão! Pague o que deve, caloteiro! Pare de roubar o estado, os amigos e até a própria família!

E os calotes com dinheiro privado, ratona? Ninguém faz sumir R$ 2 milhões como ela — hoje seria bem mais, né? Coitada da ratazana de sauna!

Dos comentaristas

Anônimo

Disse tudo Reinaldo, e disse com elegancia. Há muito tempo esse escroto merecia tomar uma chamada. Vendilhão de Templo!

Anônimo

Reinaldo, quando sai o livro dos 'pés-na-bunda' dos jornalistas? Quero reservar meu exemplar, deve ter cada história edificante...

Anônimo

Reinaldo,

A maior ofensa que você poderá fazer, no seu livro, a um jornalista canalha será não cita-lo.

Por Reinaldo

Eu não tenho tempo de sentir dó de mim nem de ninguém. Desde os 18 anos, ganho bem mais do que preciso para pagar as contas. É verdade: eu moro muito bem, como muito bem, vivo muito bem. Eu bebo uísque 12 anos desde quando era de esquerda: 12, 15, 18, 21. Até 60. Lula também. E durmo só cinco horas por noite — incluo aí o tempo em que faço amor (logo, menos de cinco...).

Dos comentaristas

COP

Reinaldo,

Essa petralhada tenta medir os outros segundo suas próprias medidas. Dar "porrada" em LULA e na esquerdalha em geral, além de um imperativo moral, dá um grande prazer ! Isso não tem preço. hehehehe

jorge luiz disse...

Reinaldão,

Quem sou eu pra dar conselho pro meu rei, mas por favor não se nivele a esse meliante.

Vou te dizer uma coisa: nunca saberia da existência desse pulha se não fõsse você ficar falando tanto nele.

Não percebe que faz o jogo do escroque? Me admira você!
Deixa o inominável lá, chafurdando no ridículo dele, fazendo linkinho com o ibest, ensinando seus "eleitores" a votar e a multiplicar os votos.

Continue sendo referência e brindando seus leitores com sua inteligência, sagacidade e principalmente indignação com a mediocridade, incompetência e roubalheira da tropa petralha.

Cláudio disse...

Quem é o paneleiro aí (gay) Reinaldo?? Conta.....fala o nome dele.

Anônimo disse...

Olha aí moçada, o Blog é do Reinaldo Azevedo.

Se ele quiser chamar alguém de viado, de vagabundo e ladrão é problema DELE.

Quem quiser entrar no site do Bandolin ou da Pantera cor de rosa, que entre, mas não use o Reinaldo como desculpa.

E parem com esse papo do "politicamente correto".

Senta o dedo nesses porras Reinaldão.

"Veja, indispensável para o país que queremos ser"

Por Reinaldo

E Lancelotti fez a barba...

Vejo nas fotos que o padre Júlio Lancelotti fez a barba para se encontrar com Lula. Aquela aparência de mártir serviu para o período em que estava sendo “perseguido”. Perseguido por sua própria biografia, naturalmente. No abraço com Lula, o padre está com a cara lisa, lustrosa mesmo. Parece mogno com verniz.

Dos comentaristas

Anonymous Mário

Caro Reinaldo,

O abraço dos safados! Com certeza usou a loção após barba adequada para o seu tipo de pele (e carater): óleo de peroba.

Anonymous Anônimo

O padre Lancelotti pode tirar a barba, pode lavar a cara, pode ser recebido e abraçado até pelo Santo Papa. Enquanto não ficar explicado, e bem explicadinho, com que dinheiro vestia o seu fofo, estará de cara suja. E a alma imunda. Mas isso ele terá de prestar contas para Alguém incorruptível.

Anonymous Peru Pachola y su orquestra típica

O Lancelotti fez a barba para não espetar e machucar o saco dos dimenores que ele agasalha e protege.

"Veja, indispensável para o país que queremos ser"

Por Reinaldo

Se é mesmo de coração, então logo os anões, mascates e tocadores de tuba mudam de opinião de novo. O amigo do “Beto” corre o risco de se desintegrar, coitado! Já não sabe mais o que dizer a respeito do caso. A ratazana da sauna espera ansiosamente um sinal para poder dar uma opinião lucrativa. Tem saudade dos tempos em que se achava poderoso o bastante para achacar até um secretário de estado, razão por que caiu em desgraça e levou o bilhete azul no focinho.

Vocês acham mesmo que alguém da VEJA, pouco importa o cargo, enviaria um comentário para o blog de Luis Nassifu?

Anonymous Anônimo
Aí Reinaldão, "Nassifudeu" foi foda... kkkkkkkkkkkk

Anonymous Anônimo
Petralha nojento às 1:17 PM. Ele aparece de novo às 1:27 PM. O canalha se chama Ary. O cara é tão burro que não entende um trocadilho. Nassifu. Castração nele, prá latir fino. E canil.

Por Reinaldo

Sai com essa língua pra lá, baranga.

Quatro ONGs na Amazônia? E nada de um boto cor-de-rosa dar jeito nesse furor? Parodiando Gonçalves Dias, “rejeitada dos homens na guerra, rejeitada dos botos na paz”???

Ui, é a namorada do boto!? Consulado estrangeiro dando respaldo a mais de 15 países? Seria uma suruba diplomática? E escreve “réles”? Tadinha da moça. Essa função diplomática simplesmente inexiste. Claro que há moças versadas em várias línguas para divertir estrangeiros. No Brasil e no mundo. A mais famosa do momento é a impagável Bebel, muito mais interessante, diga-se, do que Camila Pitanga".

(Nota: a personagem era uma prostituta)

"Um bandidinho – na verdade, bandido de médio porte – que foi demitido de um jornal por receber, por fora, dinheiro de empreiteira; que contrai empréstimos e não paga; que é famoso no mercado por dar “carteiradas”, bem, esse mascate de convicções não tem autoridade moral, profissional e ética para julgar meus motivos".

Dos Comentaristas

Paulo Boccato disse...

UAU !

A DONA É QUASE UMA ONU AMBULANTE !

..É QUE CU RRICUULM !!!

CARLOS-DF disse...

(...), MEU AMOR. DEIXE DE BESTEIRA. VÁ GANHAR SEU DINHEIRO. COM TANTOS PREDICADOS, VOCÊ NÃO DEVERIA PERDER SEU TEMPO ENTRANDO NO BLOG DO NASSIF PARA MANDAR RECADO PRO REINALDO AZEVEDO. VOCÊ ESTÁ PERDENDO SEU TEMPO E DINHEIRO COM ISSO... DEVERIA APROVEITAR TODA SUA EXPERIÊNCIA E ABRIR UM BORDEL NA INGLATERRA COM O NOME BRASÍLIA, COMO FEZ Jeany Mary Corner, produtora das festas mas comentadas de Brasília...

Anônimo disse...

Caro Reinaldo, A Pistoleira (...), com certeza tem um empreguinho Publico que esqueceu de dizer, e as 4 ONDs deve receber dinheirinho nossos.

Ela conhece o mundo todo e em todos idiomas, só não conhece o Brasil e seus amigos.

Senhora Doutora "Pistolera" porque não deixa de tomar os remedinho e volta para a realidade, sai dessa "balada-boa", vão acabar com os poucos neuronios que sobraram.

Jose Antonio --- Campinas

Quanto ao Senhor "Nassifoi", experimenta PEIDAR NAGUA PARA FAZER BOLINHA, VAI SE SENTIR FFELIZ, COM O BRINQUEDINHO E DEIXAR DE FALAR E ESCREVER ASNEIRA

Por Reinaldo

Mas (...) (Nota: um senhor com mais de 70 anos) é do tipo que julga ter uma reputação; ele acredita na sua própria pantomima. O seu traseiro, simbolicamente falando, é gordo, polpudo, e merece ter estampada a sola do sapato.

Sobre a série da Veja

Se um meliante moral, agindo a soldo, cria uma cadeia de difamação contra este ou aquele veículos, contra esta ou aquela pessoas, tem de responder pelos seus atos segundo os rigores do estado democrático e de direito, que protege a honra e a dignidade pessoais e a reputação de empresas."

A ratazana confessou que é caloteira: “Ó, gente, peguei dinheiro público e não paguei, viu?, mas sou uma pessoa bem decente. Aí eles renegociaram, né?, e agora eu puxo o saco, fingindo fazer jornalismo, de quem não executa a minha dívida. Fora isso, sou honestíssima”.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil quanto ela mesma."
(Joseph Pulitzer)