Cachete - S. M. Antigamente, no Nordeste do Brasil, era assim que se chamava qualquer comprimido para dor.

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Apoie a Redução do Salário dos Políticos Brasileiros



Não estamos aqui para infligir nenhuma idéia radical no âmbito da política Brasileira, meus senhores, senhoras e senhoritas. Estamos apenas pedindo aos nossos senhore(a)s dirigentes (deputados e senadores, tanto federais quanto regionais) que olhem bem quanto ganham os parlamentares em países desenvolvidos, onde deputados e senadores naturalmente trabalham 5 dias por semana e a eficiência é muito maior do que a Brasileira:

Salário mensal de um parlamentar Francês (2009):7.008€ = R$16.028
Salário mensal de um parlamentar Sueco (2011):56.000kr = R$13.988
Salário mensal de um parlamentar Japonês (2011): 1.410.680¥ = R$ 27.900 (Porém estão vendo um plano que, se aprovado, reduzirá o salário deles para R$ 18.028 mensais)
Salário mensal de um parlamentar Inglês (2011): 5.478£= R$14.034
Salário mensal de um parlamentar Espanhol (2008): 6.000€ = R$13.722
Salário mensal de um parlamentar Canadense (2010): 5.750C$ = R$9.379
Salário mensal de um parlamentar Americano (2011): 14.500$ = R$ 23.073
Salário mensal de um parlamentar Dinamarquês (2006-2008): 44.375kr = R$ 13.608

E agora olhe como são as coisas no Brasil:
Antigo salário mensal de um parlamentar Brasileiro (até 2010): R$16.512
Novo salário mensal de um parlamentar Brasileiro: R$26.723

Agora que os senhores e as senhoras estão cientes deste enorme superavit salarial existente na política Brasileira, o que pretendem fazer a respeito?! O criador desta causa está escrevendo um Projeto de Lei.

Mudanças Desejadas:
(1) Oito horas de trabalho por dia, cinco dias por semana.
(2) Estabelecimento de um salário múltiplo do salário mínimo e ao nível de escolaridade do servidor público:
a) Seis salários (R$8.720,00) para aqueles com um Ensino Médio completo.
b) Dezenove salários (R$10.355,00) para Graduados.
c) Vinte salários (R$10.900,00) para Especializados (Pós-graduação).
d) Vinte e três salários (R$12.535,00) para Mestres (Pós-graduação).
e) Vinte e seis salários (R$14.170,00) para doutores (Pós-graduação).
(3) Extinção de cotas, verbas, auxílios, carros, combustível, servidores e ressarcimentos, salvo: a) Verba para passagens aéreas e transporte terrestre.b) Auxílio-moradia (com limite máximo de até R$ 1.000,00 por servidor).
(4) Servidores de gabinetes não serão remunerados. Esses devem ou não ser companheiros de partido que trabalham por dedicação à suas causas e não à remuneração salarial. Cidadãos Brasileiros e amigos de causa, levantem suas vozes e manifestem-se!


Posições
Inadmissível que políticos Brasileiros - mundialmente famosos por serem corruptos e ineficazes - sejam alguns dos políticos mais caros do mundo.
Não se deve ignorar a realidade Brasileira. O nosso salário mínimo ainda é R$545,00 e o rendimento real médio da população Brasileira é de R$ 1472,10.
Estamos lutando por uma redução salarial significativa para os políticos brasileiros.
Também lutamos por mais representação pública e consulta popular em casos como esse que, de nenhum modo, favoressem a população Brasileira.
Não podemos deixar que a política Brasileira continue a ser um espaço aberto ao enriquecimento, onde parlamentares legislam em causa próprio.

Fonte: Causes

Opinião dO Cachete:
Acredito que esta causa é nobre, mas sem resultado prático!
Lembrem-se: São eles que fazem as leis e não vão aprovar essa NUNCA!!!!

Extorsão: Uma Prática dos "Aliados" do Governo Federal


A Vítima

BRASÍLIA (Reuters) - Preocupada com a reação de aliados no Congresso, que já haviam ameaçado barrar votações na Câmara e no Senado, a presidente Dilma Rousseff recuou e decidiu na quarta-feira prorrogar o decreto que permite o pagamento de emendas parlamentares de 2009 que estavam inscritas nos restos a pagar.

Dilma, preocupada em manter um rigor fiscal, já havia avisado a aliados que não prorrogaria o decreto que permite gastos adicionais de aproximadamente 1,8 bilhão de reais e que atendem principalmente obras de prefeituras que assinaram convênios com o governo federal por meio de emendas parlamentares.

Contudo, ao ser alertada pela ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, de que a decisão dificultaria a vida do Executivo no Congresso, a presidente recuou de sua decisão.

Temendo as ameaças de aliados, ela ordenou que a equipe econômica encontrasse espaço no orçamento para permitir o adiamento por 90 dias do decreto, que vence na quinta-feira.

Com isso, Dilma espera atender a uma das principais reivindicações de sua base aliada e aprovar antes do recesso parlamentar, que começa em 15 de julho, matérias importantes como a criação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e o projeto que corrige as alíquotas de Imposto de Renda para Pessoa Física, entre outras.

Na terça-feira, após reunião com líderes da Câmara, Ideli levou a reivindicação pela segunda vez a Dilma, que ainda resistiu a mudar de posição.

Mas na quarta-feira, depois de voltar da Cúpula do Mercosul realizada no Paraguai, ela convocou uma reunião de emergência no Palácio do Planalto e decidiu prorrogar o decreto.

Por Jeferson Ribeiro da Reuters

Opinião dO Cachete:

Código Penal - CP - DL-002.848-1940
Extorsão
Art. 158 - Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, e com o intuito de obter para si ou para outrem indevida vantagem econômica, a fazer, tolerar que se faça ou deixar fazer alguma coisa:
Pena - reclusão, de 4 (quatro) a 10 (dez) anos, e multa.

Entenderam a mensagem do Código Penal, "ALIADOS"? 
Com "aliados" como vocês, quem precisa de inimigos???? E o PMDB, sempre à frente da Procissão! Vergonhoso!

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Israel Continua sua Política de Limpeza Étnica

Politica racista de país rico e moderno viola e discrimina população indígena

Educação: A Coisa Está Feia!!!!


Tenho observado isto na Faculdade onde estudo. E não é só na área do Português. Existe hoje entre os alunos uma ansiedade muito grande em querer "se formar" de qualquer jeito. Resultado: foi institucionalizada a FILA/COLA na sala de aula. Grupos de 6 a 7 alunos com esquemas de FILA/COLA na sala de aula para conseguir os resultados mais rápido! Ontem eu escutei de um aluno/colega: "Não tenho mais saco para aprender. Eu quero é me formar e depois de formado eu aprendo!". Acreditam nisso? E eu me pergunto, que profissionais estamos formando no Brasil??? Um futuro complicado começa a se formar no horizonte... Muito emprego e nenhuma qualificação. Um convite ao profissional estrangeiro...

Entrevista: Geneton Moraes Neto - Comunicação e Linguagem


O Jornalista Geneton Moraes Neto fala sobre os novos desafios do jornalismo. Avalia as mudanças ocorridas com a chegada dos novos meios de comunicação, como a internet. Opina sobre a utilização das informações jornalísticas pelas escolas. Fala da importância da leitura e conta casos de sua carreira.

Fonte: TV Escola

Hoje é Dia de Festa!!!!


Expresso Recife/Camburiú

E estão todos convidados! Hoje é o aniversário do meu Cumpadi Zé Carlos (Blog Contexto Livre) e  eu e o Cumpadi Diafonso (Blog Terra Brasilis) estamos indo tomar uma com ele. Estamos indo de trem (eu sou o 3º da direita no 2º vagão). Esperamos chegar hoje, ainda. Vem você também! O Cumpadi Zé Carlos está pagando tudo... Aí nós levamos alguns convidados nossos para a festinha...

FELIZ ANIVERSÁRIO, CUMPADI! 
MUITA PAZ E MUITAS FELICIDADES! 

terça-feira, 28 de junho de 2011

Renato de La Rocha: A Falácia do Custo Brasil

Caros amigos e amigas.

Hoje, vou pegar no pé das montadoras de porcarias, isto é, da indústria de automóveis.

"o brasileiro ama seu automóvel" / "o custo brasil é alto demais"

Com estas e outras babaquices a grande imprensa(?) brasileira e os magos da enganação (agências publicitárias) criaram vários mitos para que a indústria automobilística (desde de sempre) vendesse MUITO CARO as suas porcarias.

Na no final da década de 70, as industrias produziam 1 milhão de veículos/ano e justificavam(?) o alto preço deles por causa da "escala de produção". Em 2010, foram vendidos, apenas no Brasil, de 3,68 milhões de veículos, mas os preços continuaram altos. Em 2010, o Brasil foi o 5º maior produtor e o 4º maior consumidor de veículos. E onde foi parar a tal da "escala"? No bolso das montadoras.

Enquanto a carga tributária total do País, conforme o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, cresceu de 30% no ano 2000 para 35% em 2010 (a imprensa chega a divulgar até 50%), o imposto sobre os veículos não acompanhou esse aumento. Porém, para justificar(?) os aumentos, foram usados o falso argumento do "aumento da carga tributária".

As montadoras têm uma margem de lucro muito maior no Brasil do que em outros países.
Uma pesquisa feita pelo banco de investimento Morgan Stanley, da Inglaterra, mostrou que algumas montadoras instaladas no Brasil são responsáveis por boa parte do lucro mundial das suas matrizes (a Ford e a GM que o digam) e que grande parte desse lucro provem da venda dos carros com aparência fora-de-estrada, cujos preços apenas os muito alienados e endinheirados pagam.
Ainda segundo a pesquisa, a margem de lucro das montadoras no Brasil chega a ser três vezes maior que a de outros países.

O Honda City é um bom exemplo do que ocorre com o preço do carro no Brasil.
Fabricado no interior de São Paulo, ele é vendido no México por R$ 25,8 mil (versão LX), em cujo preço está incluído o frete (R$ 3,5 mil) mais a margem de lucro da revenda (R$ 2 mil). Restam, portanto R$ 20,3 mil.
Adicionando os custos de impostos e distribuição aos R$ 20,3 mil, teremos R$ 16.413,32 de carga tributária (de 29,2%) e R$ 3.979,66 de margem de lucro das concessionárias (10%). A soma resulta em = R$ 40.692,00.
Considerando que nos R$ 20,3 mil faturados para o México a montadora já tem a sua margem de lucro, o "Lucro Brasil" (adicional) é de R$ 15.518,00, ou seja, R$ 56.210,00 (preço vendido no Brasil) menos R$ 40.692,00.
Isso sem considerar que o carro que vai para o México tem mais equipamentos de série: freios a disco nas quatro rodas com ABS e EBD, airbag duplo, ar-condicionado, vidros, travas e retrovisores elétricos. O motor é o mesmo: 1.5 de 116cv.

Outro exemplo de "exploração" é o Hyundai ix35, que é vendido na Argentina com o nome de Novo Tucson 2011 por R$ 56 mil, enquanto que o "alienado" brasileiro paga pelo mesmo modelo a mixaria de R$ 88 mil.
Vale relembrar que o imposto na Argentina é de 24%, enquanto aqui no Brasil é de 30%.
R$ 56 mil + 6% diferença de imposto = R$ 59.360 - LUCRO BRASIL = R$ 28 MIL
Aqui, o chamado carro popular(?) tem uma carga tributária total de 24% e não 50% como alardeia a imprensa(?).
Infelizmente para o povo é que as malditas empreiteiras, os malditos bancos e a maldita indústria automobilística sempre tiveram a "proteção" dos governos. Porquê será? Me engana que eu gosto!!!

Em 2008, um Volks modelo Fox completo custava R$ 38.000,00 - em 2011, o "mesmo modelo" custa R$ 48.000,00. Em apenas 3 anos teve um pequeno aumento de 26,3%. Quanto deste percentual foi parar no bolso das montadoras? Deduza a inflação do mesmo período e você ficará sabendo.

Um dos argumentos usados para acabar com a CPMF era que o "preço" dos automóveis iria cair até 5%, porque o imposto atingia toda a cadeia produtiva e etc. Caiu? Sim, caiu... no bolso das montadoras.

Por tudo isso, e muito mais, quando você ouvir alguém falar em "custo Brasil" para justificar o preço de alguma porcaria, peça para o infeliz se informar, porque, certamente, ele está confundindo - custo Brasil com LUCRO BRASIL.

Felizmente, os automóveis e utilitários chineses estão chegando no Brasil e a farra das montadoras tende a ser desmoralizada. A JAC Motores, com os seus modelos "jotas", é uma amostra da "nova concorrência".

Renato de la Rocha

Charge do Mestre Bessinha #9

segunda-feira, 27 de junho de 2011

A Última Exilada


NÃO HAVIA JORNALISTA EM BRASÍLIA QUE NÃO SOUBESSE DO CASO ENTRE FHC E MIRIAM DUTRA, ENVIADA PELO GLOBO A PORTUGAL

Palmério Doria
Assim como existe carro-forte, existe armário-forte. O do Caso FHC-Miriam Dutra não abria nem com pé-de-cabra até abril de 2000, quando Caros Amigos veio com a primeira reportagem sobre o assunto. A revista entrega o jogo logo de cara. “Por que a imprensa esconde o filho de 8 anos de FHC com a jornalista da Globo” é o título que ocupa toda a capa. Não entra em tricas nem futricas, denuncia o silêncio dos grandes grupos de comunicação diante de “Um fato jornalístico”, como diz o título da reportagem.
Por isso, os jornalistas que assinamos a matéria de 6 páginas – eu, Sérgio de Souza, Mylton Severiano, Marina Amaral, José Arbex e João Rocha – deixamos de lado quase todos os detalhes que cercam o romance para ir fundo no essencial: por que, quando lhe interessa, a mídia publica que Fulano ou Cicrano teve caso fora do casamento; e naquele caso, passou uma década escondendo o caso FHC-Miriam Dutra. Então, em 2000, não era o caso de contar que...
... o caso de amor começa com a bênção de outro par constante, Alberico de Souza Cruz, o todo-poderoso diretor de jornalismo da Rede Globo, e Rita Camata, a bela deputada federal do PMDB, sensação do Congresso, mulher do senador capixaba Gerson Camata, que um dia seria candidata a vice de Serra nas eleições presidenciais de 2002.
... mais saborosa que a pauta da Constituinte, as andanças do quarteto na noite brasiliense eram o grande assunto nos círculos políticos e nas redações. Contudo, os diálogos e as situações vividas por eles não renderam um mísero gossip em coluna social alguma.
... o bafafá com status de rififi que se instalou no gabinete de Fernando Henrique, ouvido no corredor por jornalistas do naipe de Rubem Azevedo Lima, e presenciado por seus assessores, quando Miriam Dutra foi comunicar-lhe a gravidez, seria digno dos melhores bordéis do Mangue – “Rameira!”, xingava o senador aos berros. Tudo com direito a efeitos especiais, arrematados por um chute de bico de sapato de cromo alemão no circulador de ar.
... a operação cala-a-boca-da-Miriam foi organizada por uma força-tarefa: Alberico de Souza Cruz; o então deputado federal José Serra; e Sérgio Motta, que tinha coordenado a campanha de Fernando Henrique para o Senado, seu amigo mais íntimo.
.. o trio maravilha se desdobra. Providencia a mudança da futura mamãe para apartamento mais confortável na Asa Sul – ao botar o colchão no caminhão, um dos carregadores alisou-o e disse para os colegas: “Este é do senador” (ah, esse povo brasileiro); e, depois do nascimento da criança, na medida em que se projetava a candidatura de Fernando Henrique à presidência, tratam de mudar Miriam para outro país. No caso, Portugal, onde a Globo era parceira da SIC – Sociedade Independente de Comunicação, primeira estação portuguesa de televisão privada. Aí a repórter iniciaria a longa carreira de última exilada brasileira, que chega aos nossos dias.
... Ruth Cardoso, antropóloga, pouco ficava em Brasília. Tocava vida própria em São Paulo, o que facilitava o caso extraconjugal do marido.
... Fernando Henrique não contou para Ruth Cardoso o caso extraconjugal durante certa viagem a Nova York como se propala, mas numa casa isolada nos arredores de Brasília, onde o casal descansava nos fins de semana. Foi pouco antes dele assumir a candidatura. Não se sabe, claro, o que conversaram. O certo é que, por volta das oito da manhã, jornalistas que ali davam plantão, viram um Gol sair em disparada, com Fernando Henrique ao volante e a mulher ao lado. E foram atrás deles até o hospital Sarah Kubitschek, onde o casal desapareceu.
... a futura primeira-dama reapareceria com um braço na tipóia no saguão do hospital; ao ser abordada pelos repórteres, perdeu sua habitual presença de espírito e afastou-os, quase explodindo:
“Me deixem em paz!”

SEGREDOS DE POLICHINELO
Não havia, como não há hoje, jornalista em Brasília que não soubesse de tudo quanto se passa, às claras ou nos bastidores. Segredos de polichinelo. Veja fez uma reportagem, mandou repórter atrás de Miriam na Europa (não por coincidência, Mônica Bergamo, que viria a dar na Folha, em 2009, a notícia do reconhecimento do filho adulterino por Fernando Henrique, 18 anos depois). Mas, naquela época, a semanal nada publicou. Nós também fomos atrás dela na Espanha, onde Miriam passou a morar depois de Portugal – “Perguntem para a pessoa pública”, foi a única coisa que deixou escapar. Ao mesmo tempo, fomos atrás de uma história que envolveu toda a imprensa. E volta a envolver: a história de Tomás Dutra Schmidt. Que a maioria dos colegas, na sua anglofilia, transformou em Thomas. Está lá, no registro do cartório Marcelo Ribas, conforme cópia autenticada obtida por Marina Amaral, a quem bastou sair do hotel em Brasília, atravessar a pista e entrar no edifício Venâncio 2000, primeiro andar, onde a avó materna de Tomás foi declarante do nascimento, ocorrido a zero hora e quinze minutos de 26 de setembro de 1991.
Por que tanto segredo?, perguntamos a todos os jornalistas que ocupavam postos de comando nas publicações em que trabalhavam durante a campanha presidencial de 1994. Cada qual apresentou suas razões. Alguns simplesmente desqualificaram o fato. Outros apelaram para a uma ética jornalística válida apenas para FHC. Outros confessaram ainda que guardavam matéria “de gaveta” para a eventualidade de um concorrente sair na frente.
Tentando fazer Caros Amigos sustar a matéria, houve vários tipos de pressões, relatadas uma a uma na reportagem. Algumas sutis, outras ostensivas. Um amigo jornalista me acenou com emprego público na Petrobras, durante almoço na cantina Gigetto, quando julgavam que eu era o único autor do trabalho. Tinha sido enviado pelo lobista Fernando Lemos, cunhado de Miriam Dutra. O mesmo Lemos que mandou um dublê de jornalista e lobista à redação de Caros Amigos, dizendo estar intercedendo em nome da própria jornalista da Globo, o que ela negou de pés juntos lá em Barcelona. Um deputado federal do PT ligou-nos para dar “um toque”. Disse que o Planalto estava preocupado com “uma matéria escandalosa” que estaríamos fazendor. O afável colega Gilberto Mansur chamou Sérgio de Souza e seu sócio Wagner Nabuco de Araújo para jantar no Dinho’s Place da avenida Faria Lima. Começou suave, ponderando que a revista ia criar problemas para si própria, que aquele assunto era irrelevante, que, deixando aquilo pra lá, Caros Amigos passaria a ter o mesmo tratamento da grande imprensa em matéria de anúncios estatais. Vendo que Sérgio de Souza era irredutível, deixou claro que podíamos esquecer a publicidade oficial se publicássemos a matéria – o que já acontecia na prática.

ETERNAMENTE OTÁRIO
Na época, Gilberto Mansur, ex-diretor da revista masculina Status, um mineiro maneiro, era braço-direito do publicitário Agnelo Pacheco, que havia conquistado a confiança do secretário de Comunicação de FHC – e homem das verbas publicitárias, portanto. Falamos do embaixador Sérgio Amaral, porta-voz da Presidência, que o colunista de humor José Simão chamava de “porta-joia”, sempre com a pose de “nojo de nóis”. Juntos, Agnelo e Amaral “operavam” a Caixa Econômica Federal. Agnelo adorava dizer que era um dos depositantes do “Bolsa Pimpolho”, que financiava a vida de Miriam Dutra e seu filho no continente europeu.
O que não tem a menor relevância perto do Custo Brasil para alimentar a conspiração de silêncio em torno do romance. Existem hoje, no eixo Brasília-São Paulo, grupos de picaretas que ficaram ricos graças a esse adultério, bem como ao falso DNA agora brandido pela família Cardoso, a fim de evitar mais um herdeiro a dividir l’argent que FHC vai deixar. Absolutamente contra sua vontade, FHC cai de novo na boca do povo. Mesmo nas edições online dos grupos de comunicação que tanto faturaram para esconder o romance, seus leitores vêm com pérolas, tais como este comentário sobre a notícia da Folha do teste de DNA negativo, repercutindo nota da coluna Radar, de Veja – autora do furo:

A GLOBO DEU GOLPE DA BARRIGA EM FHC
O Brasil pagou caro essa pensão. FHC, quando era ministro da Fazenda, isentou de CPMF todos os meios de comunicação. Em 2OOO houve o Proer da mídia, que custou entre US$ 3 e US$ 6 bilhões aos cofres públicos. Ele também mudou a Constituição para permitir que a mídia brasileira, então falida, pudesse contar com 30% de capital estrangeiro. E autorizou que o BNDES fizesse um empréstimo milionário à Globo.

Ricardo J. Fontes
DNA falso você pode conseguir com qualquer R$ 10 milhões em qualquer esquina de São Paulo ou Washington, onde Tomás estuda. Mas, se FHC de fato não for o pai, o Brasil merece conhecer o pai verdadeiro, o homem que tomou dinheiro dos Marinhos e de FHC durante 20 anos e carimbou de vez o ex-presidente como, além de entreguista, zé-mané, trouxa, pangaré, terceirizado. Enfim, otário.

Fonte: Brasil 247

Violência Contra os Camponeses do Araguaia: A História que Se Quer Apagar

Juliana Sada
Pública – Agência de Jornalismo Investigativo produziu uma série de reportagens sobre a Guerrilha do Araguaia, focando no impacto da repressão militar na vida dos camponeses da região. As matérias são baseadas em depoimentos de camponeses e ex-soldados que compõem os 149 volumes do processo judicial que investiga do desaparecimento dos guerrilheiros e também em entrevistas inéditas.Nos relatos, episódios de terror e violência extrema. Muitas camponeses tiveram sua vida desestruturada e foram obrigados a prestar serviços ao Exército, não apenas denunciando mas também buscando e executando os “paulistas”, como os guerrilheiros eram chamados pelos camponeses. Muitos que não colaboravam foram presos, torturados e executados. Com as prisões em massa e falta de celas, os camponeses eram colocados em buracos abertos nos terrenos das prisões.
De lá, os camponeses eram retirados para “dançar” sobre latas abertas ou tições de fogo, forçados a beber água com sal ou sabão quando tinham sede, humilhados e espancados em rodas de “taca”(surra). Os que se prontificavam a colaborar, denunciando ou mesmo prendendo os guerrilheiros, recebiam 1.000 cruzeiros por captura.
Sobre a caça aos guerrilheiros, há relatos que indicam que muitos foram decapitados, seus corpos ficaram abandonados na mata e suas cabeças eram exibidas à população. No vídeo, Sinésio Martins,  camponês que foi preso e forçado a servir ao Exército, conta como foi enviado à mata para trazer o “bico de papagaio”, expressão para cabeça, de guerrilheiros.



Operação Limpeza
Depoimentos revelam também que em 79, já após o fim da guerrilha e da retira oficial das tropas militares, o Exército conduziu uma operação para dificultar uma possível busca de corpos. Muitas ossadas foram desenterradas e levadas para outros locais ou submetidas a ácidos ou queimadas, e os restos jogados em distintos locais. Os oficiais envolvidos trabalhavam à paisana e se apresentavam como “doutores”. Relatos dão conta que dessa operação participaram o Major Curió, que comandou a operação no Araguaia, e Romeu Tuma, que na época trabalha no Dops.

Abel Honorato de Jesus, mateiro que trabalhou para o Exército, conta que o trabalho de Tuma era “embalar e resgatar os corpos” e que vinha para os “operações das mortes”. O ex-soldado Antonio Adalberto Fonseca conta que quando “doutor Silva”, como era conhecido Tuma, aparecia “era porque ia morrer ou já tinha morrido gente”. Os entrevistados afirmam que só descobriram sua identidade muita tempo depois: “Quando eu vi ele na tevê, pensei: ‘ah, olha o doutor Silva’”.

Uma pesquisa revela que houve operações “de limpeza” após o fim da ditadura, chegando até os anos 90.
O livro “Habeas Corpus – Que se apresente o corpo”, da Secretaria dos Direitos Humanos, cita um relatório realizado pelo ex-ministro da Defesa, José Viegas Filho, que faz referência a “haver ocorrido, entre 1988 e 1993, a denominada ‘Operação Limpeza’. [...] Segundo depoimentos, as ossadas, após terem sido retiradas de suas covas, foram submetidas a ácidos e queimadas. Os fragmentos restantes teriam sido enterrados em local incerto ou jogados nos rios da região [...]”. 


Militares-cobaias
Os ex-soldados Valdim e Guido, entrevistados pela Pública, pedem indenização pelo “treinamento”  que receberam durante o período. Sob o argumento de estarem sendo treinados, os militares teriam testado neles o que seria usado contra presos políticos.

“O que era para aplicar nos guerrilheiros aplicavam primeiro em nós. Me lembro de coisas como ser jogado em um buraco pequeno junto com outros soldados despidos, e aí passavam uma palha com fogo queimando por cima. Faziam a gente beber lama, sangue. Bebi muito sangue de porco, de galinha. E se chorasse, era porque era mariquinha”, recorda Guido, que serviu na base de Xambioá. Os soldados também eram jogados em formigueiros para aprender a não sentir dor e colocados na “cruz”. “Amarravam os braços e pernas e ficávamos crucificados, pendurados, feito Jesus”, conta Valdim. Na região de Marabá, os moradores e ex-soldados comentam a história do soldado Messias, que após os treinamentos ficou louco e passou a matar animais para beber seu sangue.

As reportagens completas estão disponíveis no site da Pública, neste link.

Fonte: Escrivinhador

Militares Não Podem Mais Ser Usados em Casas de Oficiais


A mordomia vai diminuir...

As Forças Armadas brasileiras têm o prazo de 90 dias, a partir do dia 27 de maio, para se abster de usar militares subalternos em tarefas domésticas nas residências de oficiais superiores em todo o território nacional. A determinação, em antecipação de tutela, é da Justiça Federal de Santa Maria (RS). A Ação Civil Pública foi ajuizada pelo Ministério Públicos Militar e pelo Ministério Público Federal. Com isso, ficam suspensas a Portaria Ministerial 585/88 (Exército) e a Portaria C-14/GC-6/98 (Aeronáutica), que autorizavam esta prática.

O Ministério Público estima que mais de 600 militares subalternos são utilizados em atividades de cunho eminentemente doméstico nas residências de seus superiores, com um gasto aos cofres públicos de mais um milhão de reais mensais.

A juíza da 3ª Vara Federal de Santa Maria, Simone Barbisan Fortes, determinou que a União Federal deve, nos 10 dias subsequentes ao transcurso deste prazo, informar e comprovar nos autos do processo as providências adotadas, no que tange ao cumprimento da medida liminar, sob pena de arbitramento de multa diária.

De acordo com os autores da ação — promotores da Justiça Militar Soel Arpini e Jorge Cesar de Assis e procurador da República (MPF) Rafael Brum Miron —, os militares subalternos, normalmente do grau ‘taifeiros’, são designados para fazer tarefas de natureza preponderantemente domésticas nas residências, inclusive particulares, de autoridades de altas patentes das Forças Armadas, como generais, coronéis e tenentes-coronéis.

O MPM e MPF justificam que esta situação afronta os princípios norteadores da Administração Pública, pois permite que administradores usufruam vantagem indevida, em detrimento do interesse público. De acordo com a petição inicial, a prática configura ato de improbidade, pois enseja enriquecimento ilícito, por representar forma de salário indireto, combatido pela Lei 8.429/92.

Outra situação grave é o constrangimento a que esses militares são submetidos. Ao prestarem serviço nas residências dos superiores, eles ficam subordinados diretamente a mulher da autoridade militar. Esta atividade, eminentemente privada, acaba refletindo nas avaliações do militar, influindo até mesmo no retardo de promoções da carreira e de inspeções de saúde mais frequentemente do que os demais integrantes das Forças Armadas, sem razão aparente.

"Imagine se direito igual fosse conferido a outros cargos relevantíssimos, como de desembargadores, prefeitos, deputados. Seria um escândalo, pois é completamente indefensável. Nas Forças Armadas, ninguém faz qualquer oposição à prática esquecida", argumentou o procurador da República, Rafael Brum Miron.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Procuradoria da República da 4ª Região.

Fonte: Conjur

Uma Curiosidade!


Pergunta: Esse arco da foto é feito de que?????

domingo, 26 de junho de 2011

Da Busca Desesperada dos Idiotas por Atenção


SEGUINDO O EXEMPLO DOS “GRANDES HUMORISTAS” RAFINHA BASTOS E DANILO GENTILI, CADA DIA MAIS JOVENS SE EMBRENHAM PELO CAMINHO FÁCIL DE CHAMAR A ATENÇÃO DAS PESSOAS ATRAVÉS DE OFENSAS

Ontem no Twitter um sujeito fez um vídeo – segundo ele, “polêmico”- chamando gays de aberrações e abertamente incitando a violência e o preconceito. Este mesmo sujeito disse alguns meses atrás que nordestinos eram a “praga” de São Paulo. Mais um nazista reacionário racista e potencial criminoso? Não. Só mais um moleque que acha que “polemizar” é desfilar preconceito e ódio.

Seguindo o exemplo dos “grandes humoristas” Rafinha Bastos e Danilo Gentili, cada dia mais jovens se embrenham pelo caminho fácil de chamar a atenção das pessoas através de ofensas, e levando a ferro e fogo o ditado “falem mal mas falem de mim”. Os argumentos são sempre os mesmos, tão clichês que não duvido nada que exista algum manual de auto-ajuda que verse sobre o assunto: “liberdade de expressão”, “humor não tem limites” e “somos contra a patrulha do politicamente correto”. Patrulha essa que só eles vêem.

Polêmica é confundida com ofensa e crítica é constantemente substituída por preconceito e ódio. Geralmente as pessoas que recorrem a esta “tática” são pessoas que não conseguiriam chamar a atenção pelo talento ou por alguma outra característica, então descambam para a agressão fácil e para o preconceito. E se esquecem que, mesmo no humor, mesmo sem censura, como gostam de gritar, crime é crime.

E é incrível como cada dia mais pessoas pegam esse atalho para a notoriedade. Ainda que sejam conhecidos como notórios idiotas, eles se gabam disso. E se alguém critica, o argumento é sempre que o crítico tem inveja ou não tem coragem de falar o que ele fala. A hipótese de ele ser um grandessíssimo imbecil nem passa pela cabeça deles. Mais uma vez, pessoas que acham que podem ser uma coisa na internet e outra fora dela, confundem liberdade com direito de ofender, confundem crítica com preconceito, e, por fim, confundem o computador com o vaso sanitário. Porque é lá onde eles deviam despejar o que despejam na internet.

Leo Luz

Charge do Mestre Bessinha #8

Vende-se uma Casa


Excelente Localização no Sertão Pernambucano

Nascente, com 2 quartos, banheiro verde (matinho), construída sob filosofia ecológica, água em um poço a 2 km de distância (excelente para caminhadas), luz de candeeiro com banha de porco (não poluente). Valor R$ 300 mil - Avaliada pelo Corretor da Revista VEJA. Já tem uma pessoa interessada: O Jornalista Lauro Jardim. Propostas podem ser enviadas para a Coluna Radar On Line da Revista Veja.

sábado, 25 de junho de 2011

FHC - Mais uma Paternidade Não Confirmada


Dessa eu já sabia... Já a outra...

Professora Raimundinha - Um Exemplo para o Brasil


A equipe do "Cores e Nomes" foi até a zona rural de Apodi, para conhecer a apresentar um exemplo de vida e de amor à educação. Raimunda Nonata da Silva - a professora Raimundinha.

Há 30 anos ela desenvolve um trabalho de alfabetização de crianças e adultos na comunidade. Seu feito foi destaque no Jornal Nacional em 2004. Hoje aos 51 anos,e mesmo enfrentando um problema de saúde, ela mantém a força e a vontade de continuar contribuindo para o futuro do país.

Conheça a história da Professora Raimundinha no "Cores e Nomes" especial 

O "Mea Culpa" da VEJA


Clique na Imagem para Ampliar!

E ainda tem quem ache este folheto uma referência de formação de opinião...

Gleise Hoffmann - Bateu, Levou!

Nota Oficial
Sr. Lauro Jardim
Editor da Coluna Radar
Revista Veja

O apartamento que possuo em Curitiba tem menos de 190 metros quadrados de tamanho e não 412 metros, como afirma nota divulgada hoje, 25, no Radar on-line. Há outros erros na nota. A saber: diferentemente do que informa Lauro Jardim, a lei não permite, mas DETERMINA que o valor declarado ao Imposto de Renda seja o de compra. Assim, o apartamento, que adquiri em 2003, tem sido declarado pelo valor de compra desde a declaração de 2004. Sobre o valor de R$ 900 mil, citado na nota: é claro que meu apartamento valorizou-se nestes oito anos após a compra, mas, se Lauro Jardim ou o corretor que, diz ele, avaliou o imóvel, desejarem comprá-lo por este preço, podemos conversar.
Gleisi Hoffmann
Opinião dO Cachete:
Quer porrada??? Toma, FDP! Essa é das minhas!! Bateu, levou! Gleisi "Foreman" Hoffman - A Dilma da Dilma!

A Cabana do Pai de Tomás


Vai fumar coisa estragada... Dá nisso!

Assim falou Luis Nassif:
A informação de que não é de FHC o filho de Mirian Dutra resolve um enigma na minha cabeça.Conheço bastante a pessoa que namorou Mirian após a separação de FHC. Foi apresentado a ela pelo jornalista Luiz Fernando Mercadante, no tempo em que dirigia a Globo em Brasilia.Quando surgiram os primeiros rumores sobre a gravidez de Mirian, Mercadante - que jamais foi admirador de FHC - me garantia que o filho não era dele. E dizia na condição de chefe e amigo de Mirian e da pessoa que apresentou a ela o namorado seguinte.Quando FHC reconheceu o filho, me deu um nó na cabeça. Nao havia como Mercadante ter se enganado, pois acompanhou de perto a vida da moça naqueles momentos. Me parecia impossível o próprio namorado ter se enganado a respeito da cronologia. Mercadante na época me contou o nome e a profissão do verdadeiro pai.
Agora, o mistério se desfaz.
Não, Nassif! O mistério está começando agora! Quem é o pai do moleque, Nassif? Aonde se esconde? Quem é o urso, o Ricardão de FHC? O povo quer saber! Com a palavra a Jornalista Miriam Dutra! 

FHC - O Marido Traído do Ano!


O filho de FHC que não é dele
Lauro Jardim, VEJA

Dois exames de DNA, o último deles feito no início do ano, deram um desfecho surpreendente a uma história envolta em muita discrição há duas décadas: Tomás, de 19 anos, o rapaz que FHC reconheceu oficialmente como filho em 2009 em um cartório espanhol, não é filho do ex-presidente.

Embora só tenha perfilhado Tomás há dois anos, FHC sempre ajudou a jornalista Miriam Dutra, sua mãe, a sustentá-lo. Como morava entre Portugal e Espanha, para onde Miriam foi enviada pela Globo pouco antes do seu nascimento, Tomás tinha contato com FHC quando o ex-presidente viajava para a Europa.

A situação, porém, sempre foi envolta em total reserva, quebrada somente com a publicação pela jornalista Mônica Bergamo de uma reportagem sobre o reconhecimento de Tomás na Folha de S. Paulo, em 2009.

Estudantes de Direito que Viram Bandidos ou Bandidos que Estudam Direito?

O que se passa na cabeça de um demente que estuda Direito e  que comete crime por diversão? Supostamente um estudante das ciência jurídicas aprende sobre o funcionamento da legislação, identifica o que é ou não ilegal e aprende (ou deveria) o que é correto ou errado no convívio social dentro dos ditames legais.
O caso mais recente de estudante de Direito que aderiu à prática criminosa por sadismo ou como manifestação pura e simples de mal caráter e índole apodrecida envolve um facínora que se deleitou ao atirar em crianças que brincavam num parque em Santo André (SP). O futuro advogado-bandido atingiu as vítimas com tiros de chumbinho e alegou que estava testando seu brinquedinho! O projeto de psicopata mantinha em casa uma coleção de armas de brinquedo e outras armas de verdade – clique aqui e saiba mais.
Este episódio não é um infeliz caso isolado, pois há vários exemplos de estudantes de Direito envolvidos na prática de crimes injustificáveis.
Quem não se lembra de Mayara Petruso, que virou notícia ao pregar extermínio de nordestinos no Twitter? A musa dos segregadores é estudante de Direito! E Suzane von Richtofen? Ela era estudante de Direito também!
Recentemente, em Manaus, um estudante de Direito foi indiciado por estupro de uma adolescente de 13 ano de idade. O criminoso obteve o privilégio de responder pelo crime em liberdade, apesar de ter confessado o crime – que também foi registrado por câmera de segurança (mais informações aqui). Um estudante de Direito em Osasco (SP) foi detido na semana passada após ter atirado em dois seguranças de uma boate por conta de uma discussão banal (veja reportagem aqui).
Vendo o noticiário policial na internet, encontramos uma poção de casos de crimes cometidos por estudantes de Direito. A situação é estarrecedora!
Isto tudo me chamou ainda mais atenção porque dia desses fiquei abismado com o discurso do advogado Jeferson Badan em defesa de seus cliente, o assassino que matou friamente o jovem estudante da USP Felipe Ramos Graciano. O advogado alegou que o acusado – que escapou da cadeia imediata por ser primário e ter se apresentado à polícia – não iria dedurar seu comparsa porque “todo bandido tem édica”, afinal, cada profissão possui seus princípios éticos e criminoso, para o advogado, é um profissional como qualquer outro.
Quando um advogado se sai com uma dessas, dá para entender como tantos indivíduos de caráter duvidoso acabam ingressando na carreira. Um profissional como este deve envergonhar toda a categoria, composta certamente por muitos homens e mulheres de bem – e verdadeiramente dotados de princípios éticos. Mas este tipo de defesa é um alento para os bandidos que ingressam na profissão, afinal, encontram um inspirador, um porta-voz!
Os criminosos que frequentam cursos de Direito certamente terão sua “ética” inspirada por uma índole torpe. Futuros discursos como o do “doutor” Badan deverão ser ouvidos por aí…


Opinião dO Cachete:
O que está acontecendo com nossos estudantes de direito? Acham que estão acima da lei? Vejo um fenômeno parecido com os estudantes de medicina. Empinam o nariz logo cedo e se acham semideuses da ciência hermética chamada medicina, para depois de formados, sem generalizações, acabarem burlando plantões de hospitais públicos... Muito triste, muito triste!

Charge do Mestre Bessinha #7

A Revolução Começou!!!!

Um evento marcante como esses não pode escapar sem nosso registro, afinal, a imprensa local também registrou o acontecimento.
Em escolas particulares do Recife a ganância sanguinária e insaciável dos maquiavélicos donos de cantinas já começou a sofrer reações. Os alunos agora começaram a protestar contra a exploração e o abuso dos capitalistas das coxinhas e realizaram ato político contra os malfeitores. Os manifestantes organizaram um movimento para enfrentar o poder dos expropriadores do recreio escolar: reuniram-se e serviram-se de lanche trazido de casa!
A revolução começou, meus caros!
O próximo passo é a organização da Marcha do Lanchinho, ocasião na qual os revolucionários pretendem derrubar o império da McDonald’s e destruir a ditadura da Coca Cola!
Este caso me lembrou um outro marco na história da revolução brasileira: o protesto contra a remarcação de uma prova de geografia!
Opinião dO Cachete:
A revolução começou no Colégio Motivo. "Burguesinhos do mundo, uni-vos!".

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Merval Pereira: Ser ou Não Ser!


Escutei este comentário do imoral imortal Merdal Merval Pereira hoje pela CBN - A Rádio que troca a notícia! Qual deve ser finalmente a posição da Dilma. Gerentona ou Participativa? Deve ter posições firmes ou não? Depende do que o Merval quer... Ela precisa fazer um governo que o satisfaça... O resto é detalhe!

ABEN se Manifesta Contra Matéria do Jornal O Globo

No último dia 20, a colunista Miriam Leitão publicou no jornal O Globo nota afirmando que “os números mostram que a tendência da energia nuclear é de baixa”. O presidente da Associação Brasileira de Energia Nuclear (ABEN), Edson Kuramoto, refutou a afirmativa em documento enviado ao jornal. Leia abaixo:


Miss Piggy e Miss PIG
Imagem do ZENO

Prezada Miriam Leitão,
A Associação Brasileira de Energia Nuclear (Aben) gostaria de refutar a afirmação, feita em sua coluna publicada hoje (20) em O Globo, de que “os números mostram que a tendência da energia nuclear é de baixa”. Em maio, Estados Unidos e Inglaterra terminaram suas primeiras revisões após o acidente na usina de Fukushima, provocado pelo terremoto e pelo tsunami que atingiram o Japão em março, e concluíram pela continuidade de operação de suas usinas; também em maio, o próprio Japão anunciou que continuará com a energia nuclear em sua matriz, aprimorando a segurança das usinas localizadas em áreas sujeitas a tsunamis. França, Rússia, Índia e República Tcheca também anunciaram publicamente, logo após Fukushima, que não alterariam seus programas nucleares. Holanda, Polônia, Arábia Saudita, Egito, Austrália, África do Sul e Paquistão anunciaram sua disposição em começar ou dar continuidade à construção de usinas nucleares também depois do acidente de Fukushima. No final deste e-mail, seguem alguns links e reproduções de reportagens internacionais que embasam essas informações. Se precisarem de mais dados, a Aben pode fornecer.
O argumento de que as 65 (e não 64; o número pode ser consultado no site da Agência Internacional de Energia Atômica) usinas nucleares em construção no mundo formam um contingente “bem menor” do que projetos listados nos anos 1980 não é cabível. Como é de conhecimento geral, ao longo das décadas de 1970 e 1980 a França, os EUA e o Japão – que fazem parte do rol dos países com maior número de usinas nucleares no mundo – deram início à expansão de seus parques nucleares. Seria como dizer que, atualmente, a energia hidrelétrica está “em baixa” no Brasil, comparando os números atuais de megawatts em construção com os dos anos 1970, quando o país começou seus grandes projetos de usinas hídricas.
É bom lembrar que os recentes anúncios feitos pela Alemanha, Itália e Suíça sobre a interrupção de seus programas nucleares dizem respeito a decisões tomadas muito antes do acidente de Fukushima e que têm mais a ver com processos políticos internos desses países do que com a questão nuclear em si. Sobre esse tema, é interessante ver matéria publicada em 30 de maio pelo jornal americano The New York Times.
Cabe também refutar a declaração dada à coluna pelo professor José Goldemberg de « que o mundo está trocando um risco imediato por um risco futuro », na comparação entre o fechamento de usinas nucleares e o investimento em fontes que provocam o aumento da emissão de gases de efeito estufa. A Aben afirma que o aquecimento global provocado pela emissão de gases já é uma realidade – e que as usinas nucleares são seguras, não oferecendo maiores riscos imediatos ou futuros do que qualquer outra instalação industrial. Mesmo no excepcional caso de Fukushima, não há constatação até o presente de níveis de contaminação radioativa irreversíveis ou incontroláveis a ponto de ameaçar a saúde da população japonesa. O terremoto no Japão provocou, por exemplo, também em Fukushima, o rompimento de uma barragem que inundou toda uma área, alagando casas e provocando o desaparecimento de um número não divulgado de pessoas. Nem por isso há uma campanha mundial para que não se construam mais barragens no mundo. O que se pede, e o que a indústria nuclear deseja, é que todos os procedimentos de segurança sejam aprimorados para que nenhum setor industrial contribua para piorar o quadro de tragédias naturais como a que aconteceu no Japão.

Edson Kuramoto, presidente da Associação Brasileira de Energia Nuclear


Recebida por e-mail.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Charge do Mestre Bessinha #6

Será que esta SENHORA NOTÍCIA saíra na grande imprensa braZileira? Duvido, mas, com toda a certeza, desta vez, o FHCretino se mata e o Zé mané Serra... bem, este já virou um zumbi.


Conforme acabei de verificar, até este momento, 18:40 horas, NENHUM SITE da grande imprensa braZileira noticiou uma linha sequer. Esta imprensa(?) prefere noticiar apenas as desgraças e as fofocas da bicharada, pois tudo o que pode trazer orgulho e um pouco de auto estima para o povo brasileiro, vai para debaixo do tapete.


O nosso INESQUECÍVEL ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi anunciado, hoje, como um dos vencedores do prêmio World Food Prize 2011, ao lado de John Kufuor, ex-presidente de Gana.
O nome do Lula foi anunciado numa cerimônia no Departamento de Estado Americano, em Washington, com a presença da secretária Hillary Clinton.
O prêmio, instituído em 1986 pelo Nobel da Paz Norman Borlaug, reconhece pessoas que "contribuem para o avanço do desenvolvimento humano ao melhorar a qualidade, quantidade e disponibilidade de alimentos no mundo".
O World Food Prize inclui uma premiação em dinheiro, de US$ 250 mil (cerca de R$ 398 mil), além de uma escultura de autoria do designer Saul Bass.
A cerimônia de entrega do prêmio está marcada para o dia 13 de outubro em Des Moines, capital de Iowa/EUA.

Renato de la Rocha - Via Email

Regime Diferenciado de Contratações - Uma Boa Lei


Recentemente, o governo criou uma Medida Provisória nº 527 (e o Congresso deverá aprovar) sobre o regime das LICITAÇÕES PÚBLICAS com a clara finalidade de evitar os "acertos" entre as empreiteiras concorrentes(?), denominado de Regime Diferenciado de Contratações - RDC.
É óbvio que as empreiteiras logo botaram a boca no trombone e através da grande(?) imprensa(?) braZileira
mostraram todo o seu inconformismo e raiva contra a "nova lei", afinal, ela irá impedir os "acertos prévios" entre os concorrentes, denominados CARTÉIS, que, em tese, não mais poderão fazer "acertos prévios" entre si nas licitações em que irão participar.
A primeira "coisa" que as empreiteiras e a imprensa fizeram foi DESINFORMAR o público, diga-se de passagem, ingênuo e ignorante.
Todavia, para quem conheceu o "âmago" da nova medida e do que ela propõe, creio que ela deve ser ampliada e usada em TODAS AS LICITAÇÕES PÚBLICAS, desde para a aquisição de "merenda escolar" até para a construção de uma ponte, pois a grana pública, certamente, será muito poupada.
Para quem conhece a Lei das Licitações nº 8.666/93, sabe que ela é eficiente, porém, não é perfeita e tem muitas "brechas" e a nova Lei RDC vem para tapar uma destas brechas, que é o "conhecimento prévio" do preço total da licitação, coisa que considero um verdadeiro ABSURDO, posto que, a "tendência" é que todos licitantes deixam de fazer os seus orçamentos de preços e apenas sigam o "valor" da licitação, se conveniente, participam, caso contrário, não.
Profissionalmente, eu já participei de licitações públicas dos "dois lados", ou seja, já fui concorrente em licitações
e já fui "editor" de processos de licitações. Sem falsa modéstia, opino com experiência "vivida" sobre esta
nova Lei, portanto, posso afirmar com convicção - esta é uma BOA LEI e que trará muita economia para os "cofres" públicos (municipais, estaduais e federal) se a adotarem.

Renato de la Rocha - Via E-mail

O Colapso do Capitalismo


Quebradeira Geral

O velho mundo está quebrado! Os Estados Unidos estão quebrados! Ontem li em algum lugar que um americano assaltou por US$ 1,00 só para ter direito a um médico na prisão. A Grécia, Irlanda, Portugal, Espanha estão em verdadeira bancarrota! O que falta, então, para que os Jornais já anunciem que, conforme afirmou Karl Marx, o Capitalismo colapsou? 
Lembro bem, na queda do Muro de Berlim, o estardalhaço que foi e o oba-oba que ficou até hoje sobre o Fim do Comunismo.  Então, já podemos pregar o "Fim do Capitalismo", também???? Quando chegar a hora, por favor, avisem! Sou meio desligado para notar essas coisas....

A Rede TV! Não Sabe Brincar...


A Rede TV! resolveu processar as "as tchecas" do "Pânico".

A emissora está movendo uma ação pedindo indenização por danos materiais e morais contra a Cia Brasileira de Bebidas Premium, responsável pela contratação das "falsas tchecas" Michaela e Dominika para estrelarem a campanha de uma nova cerveja, a Proibida.

Contratadas pelo "Pânico na TV!" para estrelarem um reality show, as duas modelos na verdade faziam parte da estratégia de lançamento da cerveja Proibida, um projeto de R$ 60 milhões da Companhia Brasileira de Bebidas Premium, esquema descoberto pela Folha de S. Paulo. O problema é que o "Pânico" é patrocinado pela Ambev, e disse ter sido pego de surpresa pela campanha publicitária secreta das duas "tchecas". A farsa causou problemas comerciais na Rede TV!

Resultado: a emissora processou a cervejaria e conseguiu uma liminar pedindo que a Premium retire e exclua de todos os canais de comunicação, incluindo redes sociais, quaisquer menções, vídeos ou textos com relação ao "Pânico", à "Rede TV!" e aos apresentadores da emissora, sob pena de pagamento de multa diária. O valor não foi informado.

As "tchecas" do "Pânico", que serão em breve capa da revista "Playboy", não poderão citar de jeito nenhum a atração.

Em tempo, a Rede TV! também conseguiu uma liminar que a autoriza a reprisar episódios da primeira e da segunda temporadas do "Operação de Risco". A produtora da atração, Medialand, tinha conseguido uma liminar impedindo a emissora de reprisar o programa por falta de pagamento dos direitos da atração.

domingo, 19 de junho de 2011

Israel: A Loucura do Estado Racista Aumenta


Esse Cachorro deve ser palestino...

Cachorro é condenado a apedrejamento em Jerusalém

Um tribunal rabínico de Jerusalém teria condenado um cachorro de rua à morte por apedrejamento. A sentença teria se baseado na suspeita de que o espírito de um advogado morto há 20 anos havia tomado o corpo do cachorro. No entanto, ela não foi cumprida porque o animal fugiu, informou a agência israelense Ynet.

O presidente do tribunal, rabino Avraham Dov Levin, negou que os juízes tenham ordenado o apedrejamento do cachorro, mas um dos funcionários administrativos da corte confirmou a história.

O cachorro entrou no Tribunal de Assuntos Monetários no bairro predominantemente ultraortodoxo de Mea Shearim, assustando as pessoas que estavam no local e se recusando a sair. Um dos juízes lembrou-se do caso de um advogado secularista que teria ofendido o tribunal 20 anos atrás e acabou sendo "amaldiçoado" pelos magistrados com a "praga" de que o espírito de um cachorro tomasse seu corpo, e concluiu que o animal que invadiu o recinto era aquele advogado.

O apedrejamento foi ordenado pelos rabinos por causa do desconforto que o cachorro havia causado, disse o funcionário do local, que não se identificou. Ele acrescentou que os rabinos não emitiram uma sentença formal, mas ordenaram que as crianças que estavam fora do tribunal o apedrejassem. Eles não viram isso como crueldade com animais, mas como uma maneira apropriada de vingar-se do espírito que havia entrado no pobre animal, segundo relato do funcionário.

A organização Deixe os Animais Viverem apresentou uma queixa à polícia contra o rabino Levin e a vereadora Rachel Azaria enviou uma carta à Procuradoria Geral de Israel, pedindo que ela "lide com os criminosos".

Show de Lula no 2º Encontro de Blogs Progressistas de Brasília


O Cara continua fantástico!

sábado, 18 de junho de 2011

Sobre Alguns Políticos e as Redes Sociais


A política brasileira finalmente descobriu a internet. Descobriu as redes sociais como ferramentas de comunicação entre ele e seu prospectado/eleitor. A ideia é boa, mas ainda tem político que não entendeu o espírito da interação das redes sociais. Digo isso por ter em minha TL do twitter e na minha relação de amigos do facebook alguns políticos que despejam textos e discursos inflamados, mas que não tem a menor decência de responder a um "oi", quanto mais a um questionamento mais encorpado com resposta mais demorada ou elaborada... Faz da rede um palanque eletrônico onde apenas ele fala e o povo grita o "muito bem!". 


Acho que essa turma está perdendo uma boa oportunidade de interagir com o eleitorado e se tornar "de casa"...

Estou pensando em fazer uma limpeza na minha TL e no meu Facebook... E, ao invés de "oi", eu vou dizer "adeus!".

Charge do Mestre Bessinha

Dudu Pegou Pesado com a Ideli


Fonte: Blog do Josias

Que as palavras do Eduardo Campos sirvam para outros "aliados", também... Não é PMDB?

A Lógica Distorcida de Augusto Nunes


Grande Lógica!
Quem está realmente precisando de um Sanatório, Gugu?

Eu acho que o Augusto Nunes vive tendo pesadelos com a Dilma, Lula, Sarney.... Lembram quando, no cinema, pessoas tem pesadelos e começam a balbuciar o nome de alguém e acabam acordando em um sobressalto gritando o nome da pessoa com a qual sonhava? Deve rolar isso todas as noites na cama do Augusto Nunes! Perguntem ao Celso Arnaldo??! Ele sabe, ele sabe...

Para Que Fique Bem Claro...


Entenderam, agora?

quinta-feira, 16 de junho de 2011

quarta-feira, 15 de junho de 2011

O PC do B e o Discurso Unificado Pró Conchavo Comuno-Ruralista


Aliança Comuno-Ruralista

O Portal Vermelho, em uma última tentativa de por "panos quentes" na atabalhoada cartilha ecoruralista chamada Novo Código Florestal, publicou uma matéria assinada por Eron Bezerra (Secretário de Produção Rural do Amazonas, Membro do CC do PCdoB, Secretário Nacional da Questão Amazônica e Indígena e doutorando em "Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia) que dá uma enrolada histórica e enfadonha na questão ecológica do Brasil. E o pior, não diz o que aos que ele considera "santuaristas", o que eles realmente querem ouvir. Eu, sem medo de falar, não sou muito fã da questão ecológica, propriamente dita. Acho que cuidar da Terra é uma obrigação do homem para sua própria existência. Se não fizerem isso, a humanidade morre e a Terra continua... Simples assim! Logo, não sou "Santuarista"! Mas eu gostaria de deixar uma das minhas perguntas ao Sr. Eron: "Qual o motivo da anistia aos desmatadores?". Ninguém me explicou isso, ainda!
Eu acho, sinceramente, que foi criado um Conchavo Comuno-Ruralista! 
E eu que pensei que ainda existia um partido isento no Brasil... A Divisão Comunista do Inferno, que hospeda comunistas de verdade, está revoltada! Calma, Lenin! Calma, Osvaldão! Calma, Olga Benário... É só um pesadelo! Vai passar, vai passar! Voltem a dormir e aproveitem esse calorzinho gostoso...

Estou me sentindo órfão! Acabaram com meu Partido!

O PIG, Como Sempre, Muda o Foco e Enforca Outro!


O Assunto era o "Apagão da Eletropaulo"... Quando a Miriam Leitão passa comentar, a ANEEL é que vira o patinho feio da história... Ou seja, a culpa do APAGÃO DA ELETROPAULO é da ANEEL... Menos, Miss Big PIG", menos...

Assim Nascem os Bolsonaros.


Canalha! Deveria ser preso!

O assassino de Realengo endoidou e matou crianças, esse vai endoidar também e matar... muito em breve! A polícia tem que localizar esse maluco e aplicar a lei nele!
Existem apenas dois grupos que devem usar armas - Polícia e Bandido. Se você tem arma e não é Polícia, é Bandido! Como a OI, simples assim!

terça-feira, 14 de junho de 2011

Imagens que me Chegam da Palestina Ocupada


Imagine sendo sua filha...

CONFISSÃO DE UM TERRORISTA 
por Mahmoud Darwish

Ocuparam minha pátria

Expulsaram meu povo

Anularam minha identidade

E me chamaram de terrorista


Confiscaram minha propriedade

Arrancaram meu pomar

Demoliram minha casa

E me chamaram de terrorista


Legislaram leis fascistas

Praticaram odiada apartheid

Destruíram, dividiram, humilharam

E me chamaram de terrorista


Assassinaram minhas alegrias,

Seqüestraram minhas esperanças,

Algemaram meus sonhos,

Quando recusei todas as barbáries


Eles… mataram um terrorista!


Opinião dO Cachete:
Israel deixou de ser um estado. Hoje comporta-se como uma facção racista e terrorista, com conceitos de poder tão fundamentalistas quanto dos mais fundamentalistas religiosos mulçumanos (Xiitas ou Sunitas). Se a menina do foto fosse minha filha Giovana, eu seria mais um terrorista morto... Mas aquela arma iria parar no focinho do canalha que a porta...


E a ONU??? Nem aí!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil quanto ela mesma."
(Joseph Pulitzer)