Cachete - S. M. Antigamente, no Nordeste do Brasil, era assim que se chamava qualquer comprimido para dor.

segunda-feira, 30 de abril de 2012

No Jardins, Socialites se Dizem Traídas por Demóstenes

Um Festival de Horrores!

30 de Abril de 1981: A Ditadura Ataca no Riocentro!

O “Atentado do Riocentro” foi um frustrado ataque à bomba no Pavilhão Riocentro, por volta das 21 horas, quando ali se realizava um show comemorativo do “Dia do Trabalhador”. As bombas seriam plantadas pelo sargento Guilherme Pereira do Rosário e pelo então capitão Wilson Dias Machado e explodiram dentro do carro dos militares.

Fonte: Historianet

Opinião dO Cachete:
Chego a me entristecer quando vejo jovens defendendo a ditadura militar. 
O show era em comemoração ao 1º de Maio e estava repleto de jovens...Se fossem vivos e estivessem neste show, poderiam ser vítimas dessa sandice canalha. 

Aristides Junqueira: "Não Houve o Mensalão!"


O ex-procurador-geral da República Aris­tides Junqueira (1989 - 1995) diz ao Jornal Opção que o mensalão, escândalo detonado por Roberto Jefferson (PTB-RJ) que abalou a república petista em 2005, não existiu. “Não pode haver mensalão, já que não há repetição mensal de pagamento. Se houve um ou outro pagamento eles não foram contínuos durante meses”, afirma.

Após criticar o Ministério Público Federal, ele frisa que não houve desvio de recursos públicos para bolsos privados nem para abastecer os cofres petistas e de legendas aliadas. “A denúncia também não consegue provar isso. Não demonstrou nada disso. Evidentemente está provado nos autos que os recursos foram oriundos de empréstimos em bancos particulares”, explica.

Segundo ele, a denúncia do MP é improcedente.”Não se trata de uma crítica ao MP, mas um reconhecimento da improcedência dela quando se leva em conta a defesa feita por esse grupo de advogados, com relação a um réu apenas, já que são 40. Hoje, parece-me que são 38: um morreu e outro foi reconhecido que a denúncia contra ele era improcedente, que é o Luiz Gushiken”.

O advogado exorciza supostos pecados da mídia. “Ele já está condenado pela mídia. Aliás, não é só ele. É um grupo. Eu diria que eles já estão até demonizados. A defesa dele não quer que ele seja santificado, mas que não seja também demonizado eternamente. O fato é que com esse resultado todo falar em Delúbio Soares é um palavrão muito grande que a sociedade não pode admitir.”

Com ironia, o ex-procurador-geral de Justiça diz que o Ministério Público “coloca quadrilha em tudo”. Mais: avalia que não há risco de prescrição. “Não. Em pouco tempo não prescreve não. Isso não é interessante”, adianta. Ele ingressou no auditório do Bloco B da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) escoltado por Delúbio Soares e Marcus Vinícius de Faria Felipe, ex-presidente da Agecom.

Aristides Junqueira participou de fórum, na PUC, Câmpus 5, em Goiânia, ao lado do ex-prefeito de Goiânia Darci Accorsi, hoje secretário Legislativo do prefeito da Capital, Paulo Garcia (PT). O ato era para debater os aspectos jurídicos da denúncia do MP Federal e da defesa do matemático de Buriti Alegre Delúbio Soares, apontado como um dos chefes do mensalão do PT.

Qual é o objetivo do debate sobre a defesa jurídica de Delúbio Soares?
O objetivo do debate é saber se juridicamente a defesa apresentada pelos advogados de Delúbio Soares é uma peça satisfatória e que possa levar à improcedência da denúncia. Esse é o objetivo.

A defesa de Delúbio Soares diz que o mensalão não existiu. A tese tem fundamento jurídico?
Primeiro, eu quero saber o que é mensalão. Eu não sei. Nós temos de perguntar ao Roberto Jefferson, que inventou a palavra e não explicou direito o que é isso. E também ao Ministério Público. Para saber o que que é mensalão. A defesa do Delúbio, que não foi feita por mim, estou apenas apreciando, mas por um grupo de advogados capitaneado pelo advogado Arnaldo Malheiros Filho, de São Paulo, demonstra que não pode haver mensalão, já que não há repetição mensal de pagamento. Se houve um ou outro pagamento eles não foram contínuos durante meses.

Não houve pagamento regular pelo governo a deputados federais da base aliada?
Não houve. Não houve. Pelo menos dentro dos autos, a defesa diz que isso não está provado. Dentro dos autos ele não está provado. Não houve pagamento mensal a deputados da base aliada.

Houve desvio de recursos públicos para bolsos privados?
A denúncia também não consegue provar isso. Não demonstrou nada disso. Evidentemente está provado nos autos que os recursos foram oriundos de empréstimos em bancos particulares

Existem provas desse empréstimos?
Os empréstimos estão provados. Empréstimos de bancos particulares. Isso não é negado por ninguém.

Trata-se de uma crítica à denúncia do Ministério Público Fe­deral?
Não. Não diria que é uma crítica à denúncia do Ministério Público, mas um reconhecimento da improcedência dela quando se leva em conta a defesa feita por esse grupo de advogados de Delúbio Soares, com relação a um réu apenas, já que são 40. Hoje, parece-me que são 38. Já que um morreu e outro foi reconhecido que a denúncia contra ele era improcedente, que é o Luiz Gushiken.

A defesa de Delúbio Soares diz que os grandes conglomerados de comunicação querem condená-lo previamente...
Eu penso que ele já está condenado pela mídia. Aliás, não é só ele. É um grupo. Eu diria que eles já estão até demonizados. Penso que a defesa dele não quer que ele seja santificado, mas que não seja também demonizado eternamente como é hoje. O fato é que com esse resultado todo, falar em Delúbio Soares é um palavrão muito grande que a sociedade não pode admitir.

O advogado Luiz Eduardo Green­halgh admite a utilização de recursos não contabilizados.
E daí? Se forem ler a defesa que Arnaldo Malheiros faz de Delúbio Soares, ele confessa isso. Mas trata-se de um crime eleitoral cuja prescrição já ocorreu.

Há indícios de formação de quadrilha, como apontou o Mini­stério Público federal?
O Ministério Público Federal vê e coloca [formação de] quadrilha em tudo.

Existe risco de prescrição?
Não. Em pouco tempo não prescreve, não. Isso não é interessante.

Fonte: MAVPTSP

Greve nos Estados Unidos: O Capitalismo em Franca Falência!

300412 generalstrike
Pára, Estados Unidos!
Estados Unidos - Diário Liberdade - Pela primeira vez na história dos EUA, milhares de trabalhadores, estudantes, imigrantes e desempregados de mais de 115 cidades por todo o país participarão na greve nacional convocada no 1º de maio para se enfrentar ao sistema "corrupto até a medula" e a injustiça econômico-social que o país norte-americano vive.

Enquanto os meios estadunidenses se centraram nas batalhas pré-eleitorais, única preocupação para as grandes corporações internacionais e o Governo dos EUA, o movimento 'Ocupa Wall Street', continua alargando a lista das cidades que tencionam lançar sua voz no Dia Internacional do Internacionalismo Proletário em um ato de solidariedade de 99% da população global em sua luta contra 1% dos mais ricos e poderosos".

Greve nacional com desafio global

Os participantes, que instam todos a se ausentar nesse dia (que nos EUA não é feriado) dos seus postos de trabalho e dos estudos para que a sua ausência faça saber a um sistema corrupto que estão descontentes com o que está acontecendo, prometem não simplesmente paralisar os EUA, como tentar converter a greve no ato global.

"Se for membro de um sindicato, pode ser declarado em greve oficialmente. Mas se não for, fique 'doente' ou apanhe férias", recomendam os ativistas, apontando que qualquer pode ser unido à ação.

Os "indignados", apoiados pelos piratas informáticos mais famosos do mundo, Anonymous, sublinham que o 1º de maio é um dia perfeito para protestar contra a corrupção do mercado global, que aumentou o desemprego, os baixos salários, elevou os impostos e a pauperização de 99% da população que não conta com a maior parte dos recursos mundiais.

Para além dos EUA, a greve global prevista já conta com a participação de várias cidades mundiais, entre as quais Londres (Reino Unido), Melbourne e Sidney (Austrália), Ottawa e Toronto (Canadá) e Seul (Coréia do Sul).

A partir do portal RT.

Fonte: Diário da Liberdade

Quadrilha da VEJA: Última Entrevista do Senador Demóstenes Torres

Última Entrevista de Demóstenes Torres à VEJA

Procurado por Tentativa
de Invasão de Propriedade
Privada
Gostaria de chamar a atenção do nobre leitor para o nome do repórter que entrevistou o Senador Demóstenes Torres (Parte Superior, Lado Direito da Página 1). Gustavo Ribeiro. O mesmo repórter que protagonizou a tentativa de invasão do apartamento de José Dirceu no Hotel Nahoum em Brasília, com direito a imagens divulgadas pela mesma Revista VEJA que, o inquérito da Polícia Federal informa, foram feitas a mando de Carlinhos Cachoeira.
Como dizem os jogadores de futebol, "O grupo está fechado e concentrado na partida!".

PIG: O Esforço dos Perversos

É incrível o esforço da mídia no Caso Cachoeira. Observa-se um esforço hercúleo no sentido de não se defender - eu pelo menos não vi nenhum texto de autodefesa - mas em atacar mais! Vejo um forte movimento em colocar todos em uma mesma vala comum. O movimento perverso em igualar a todos na mesma falcatrua.

Como não há defesa que os isente, tentam adquirir novos elementos para culpar mais pessoas e órgãos públicos ou privados. Assim foi na abertura da CPI quando criaram a ideia que o PT desejava a CPI para esconder o Julgamento do Mensalão e depois abandonaram essa história para colocar uma nova onde o PT não queria a CPI do Cachoeira por que iria respingar em PTistas de alto galardão. Mas o PT conseguiu 28 assinaturas em 2 dias... E aí, eles ficaram sem argumentos... Ficou melhor esquecer a história!

Agora tentam incluir o Gov. Agnelo Queiroz no pacote. Coisa que as transcrições das ligações entre os membros da Gang do Cachoeira revelam não fazer o menor sentido. Até mostram que há uma grande dificuldade de acesso ao Gov. Agnelo. 

E o público não é informado disso ou a mídia faz questão de deformar, ao invés de informar, o fato...

Parece que o pacto de não agressão entre o principais órgãos da mídia está funcionando muito bem...

domingo, 29 de abril de 2012

Precipitado, Merval Inocenta Policarpo e Veja

Foto: DIVULGAÇÃO

EM ARTIGO PUBLICADO NESTE DOMINGO, COLUNISTA DO GLOBO DIZ QUE NÃO HÁ NADA DE ANORMAL NO RELACIONAMENTO ENTRE POLICARPO JÚNIOR E CARLOS CACHOEIRA. DAS DUAS UMA: OU ELE NÃO LEU O RELATÓRIO VAZADO PELO 247 OU SUA DEFESA FAZ PARTE DO PACTO DE NÃO AGRESSÃO FIRMADO ENTRE ABRIL, GLOBO E FOLHA

29 de Abril de 2012 às 10:51

247 – Vazamentos. Este é o título da coluna do jornalista Merval Pereira, publicada neste domingo no jornal O Globo. Claramente, o objetivo é limpar a barra da revista Veja e do seu diretor Policarpo Júnior, que se relacionava frequentemente com o bicheiro Carlos Cachoeira.

Merval diz que o inquérito completo da Operação Monte Carlo, vazado pelo 247, comprovaria a lisura das relações entre Veja e Cachoeira. Várias hipóteses podem ser levantadas: (1) Merval não leu o inquérito; (2) Merval leu e não compreendeu; (3) a defesa faz parte do pacto de não agressão firmado por Globo, Abril e Folha (leia mais aqui).

Até agora, o inquérito já revelou vários pontos que merecem ser discutidos pela imprensa séria:

1) Cachoeira produziu os filmes ilícitos do Hotel Naoum, publicados na revista Veja, com o objetivo de “incendiar a República”.

2) Cachoeira produziu a denúncia contra o ex-diretor do Dnit, Luiz Antônio Pagot, publicada na revista Veja, para favorecer a construtora Delta – aliás, foi a revista Época, da Globo, quem fez a denúncia de que Cachoeira se vangloriava de ter “colocado no r...” do Pagot.

3) Cachoeira e Demóstenes Torres tentaram provocar o impeachment do governador Agnelo Queiroz, com denúncias publicadas na revista Veja, por meio do “PJ” (Policarpo Júnior). Sobre isso, leia mais aqui.

4) “Poli”, outro apelido de Policarpo Júnior, também aparece no inquérito numa tentativa de “f...” um secretário de segurança pública.

No mínimo, Merval Pereira foi precipitado. No relatório, Policarpo Júnior aparece também com codinomes. Em alguns momentos, além de “Poli” e “PJ”, ele é chamado de “caneta”.

Mas, para o colunista da Globo, não há nada de anormal neste relacionamento entre um jornalista e um dos maiores contraventores que o Brasil já produziu. Eis o que diz o jornalista do Globo:

“Eles (os vazamentos) demonstram mais uma vez que o relacionamento de jornalistas da revista Veja com o bicheiro Carlinhos Cachoeira e seus asseclas nada tem de ilícito, ficando preservada, por tudo que se conhece até o momento, a tênue linha que separa a ética jornalística de atos que podem comprometê-la. O caso do jornal popular “News of the World”, que colocou seus diretores e proprietários no banco dos réus, é exemplar dessa diferença: lá os jornalistas contratavam arapongas para espionar celebridades e políticos. Aqui, até o momento está demonstrado que a revista se utiliza de gravações realizadas para revelar os escândalos da República.”

Ora, Merval. Aqui é muito pior: o bandido contratava os arapongas. As gravações – que Merval não define como legais ou ilegais - não eram realizadas para revelar escândalos da República. Mas, sim, para defender interesses comerciais privados, como os da construtora Delta ou do próprio Cachoeira.

Segundo Merval, o máximo que o inquérito revela é o tratamento “íntimo” do bicheiro com o jornalista e o pedido de uma notinha.

Na posição que ocupa, de principal articulista da Globo, Merval, membro da Academia Brasileira de Letras, acaba de chancelar a associação entre o crime e a imprensa.

Opinião dO Cachete:
Só não vê quem não quer... E o Merval não quer...

sábado, 28 de abril de 2012

Novo Código Florestal: Relação dos Deputados Pernambucanos que Votaram a Favor

Não esqueçam estes nomes!!!

Ana Arraes (PSB)

Augusto Coutinho (DEM)
Bruno Araújo (PSDB)
Carlos Eduardo Cadoca (PSC)
Eduardo da Fonte (PP)
Fernando Coelho Filho (PSB)
Gonzaga Patriota (PSB)

Inocêncio Oliveira (PR)
Jorge Corte Real (PTB)
José Augusto Maia (PTB)
José Chaves (PTB)
Luciana Santos (PCdoB) - Votei nela! Nunca mais!
Pastor Eurico (PSB)

Pedro Eugênio (PT)
Raul Henry (PMDB)
Roberto Teixeira (PP)
Silvio Costa (PTB)
Vilalba (PRB)
Wolney Queiroz (PDT).

Partidos da Base Governista em Negrito - Deputados votaram contra a orientação governista

Festa da Lavadeira e os Paraísos Artificiais da Elite Mesquinha


Este ano a tradicional Festa da Lavadeira não acontecerá na Praia do Paiva. Após 26 edições anuais, sempre no dia 1º de maio, um dos eventos mais importantes da arte e da cultura popular do nordeste foi transferido para a cidade do Recife. A Festa, que assumiu com o tempo um forte caráter alternativo e religioso, forjando naquele território uma atmosfera sagrada, não conseguiu sobreviver ali, diante da forte especulação imobiliária. 

Com a criação do empreendimento Reserva do Paiva, grupos empresariais poderosos sufocaram durante mais de 10 anos a realização da manifestação, que neste período funcionou mais como um ritual de resistência. Sou testemunha da luta desigual e covarde à qual foi submetida a organização da Festa. Em dezembro de 2010, contudo, diante da forte resistência popular em defesa da Lavadeira, a prefeitura do Cabo fez aprovar na Câmara Municipal uma lei impondo fortes restrições à circulação de pessoas e infra-estrutura para a realização de eventos na Reserva do Paiva, proibindo indiretamente a realização da Festa da Lavadeira. Criou-se ali uma Reserva Ambiental. 

Nesta situação, em 2011 só foi possível a sua realização a partir de uma forte mobilização e assembléia popular constituída para fazer valer a vontade legítima do povo. Foi conseguido um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) junto ao Ministério Público de Pernambuco e a organização pode colocar à disposição dos freqüentadores uma mínima estrutura com toldos, venda de água, banheiros e equipamentos de som. 

A argumentação da prefeitura e dos empreendedores era que a Reserva Ambiental não permitia aquele tipo de movimentação na área, mesmo sabendo que o Relatório de Impacto Ambiental e a concessão pública para a realização do empreendimento garantiam a área para a realização da Festa da Lavadeira. Pois bem, foi tanta a pressão que neste ano a organização da Festa trouxe-a para Recife. Se assim não o fizesse, a impressão que tenho é que talvez esta não se realizasse. 

Contudo, para nossa surpresa e indignação, exatamente no ano em que pela primeira vez a Festa não acontecerá no Paiva, somos brindados com a notícia que uma grande Rave vai rolar na praia do Paiva. Não será no dia 1º de maio, pois aí já seria demais, mas no dia 28 de abril. A Festa Eletrônica, com ingressos caríssimos e a poucos metros da área da Lavadeira, tem o sugestivo nome de “Paraísos Artificiais”, em alusão ao lançamento do filme de mesmo nome, gravado também na praia do Paiva. 

Como freqüentador da Festa da Lavadeira, como parte do movimento negro, como admirador e defensor da nossa arte e de nossos folguedos, como ativista político que se sente em favor das causas populares, estive muito próximo desta resistência no último período e causou-me particular indignação esta situação. 

Estivemos à frente de conversas com o Ministério Público, com o Governo do Estado, com a Assembleia Legislativa, com a Prefeitura do Cabo, com a Câmara de Vereadores do Cabo e várias outras instituições nesta batalha em defesa da Lavadeira. E hoje, diante desta provocação, está muito claro que a Lei Municipal criada foi sob medida para a Festa da Lavadeira; trata-se de um apartheid social, em pleno século XXI e numa das maiores regiões metropolitanas do país. 

A “Reserva Ambiental do Paiva” é só para isso: para as elites curtirem seus paraísos artificiais, longe dos sons de atabaques, alfaias e da alegria do povo em festa. Um paraíso natural e democrático foi solenemente privatizado e elitizado. Fica aqui meu protesto e a certeza que esta luta ainda não terminou!

Edilson Silva 
Presidente do PSOL-PE

Opinião dO Cachete:
E tem quem pense que esta mesma elite irá se comportar de forma diferente em relação ao Projeto Cais José Estelita...

Um Pedido Irrecusável!

Então, Veta Dilma!!!!

Gov. Marconi Perillo Chama Cachoeira de Liderança

pic.twitter.com/cPJhT6TG
Muita intimidade para quem pouco se conhecia, segundo o Marconi Perillo.
Kajuru deve estar de alma lavada!

IBGE Aponta Queda da Mortalidade Infantil na Última Década


O último censo registrou uma conquista: a mortalidade infantil no primeiro ano de vida caiu 47,6%. Em 2000, de cada mil crianças nascidas vivas, 29,7 morriam antes de completar um ano. Em 2010 eram 15,6. Entre as regiões, a maior queda foi no Nordeste: 58,6%.

Opinião dO Cachete:
E há quem diga que o Bolsa Família e o PAC não funcionam... Números! Secos e apartidários!

João Leite Neto: Tentáculos da DELTA Chegam a São Paulo


E o Paulo Maluf bem que deveria se divertir na Disneylândia...

Sarkozy Esconde Relógio para Cumprimentar os Eleitores Franceses

Nicolas Sarkozy achou por bem guardar o relógio durante um corpo a corpo com eleitores no último domingo. Afinal, a França que ele preside está com o desemprego na casa dos 10% — na dos 20% entre os jovens de 18 a 24 anos — e vem colecionando medidas de austeridade. E o Patek Philippe que ele carregava no pulso custou 55 mil euros (R$ 136 mil), o equivalente a quase 40 salários mínimos do país. Além disso, foi um presente da mulher, a cantora e compositora Carla Bruni.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Globo, Abril e Folha se Unem Contra CPI da Mídia

Foto: Folhapress_Divulgação

PRINCIPAIS GRUPOS DE COMUNICAÇÃO FECHAM PACTO DE NÃO AGRESSÃO E TRANSMITEM AO PLANALTO A MENSAGEM DE QUE PRETENDEM RETALIAR O GOVERNO SE HOUVER QUALQUER CONVOCAÇÃO DE JORNALISTAS OU DE EMPRESÁRIOS DO SETOR; PORTA-VOZ DO GRUPO NA COMISSÃO É O DEPUTADO MIRO TEIXEIRA; NA INGLATERRA, UM PAÍS LIVRE, O MAGNATA RUPERT MURDOCH DEPÔS ONTEM

26 de Abril de 2012 às 13:20

247 – Há exatamente uma semana, o 247 revelou com exclusividade que o executivo Fábio Barbosa, presidente do grupo Abril e ex-presidente da Febraban, foi a Brasília com uma missão: impedir a convocação do chefe Roberto Civita pela CPI sobre as atividades de Carlos Cachoeira. Jeitoso e muito querido em Brasília, Barbosa foi bem-sucedido, até agora. Dos mais de 170 requerimentos já apresentados, não constam o nome de Civita nem do jornalista Policarpo Júnior, ponto de ligação entre a revista Veja e o contraventor Carlos Cachoeira. O silêncio do PT em relação ao tema também impressiona.

Surgem, aos poucos, novas informações sobre o engavetamento da chamada “CPI da Veja” ou “CPI da mídia”. João Roberto Marinho, da Globo, fez chegar ao Palácio do Planalto a mensagem de que o governo seria retaliado se fossem convocados jornalistas ou empresários de comunicação. Otávio Frias Filho, da Folha de S. Paulo, também aderiu ao pacto de não agressão. E este grupo já tem até um representante na CPI. Trata-se do deputado Miro Teixeira (PDT-RJ).

Na edição de hoje da Folha, há até uma nota emblemática na coluna Painel, da jornalista Vera Magalhães. Chama-se “Vacina” e diz o que segue abaixo:

“O deputado Miro Teixeira (PDT-RJ) vai argumentar na CPI, com base no artigo 207 do Código de Processo Penal, que é vedado o depoimento de testemunha que por ofício tenha de manter sigilo, como jornalistas. O PT tenta levar parte da mídia para o foco da investigação”.

O argumento de Miro Teixeira é o de que jornalistas não poderão ser forçados a quebrar o sigilo da fonte, uma garantia constitucional. Ocorre que este sigilo já foi quebrado pelas investigações da Polícia Federal, que revelaram mais de 200 ligações entre Policarpo Júnior e Carlos Cachoeira. Além disso, vários países discutem se o sigilo da fonte pode ser usado como biombo para a proteção de crimes, como a realização de grampos ilegais.

Inglaterra, um país livre

Pessoas que acompanham o caso de perto estão convencidas de que Civita e Policarpo só serão convocados se algum veículo da mídia tradicional decidir publicar detalhes do relacionamento entre Veja e Cachoeira. Avalia-se, nos grandes veículos, que a chamada blogosfera ainda não tem força suficiente para mover a opinião pública e pressionar os parlamentares. Talvez seja verdade, mas, dias atrás, a hashtag #vejabandida se tornou o assunto mais comentado do Twitter no mundo.

Um indício do pacto de não agressão diz respeito à forma como veículos tradicionais de comunicação noticiaram nesta manhã o depoimento de Rupert Murdoch, no parlamento inglês. Sim, Murdoch foi forçado a depor numa CPI na Inglaterra – não na Venezuela – para se explicar sobre a prática de grampos ilegais publicados pelo jornal News of the World. Nenhum jornalista, nem mesmo funcionário de Murdoch, levantou argumentos de um possível cerceamento à liberdade de expressão. Afinal, como todos sabem, a Inglaterra é um país livre.

O Brasil se vê hoje diante de uma encruzilhada: ou opta pela liberdade ou se submete ao coronelismo midiático.

Opinião dO Cachete:
Retaliar o Governo Dilma??? Ou seja, nada vai mudar. Continua com o mesmo "Modus Operandi". Afinal de contas, retaliação é o que mais se vê na mídia contra os Governos Lula e Dilma... E mais! Quem não deve, não teme! E a Blogosfera Progressista está aqui para contra-atacar!

"Meu nome é legião! Por que somos muitos!" (Marcos 5:9)

Julgamento da Lei de Cotas: Comentário de Bob Fernandes

Objetivo!

quarta-feira, 25 de abril de 2012

terça-feira, 24 de abril de 2012

CQC Causa Pânico da Câmara dos Vereadores do Recife. Vereadores Saem Correndo!

Cena da fuga do Vereador Inácio Neto
Ridículo!!!!

Pense numa palhaçada!

Os vereadores do Recife, depois de tomarem conhecimento de que uma equipe do CQC estava chegando para cobrir a sessão deste tarde, com o objetivo de reportar o aumento de 62% concedido no final do ano passado, sem alarde, às escondidas, suspenderam os trabalhos sem explicação e literalmente saíram correndo. Com o reajuste, os salários dos 39 parlamentares saltarão de R$ 9.287,57 para R$ 15.031,76.

Numa cena digna de filme pastelão, o vereador Inácio Neto, socialista desde criancinha, saiu correndo pelo jardim e alcançou a Rua Princesa Isabel. A equipe do humorístico não teve dúvida e correu atrás, sem conseguir alcançá-lo. O vereador joga futebol regularmente, é bom de pique.

Quem não conseguiu correr, como Vera Lopes, pagou mico, dando desculpa esfarrapada para o vergonhosa majoração dos salários.

Na frente da equipe do CQC, estava o humorista Ronald Rios. A produção levou marmitas para Câmara do Recife com o objetivo de sugerir que os vereadores aceitassem os presentes ao invés do aumento nos salários.

O presidente da Câmara Municipal do Recife, Jurandir Liberal, suspendeu os trabalhos depois de dar um pitu nos jornalistas do programa, que chegaram na casa por volta das 15 horas. Eles foram levados para a sala de imprensa, enquanto os vereadores presentes encerravam a sessão.

Por meio de sua assessoria, Jurandir Liberal informou ainda há pouco que acabou antes os trabalhos porque havia marcado uma audiência, junto com Augusto Carreras, do PV, com o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Ricardo Paes Barreto.

Ainda de acordo com a assessoria da Câmara, os humoristas do CQC não foram conduzidos à sala de imprensa para serem despistados. “Todos os jornalistas que cobrem a reunião plenária acompanham as discussões desta sala”.


Opinião dO Cachete:
Já não basta a Câmara dos Vereadores ter sido exemplo de Vergonha em nível nacional no final do ano passado, os ilustres vereadores ainda protagonizam esta cena digna de um filme pastelão... Vergonha! Vamos fazer uma limpa total! As Eleições estão aí...

O Governo Roubou os Úteros Delas


O ditador do Uzbequistão está forçando médicos a removerem os úteros de mulheres sem o conhecimento ou consentimento delaspara promover o "controle de natalidade" em todo o país. É um crime perverso e sangrento contra as mulheres orquestrado por um homem poderoso e abominável. Chegou a hora de acabar com isso.

Islam Karimov é um dos piores ditadores do mundo e até mesmo já cozinhou ativistas da oposição vivos. Mesmo assim, ele é financiado com milhões de dólares pelo governo dos EUA, que lhe pagam pelo transporte de tropas militares através do Uzbequistão. Essa última rodada de brutalidade, dessa vez contra as mulheres de seu país, trouxe à tona, numa escala global, as atrocidades desse monstro. Vamos usar esse momento terrível para persuadir seu maior financiador e dar um fim em Karimov.

A Secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, pode restabelecer sanções militares e pressionar os EUA e outros poderes a apoiá-la. Ela já condenou publicamente Karimov por abusos de direitos humanos e esse mais novo recente ataque às mulheres -- um assunto que lhe é caro -- somente torna a situação mais grave. Assine a petição abaixo exigindo que Hillary acabe com o reinado de Karimov e pare o ataque brutal às mulheres:

https://secure.avaaz.org/po/uzbekistan_sterilisation_meme/?vl 

Ativistas estimam que dezenas ou mesmo centenas de milhares de mulheres foram esterelizadas em segredo quando estavam no hospital para procedimentos de rotina ou para dar a luz -- acordando da mesa de cirurgia sem ter ideia de que seus úteros tinham acabado de serem removidos. Uma ginecologista uzbeque admitiu, "A todo médico é dito... quantas mulheres ele deve esterelizar... minha cota é de quatro mulheres por mês". O uso de prisões arbitrárias e de tortura é tão generalizado que as mulheres não se manifestam por medo de represálias, e jornalistas estrangeiros e ativistas de direitos humanos são frequentemente expulsos do país.

Não tem que ser assim -- os EUA podem ser duros com Karimov, que depende do constante fluxo de recursos que transitam para o Afeganistão para financiar seu estilo de vida pródigo. O show de horrores de direitos humanos no Uzbequistão sumiu dos radares por anos -- mas temos uma chance real de acabar com o silêncio agora, usando a reportagem explosiva da BBC que entra em detalhes sobre as esterilizações forçadas e apoiando as corajosas mulheres uzbeques que ousaram contar suas histórias diante da opressão colossal.

Junte-se ao chamado pela vitória da justiça e dos direitos humanos nesta guerra que foi declarada contra as mulheres. Assine a petição para Hillary Clinton:

Cada vez mais, os membros da Avaaz apoiam os direitos das mulheres ao redor do mundo. Vamos nos unir agora e recordar os EUA que a opção entre direitos humanos e interesse nacional é uma falsa escolha -- e que continuaremos a lutar pelos direitos das mulheres onde quer que elas sejam ameaçadas.

Com esperança e determinação,

Stephanie, Pedro, Morgan, David, Emma, Ricken, Lisa, Wissam e toda a equipe da Avaaz

Fonte: Avaaz

domingo, 22 de abril de 2012

Passeata Contra Marconi Perillo: Você Não Viu na Globo!

Pede para sair, canalha!!!

22 de Abril: Viva Lênin!!!


Vladimir Ilyich Ulyanov, mais conhecido como Lênin, foi um importante revolucionário, líder da Revolução Russa de 1917, e estadista russo. Nasceu em 22 de abril de 1870 na cidade russa de Simbirsk (atual Ulyanovsk) e morreu em 21 de janeiro de 1924 em Gorki (próximo a Moscou).

Biografia e vida política

Lênin, aos 19 anos de idade, sofreu um grande trauma familiar. Seu irmão mais velho, Alexandre Uliánov, foi executado pelas forças czaristas, por ter sido acusado de participar de um golpe contra o czar Alexandre III.

Em 1887 foi estudar direito em Kasan (cidade no Tartaristão – Rússia).

Em 1895, Lênin foi preso por participar de um movimento que propagava idéias marxistas entre trabalhadores de fábricas de São Petersburgo. Na ocasião foi enviado para cumprir pena na Sibéria (extremo norte da Rússia).

Em 1900, já libertado, Lênin foi viver exilado na Suíça como líder do Partido Bolchevique. Foi de fundamental importância na organização partidária e na propagação das idéias marxistas que faziam oposição ao sistema czarista na Rússia.

Com o início do processo revolucionário, Lênin retornou para a Rússia para liderar a revolução bolchevique. Em outubro de 1917, assumiu o governo da Rússia e implantou o socialismo. Uma das primeiras medidas tomadas por Lênin foi retirar a Rússia da Primeira Guerra Mundial.

Lênin resistiu com força ao movimento contra-revolucionário (1918-21). Nacionalizou indústrias e bancos, controlou as terras agrícolas e estabeleceu um forte controle político e econômico. 

Em 1921, implantou a NEP (Nova Política Econômica) na Rússia. O objetivo era dar um pouco mais de liberdade para o comércio e agricultura para que a economia russa pudesse crescer.

Em 1922, criou, em conjunto com os sovietes, a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS).

Frases de Lênin

"A verdade é sempre revolucionária. "
"A revolução começa em casa. "
"O marxismo é onipotente porque é verdade. "
"O imperialismo surgiu como desenvolvimento e continuação direta das propriedades fundamentais do capitalismo."
"Não há prática revolucionária sem teoria revolucionária e vice-versa".

Fonte: Sua Pesquisa

sábado, 21 de abril de 2012

Protestos Contra Marconi Perillo em Goiania

Não é mole não, é a polícia defendendo um ladrão, gritam os jovens em frente a casa do governador de Goiás Marconi Perillo PSDB


Fonte: Vuvuzela do Pozzuto

O Blog Bodega Cultural Voltou!!!

Comecei minha aventura de blogueiro lendo o Bodega Cultural do meu amigo Carlinhos Medeiros de Aracati/CE. Um belo dia, revoltado com alguns posicionamentos políticos, ele resolveu fechar a Bodega nos deixando um pouco "maiores abandonados". Mas o contato com ele nunca foi perdido. O Facebook nos manteve conectados desde então.

Hoje, em um post no Facebook, vejo que o Carlinhos reabriu a Bodega! 'Para nossa alegria!'

Sucesso, Carlinhos! Estamos juntos e misturados.

Políticos canalhas, tremei!!!!

Documentário: A Arma Secreta de Israel

Engolido do redecastorphoto

Título Original: Israel's Secret Weapon, 2003, (44 minutos)
Realização: Olenka Frenkiel, BBC.
Tradução e legendas: Malandro (Português)
Fundamental! - Sinopse de Malandro
Enviado por João Pedro (Liberdade 074)

Mordechai Vanunu
A Arma Secreta de Israel é um documentário realizado pela BBC em 2003, que conta a história de Mordechai Vanunu, o denunciante das armas nucleares israelitas, que foi sentenciado a 18 anos de prisão pelo seu Governo, dos quais 11 foram passados em isolamento.

Tendo sido transmitido pela primeira vez em 2003, poucos dias antes do início guerra do Iraque, este é um importante documentário que nos mostra como a suposta “única democracia do Oriente Médio”, raptou um dos seus cidadãos em solo estrangeiro, tendo depois julgado-o secretamente, por este ter revelado ao mundo aquilo que já se suspeitava. Que Israel tem um programa nuclear bastante avançado, calculando-se que o país possui um arsenal nuclear com cerca de 100 a 200 bombas atômicas, as quais, nunca foram inspecionadas pela comunidade internacional.

Este é um dos poucos documentários realizados sobre o assunto e que nos revela também o secretismo existente na sociedade israelita em todos os seus setores.

Um documentário bastante atual. Basta para isso, trocar a então situação do Iraque com a atual situação do Irã, para verificarmos que a retórica usada é mesma. Dois pesos e duas medidas.

O mundo exige tudo do Irã e nada de Israel.

Opinião dO Cachete:
Documentário fundamental para que se entenda a democracia seletiva dos Estados Unidos e dos países satélites deles...

VEJA Agora Compete com a Revista MAD

Canalhas dissimulados!

A VEJA agora passou a escrever piadas e resolveu abrir-se para o mercado cômico brasileiro. Quer saber o porquê? Clica aqui!


sexta-feira, 20 de abril de 2012

Mato Grosso: Delegado Revoltado com a Impunidade


O caso é complicado, mas eu, no lugar dele, estaria puto também! A lei precisa ser cumprida!

Just a Touch, Attuch!!

Cai mais um bastião da moral midiática. Leonardo Attuch.
Flagrado em conversa com o Naji Nahas, pareceu ter muita liberdade de opinião com o Mega Especulador. Acredita-se que o vazamento do áudio é retaliação contra os artigos do Portal Brasil 247 contra o Bicheiro Carlos Cachoeira a mando do grupo chefiado por Daniel Dantas. Ou seja, guerra de gangues. E no meio disso tudo, a mídia! A imprensa de esgoto e um Portal financiado pela Gangue do Daniel Dantas.
Em uma tuitada, o Attuch falou que daria uma resposta. Estamos esperando! Até agora, nada!
Vou te dar um toque, Attuch! Inventa algo que possa explicar essa situação o mais rápido possível. Raposa burra, vira caçada fácil! Faz um curso relâmpago com as raposas espertas da mídia (menos o Mainard. Acho que ele não gostou de ser chamado de filho da puta!) e dá uma boa desculpa! Senão...

A título de informação, a centena 247 é Elefante no jogo do bicho. Um animal pesado, orelhudo, trombudo, mas que não esquece nunca... Preparem-se para a contra-retaliação!








Leonardo Attuch Cai em Desgraça!


As palavras seriam de Leonardo Attuch, atual diretor do site Brasil 247, numa gravação cujo interlocutor seria o "dono do Pinheirinho" Nagi Nahas, e estão reproduzidas no vídeo acima, distribuído por Mino Pedrosa, que foi, e agora voltou a ser - ainda que não oficialmente -, assessor de Cachoeira.

É a reação dos 'jornalistas' hospedados na Papuda. 

Isto É, Veja, Folha, tem pra todo mundo nas palavras de Attuch, nesse vídeo que foi distribuído certamente contra ele. 

O Brasil 247 tem batido diariamente nas relações espúrias de Veja com o bando de Cachoeira. Levou o troco. Vai revidar ou entendeu o recado?

Os intestinos da imprensa começam a vir à tona. O cheiro ruim e a profusão de grampos de uns contra outros parece ser só o começo.

Fonte: Blog do Melo

Opinião dO Cachete:
A mídia brasileira está mais minada que os campos de Angola. Primeiro o Editor Chefe da VEJA, agora o Jornalista da Isto É e proprietário do Portal Jornalístico Brasil 247 Leonardo Attuch. Onde vamos parar com esta imprensa de esgoto?!

Carta Capital, não me decepcione!!!

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Garanhuns: Perversão, Sangue e Flores

Garanhuns/PE

Tenho por Garanhuns uma paixão mal resolvida. Vou lá ao passado e lembro o perfume dos eucaliptos do Parque Euclides Dourado ou das flores que enfeitam seus jardins sempre bem cuidados. Tenho memórias olfativas e carinhosas de antigas férias passadas em casa da minha tia e do seu carinho ao me trazer um copo de leite com canela para encerrar a noite de jovem estudante preparando-se para o vestibular. 

Povo tímido, religioso e reservado onde o maior escândalo que se teve notícia em cinquenta anos tinha sido a morte do bispo assassinado por um padre. Mesmo na época da intolerância e preconceito contra a condição sexual (não gosto de chamar de opção), Lolita (já um senhor de meia idade) passava as tardes em uma cadeira na calçada cantando e bordando sem ser incomodada por ali pela Praça Dom Moura. 

Hoje, abro o jornal e vejo com horror que os novos tempos e a “modernidade” alcançaram minha cidade perfumada na pior forma da sua expressão: a perversão, a sociopatia, o canibalismo. 

Pessoas assassinadas e devoradas por doentes mentais sociopatas. Um choque! 

A imprensa fez seu papel e publicou o que devia e até mesmo o que não devia. A quem serviu publicar sobre a venda das empadas? Serviu para vender jornais? 

Pessoas revoltadas invadiram a casa dos acusados (agora réus confessos) e destruíram tudo. Quebrar e queimar eram a ordem da massa. Tudo foi queimado e destruído para que não houvesse a menor sombra do acontecido. Afastar da mente esse horror, demonstrar que nada daquilo era suportável foi necessário para os revoltosos. Era como afirmar: Não somos como eles. Mas, esqueceram que agindo assim funcionaram de forma semelhante, destruindo, picando e tornando irreconhecível. Destruíram valiosas provas que seriam preciosas para que se fizesse justiça. 

Mas, não bastava. Novas confissões ampliam o horror e fazem com que este bata na porta das casas de jardins floridos onde jovens estudantes poucos dias antes haviam se deliciado com guloseimas produzidas pelos sinistros comensais. Os jornais deliram como se dissessem: eles comeram a carne. Nós beberemos o sangue! 

Jovens profissionais da psicologia querem respostas. Todos fazem perguntas. Como? Por quê? Porque elas (as vítimas)? Porque eu? 

Pessoas adoecem só de pensar no horror da possibilidade de terem participado do sinistro banquete de forma inocente e passiva. A grande pergunta é: Será que eu também comi? 

Impressiona-me que até esse momento nenhum profissional foi chamado para falar ou mesmo intervir nessa calamidade psíquica que assombra o inconsciente coletivo da Cidade das Flores. Por quê? Nenhuma declaração, nada de vídeos, nem mesmo uma linha no rodapé de um jornal. 

Até quando vamos permitir que a perversão de uns possa se perpetuar em muitos? Se fosse uma bizarrice dos “realities shows” já se teria chamado “especialistas” nisso ou naquilo (nunca vi tanto especialista em coisa nenhuma como em nossos dias! Isso também me parece meio perverso). Mas para aliviar a dor de um povo, minimizar a culpa (seja real ou fantasiada) nada foi feito. 

Soube de casos de pessoas com anorexia por não conseguirem comer mais nada só de pensar na ideia terrível da comensalidade no banquete sinistro. Não resisti e eis-me aqui a escrever (é o vício “psi”) sem nem mesmo saber se serei lida. Como sempre faço elaboro em duas versões, uma para o povo e outra para a comunidade “psi” uma forma de intervenção para aliviar a dor. 

Tenho quase certeza de que não houve a horripilante distribuição de empadas e similares por parte dos criminosos. Não dá para negar o canibalismo, mas a distribuição me parece improvável. Por quê ? (mais um por quê?) Muito simples. Vou falar um pouco sobre perversão. 

O perverso realiza-se em grupo e em surdina. Faz alianças com seus iguais, mas esconde-se dos “diferentes”. Atua nas sombras. Representa uma normalidade que não possui quando está a descoberto. 

Outra característica do perverso é a covardia. Abusa de suas vítimas indefesas, mas recua se encontra adversários mais fortes. Transforma-se no coitado, no pobre, no miserável, no infeliz. Quer despertar no outro a piedade que não possui. É outra característica sua: o mimetismo. O camaleão do mal. 

Por fim, quando apanhado não consegue aceitar que o mal que fez possa ser estancado. Precisa continuar gozando. Como no velho samba que diz: Podem me prender. Podem me bater... O mal tem que continuar atuando (Quem não conhece o presidiário que continua comandando de dentro da cela seus esquemas criminosos?). Só que para continuar gozado o perverso precisa de novas alianças ( o corrupto, o “esquema”). 

Em Garanhuns foi assim. Teve de tudo. 

O canibalismo ocorreu, não há como negar. Mas creio que a ideia de convencer a comunidade de que haviam comido partes das vítimas foi a cartada final. Eles agora dormem tranquilos pois sabem que o mal que fizeram pode se imortalizar em cada pessoa que nesse momento sofre com a idéia de ter sido comensal do horror, de ter comido a empada ou a coxinha produzida por eles. O perverso é assim: quando acuado ele precisa convencer o outro de que é tão mal quanto ele – Eu comi! Mas você é igual a mim. É o sonho de todo perverso que se realiza; a persistência do mal, mesmo quando ele acaba. A aliança da mente perversa com uma impressa ignorante na melhor das hipóteses, ou comensal de sangue tanto quanto eles. 

Um psicanalista belga diz: O perverso não suporta a diferença. Funcionando como um grande intestino grosso, sua mente quer transformar todas as coisas que são boas ou belas em algo indiferenciado e de uma mesma cor. Em excremento. O bom e o belo são para eles o que deve ser picado, compactado e destruído. Foi feito! Continua sendo feito! 

Mas, precisamos recomeçar. Minha linda Garanhuns vai sobreviver. Precisamos intervir, parar de alimentar o mal. Legar o perverso e sua perversão ao esquecimento. Assim ele morre e seu mal também. 

Precisamos aprender a não banalizar a vida. A valorizar a pessoa e não as coisas. Precisamos calar a boca ou as letras da perversão que entra em nossos lares seja pelas caras televisões de plasma ou pelo gesto de intolerância e ausência de carinho e cuidado com nossos filhos, em nome de um “stress” que não precisamos ter. 

Faço minhas as palavras de Paulo o Apóstolo: “... Porque a nossa luta não é contra a carne nem contra o sangue, mas contra o que há de mal nas coisas divinas”. 

Marise de Souza Morais e Silva Santos – Psicóloga Clínica 
marise@artpage.com.br

Taxa SELIC: O Que Eles Dirão Agora???

Chora, PIG!!!!

Dirão que a SELIC agora está baixa demais (9%), o que prejudica a entrada de capital estrangeiro - mesmo que seja especulativo - no Brasil. Eles são eternos insatisfeitos!

Estou curioso sobre o que a Mirian "PIG" Leitão - A Urubóloga - dirá no Bom Dia (?) Brasil...

quarta-feira, 18 de abril de 2012

terça-feira, 17 de abril de 2012

Protógenes Queiroz: Carta à Revista Veja

Dep. Protógenes Queiroz
Caros Editores,

A respeito da matéria "Eles querem apagar o mensalão", da edição 2265, de 14/04/ 2012, página 78, gostaria de esclarecer que meu contato com o Sargento Idalberto Matias Araújo, o Dadá, apontado como integrante do esquema de contravenção conhecido como caso "Cachoeira", deu-se exclusivamente à época da Operação Satiagraha, quando o mencionado oficial era o ponto de ligação entre o Serviço de Inteligência da Aeronáutica e a Diretoria de Inteligência da Polícia Federal, onde eu era lotado.

Portanto, minha foto publicada num infográfico do contraventor “Carlinhos Cachoeira” (página 80 da citada matéria), encontra-se totalmente fora de contexto, insinuando de forma tendenciosa e faltosa com a verdade que integro um suposto esquema do referido empresário goiano.

Aproveito para esclarecer que o pedido de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o possível envolvimento de parlamentares no chamado "Caso Cachoeira" é de minha autoria, fato em nenhum momento noticiado na reportagem.

Atenciosamente,

Protógenes Pinheiro de Queiroz
Deputado Federal pelo PC do B/SP

Bob Fernandes e a CPI do Cachoeira

Bastante Esclarecedor!

Guilherme Fiúza e o Estelionato Midiático

Guilherme Fiúza - Estelionato Midiático

Opinião dO Cachete:
Chego a ter pena do Senador Demóstenes Torres. (Não! Brincadeira!) Depois da queda... o coice! Abandonado até por quem o tinha como o arauto da honestidade e probidade moral! O próprio PIG - Partido da Imprensa Golpista - Termo cunhado pelo Jornalista Paulo Henrique (Olá! Como vai? Tudo Bem?) Amorim.
O texto do Guilherme Tamborindeguy Fiúza (um ex-ético, por definição sua) é um verdadeiro Estelionato Midiático. Tenta livrar a Imprensa Podre do peso do "Cachoeirão", transferir o ônus para o PT através de Márcio Thomás Bastos e, como é de praxe nestes casos, implora que o povo esqueça do apoio incontestável desta Mídia ao Senador Demóstenes Torres no período "honesto" dele. 
É bom lembrar, Sr. Fiúza (este sobrenome aqui em Pernambuco causa arrepios) que, como dizia o filósofo contemporâneo Paulo Preto, "não se abandona um líder ferido na estrada"! Este abandono vai ter troco quando a casa do Demóstenes cair por definitivo. Ele vai ser o Homem Bomba da Mídia de Esgoto. E com ele cairão muito dominós, senhor "carroça de terno"!
E vai pentear esse cabelo e fazer a barba, nojento!!!! Como é que a Narcisa permite uma coisa destas....

João da Costa Apóia Obras no Cais José Estelita

Foto: Igo Bione/JC Imagem

Diante da polêmica em torno do projeto urbanístico que o consórcio formado pela Moura Dubeux, Queiroz Galvão, Ara Empreendimentos e GL Empreendimentos deseja construir no terreno ao lado do Cais José Estelita, o prefeito João da Costa (PT) sinalizou que a prefeitura aprovará o projeto para a construção. O argumento levantado pelo Chefe do Executivo Municipal é que as empresas envolvidas vão investir R$ 20 milhões em ações compensatórias para a cidade.

Do NE-10

Opinião dO Cachete:
Depois o Prefeito João da Costa reclama por que não tem o apoio da população. Esse projeto é completamente voltado para as elites pernambucanas! Os moradores de Brasília Teimosa serão o próximo alvo da sanha expansionista das grandes construtoras na cidade. João da Costa diz que estas construtoras investirão R$ 20 Milhões (Uma esmola, para o tamanho do empreendimento) em ações compensatórias para a cidade. Será? Duvido muito!

O Projeto é muito bonito. Sem dúvida. Mas socialmente excludente! Pode ser melhor!

Fico muito preocupado quando existem grandes obras que envolvem grandes construtoras e políticos... 

Remember Forum de São Paulo!

Gravações Comprometem (Mais Ainda!) o Governo Marconi Perillo

Cara de pau...

segunda-feira, 16 de abril de 2012

PT de Pernambuco: Racha Total!

Em coletiva de imprensa realizada na tarde de hoje na sede do Diretório Estadual do PT, o deputado federal João Paulo anuncia apoio à pré-candidatura do secretário do Governo e deputado federal licenciado, Mauricio Rands, a prefeitura do Recife.
João Paulo e Maurício Rands

Informações de Maurício Rands pelo Facebook

Opinião dO Cachete:
Agora o PT tem uma chance em Recife! 
Em compensação, a relação entre João da Costa e João Paulo foi para o vinagre de vez! E os que apoiam João da Costa vão demonizar João Paulo e Maurício Rands pelas próxima 3 gerações...

Fantástico: Farra de Funcionários Fantasmas em Pernambuco e Pará

Vergonhoso!

Hilary Clinton: Go Home!!!

GO HOME, MURDER!!!

Israel: Pacifistas Internacionais são Agredidos por Tropas de Israel

Por quanto tempo, ainda...????

domingo, 15 de abril de 2012

Um Belo Dia de Domingo

Movimento Ocupe Estelita

Acordei, papei um prato de cuscuz com ovo e fui mimbora curtir um domingo diferente. Mochila nas costas, parti para o Cais José Estelita, centro do Recife, beira da maré. Não estava sozinho.

Ao longo desse domingão, centenas de pessoas seguiram o mesmo caminho. Da minha própria cabeça, vou dizer que mais de mil passaram por lá. Alguns traziam faixas. Outros pintavam ou colavam seus cartazes nas paredes dos velhos armazéns, abandonados há décadas numa das áreas (que deveriam ser) mais privilegiadas da cidade. Uma turma pediu eletricidade ao vizinho e ligou o som. Cardumes de bicicletas ocupavam o lugar. Famílias faziam piqueniques e separavam o lixo orgânico do material reciclável.

Bom humor, risada, brincadeiras, papo sério.

O “mote” da festa (agora vou chamar de festa) é a indignação do pessoal por conta do projeto Novo Recife, que – entre outras coisas – pretende subir 14 torres de 40 andares na beira do rio. Quem entende faz a lista da bronca: problemas de ventilação, saneamento e trânsito devem ser o efeito colateral do projeto, caso saia como o consórcio imobiliário deseja.O grupo que compareceu ao cais hoje foi significativo e fez ver que existe muita gente que acha importante uma discussão maior sobre o direito à cidade e sobre a forma com que se constrói ou se deixa de construir por aqui. Mas, enfim.

A chamada ao protesto (agora eu vou chamar de protesto) aconteceu pelas redes sociais. Feicebuqueanos e tuiteiras meteram o dedo pra cima e convidaram todo mundo a botar a boca no trombone. Quem sabe desenhar fez cartazes bacanas. Compartilhou-se, curtiu-se aos montes. Os chamados “ativistas de sofá” perceberam que precisavam também mostrar a cara e fazer-se ver além da twitcam.

Circulando, vi muita gente acostumada a lutar por direitos. Estudantes, ciclistas organizados, militantes cineclubistas, a galera dos direitos humanos, do direito à comunicação, à cultura. Boné do MST e bandeiras de um par de movimentos sociais. Mas também vi muita (muita mesmo) gente nova em vários sentidos. Certamente foi a estreia de uma galera no mundo das reivindicações. Reunidos, os manifestantes formavam um caldeirão inusitadamente singular. Pouca estrutura formal, descentralização total, recursos mobilizados a partir de caixinhas de papelão em que qualquer um podia contribuir para ressarcir quem gastou pra levar tintas, faixas e outros materiais.

Uma manifestação feliz, num dia feliz.

Sim, é verdade que a área está abandonada há muitos anos. Também é verdade que a indignação só foi engatilhada depois que o projeto das torres ‘vazou’ para a população. Não é mentira que muita gente que apareceu hoje no José Estelita conheceu o cais nessa linda manhã de domingo.

E daí?

A grande graça de hoje foi ver pessoas na rua, dividindo esforços e conversas. Pessoas que, de uma forma ou de outra, percebem a necessidade de construir algo novo (eita) em termos de política na cidade. Pouco me importa se ainda tem gente se empoderando das discussões. Tou nem aí para quem vier me dizer que é improvável a interrupção do Projeto Novo Recife, que o terreno está comprado, que a prefeitura vai conceder todas as licenças, etc. Certamente a movimentação da galera vai aumentar o poder de barganha de possíveis gestores públicos interessados em aumentar as chamadas ‘contrapartidas sociais’ do empreendimento, mas nem é isso que eu tou aqui comemorando.

Cada pessoa que, em qualquer momento do domingo, passou pela manifestação, já gastou muita saliva em mesa de bar reclamando de um monte de coisa. Já escreveu nas redes sociais que alguma coisa tem que mudar, que pode ser feito diferente. E agora percebeu que dá pra – pelo menos – tentar interferir.

Já pensou se isso vira moda? Tendência, como se diz hoje em dia? Já pensou se a galera percebe que pode ser um programa legal dar uma chegada no Cais uma vez por semana pra curtir umas intervenções artísticas e reverberar suas demandas sociais? Saúde, educação, comunicação, meio ambiente. Causas não faltam.

Já pensou se os movimentos populares começam a chegar junto? Os meninos do Coque, a galera da Bomba do Hemetério, as rádios comunitárias, a turma do grafite do Totó, os pescadores da Ilha de Deus com suas redes e barcos altamente politizados?

Pensou não? Ainda dá tempo.

Quer saber mais sobre o projeto Novo Recife? Dê uma sacada nessa matéria do Pé na Rua.



Fonte: Blog Bodega de Ivan Moraes

Querem Acabar com Meu Recife!


Tudo muito bonito. Mas socialmente cruel! E feito para as elites! Famílias carentes da Brasília Teimosa e Santo Antônio serão expurgadas do processo pelo poder das grandes construtoras. Não. Esse não é o meu Recife!

EUA Bloqueiam Cuba na Cúpula das Américas

Muito democrático!

Falta rebeldia nesta cúpula! Precisa de alguém que peite essa canalha americana! Dilma já está botando as unhas de fora... Chaves já dá porrada... Mas é necessário mais apoio!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil quanto ela mesma."
(Joseph Pulitzer)