Cachete - S. M. Antigamente, no Nordeste do Brasil, era assim que se chamava qualquer comprimido para dor.

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Três Assaltos com Paulo Maluf e Augusto Nunes!

Três assaltos com Paulo Maluf, aquele que por pouco não virou presidente do Brasil

PRIMEIRO ASSALTO (sala de estar da casa na Rua Costa Rica, no Jardim América)

─ Que livro o senhor está lendo? ─ pergunto ao governador Paulo Maluf no meio da entrevista para as páginas amarelas de VEJA.

Eu decidira introduzir o tema por dois motivos. Primeiro: interromper a discurseira sobre Petropaulo, rodovias, viadutos e outras façanhas administrativas do entrevistado ─ em São Paulo, como se sabe, tudo foi Maluf quem fez. Segundo: como políticos brasileiros não têm muita intimidade com estantes, queria pegá-lo no contrapé.

– A Terceira Onda, do Alvin Tofler – responde de bate-pronto.

Era o sucesso da hora. Tratava de novas tendências da economia, como a terceirização de serviços, e já vendera milhões de exemplares no mundo inteiro. Ele nota que estou surpreso e parte para a ofensiva.

– Você já leu?

– Ainda não.

– Pois leia. Vai aprender alguma coisa.

O Doutor Paulo vence o primeiro assalto.

SEGUNDO ASSALTO (estúdio da TV Gazeta, Avenida Paulista)

─ Que livro o senhor está lendo? – volto a perguntar dois anos mais tarde ao ainda governador Paulo Maluf.

Como a conversa no programa Veja Entrevista se arrastava por canteiros de obras e promessas a cumprir quando chegasse à Presidência da República, resolvera repetir o truque.

– A Terceira Onda, do Alvin Tofler ─ responde de bate-pronto.

Contenho o entusiasmo ao deduzir que ele havia esquecido a conversa anterior. Chegou a minha vez, penso enquanto saboreio antecipadamente a vingança. Solto o direto no fígado:

─ Ainda não acabou de ler ou está lendo de novo?

─ Como assim? ─ ele parece intrigado.

─ Há dois anos, o senhor me disse que estava lendo esse livro. Quero saber se não chegou ao fim ou se gostou tanto que resolveu reler.

Maluf parte para o improviso sem pausa:

─É o meu livro de cabeceira.

Acuso o contragolpe e ele retoma a ofensiva:

─ E você, já leu?

Não, ainda não lera.

─ Está perdendo uma boa chance de melhorar a cabeça ─ ironizou.

O Doutor Paulo vence o segundo assalto.

TERCEIRO ASSALTO (estúdio da RBS TV, Porto Alegre)

– Que livro o senhor está lendo? – pergunto oito anos depois do segundo assalto ao agora prefeito Paulo Maluf.

A entrevista está chegando ao fim, eu nem planejara surpreendê-lo, só resolvera mudar de assunto. Maluf, sempre sem pausas:

– A Terceira Onda, do Alvin Tofler.

Quase caio da cadeira. Demoro a acreditar no que acabei de ouvir. O prodígio de memória capaz de chamar pelo nome todos os integrantes da família real saudita ─ um viveiro de Abns e Ibns ─ esqueceu que já dissera aquilo duas vezes. Dessa ele não escapa.

– Acho estranho ─ começo. ─ Há dez anos, o senhor me disse que estava lendo isso. Há oito anos, também. O senhor só leu esse livro?

O Grande Falante emudece momentaneamente. Parto para o ataque:

─ Já li o livro ─ antecipo-me.

Estou mentindo, mas Maluf não tem como saber.

─ Achei só razoável, não é coisa para se ler a vida inteira ─ tripudio.

E então consigo o milagre: ele perde a calma.

─ Eu leio o que quero! ─ esbraveja. ─ Você não tem nada com isso! E isso não é assunto para entrevista séria! Ou mudamos de tema ou paro por aqui!

Mudamos de tema e a entrevista prossegue sem mais sobressaltos.

Perdi a luta por 2 a 1. Mas achei que fui tão bem no terceiro assalto que me atribuí o título de campeão moral.

Do Blog do Augusto Nunes

Opinião dO Cachete:
Observo um certo saudosismo no Augusto Nunes. Uma certa torcida pelo "Presidente Paulo Maluf". Triste, não é? O Tio Aécio Neves deve ficar triste, também!

Pergunta 1: Alguém confiaria deixar a carteira com dinheiro e cartões de crédito na sala desta entrevista? O próprio título da matéria já me deixou com um frio na barriga, mas depois eu entendi que ele falava de pugilismo. E no final, quem assaltou quem? O Maluf - bom em assaltos e/ou rounds - e o Augusto Nunes - Um assassino... de reputações! Hajam artigos do Código Penal!

Pergunta 2: Para o Augusto Nunes. Com exceção do Prefácio do Livro "Cuba, Hoje" escrito por você, e com certeza lido e relido narcisicamente, você já leu algum livro? "O Pequeno Príncipe" não vale, Miss Revista VEJA!

Celso Amorim é Eleito 6º 'Pensador Global' Mais Importante de 2010 em Ranking da 'Foreign Policy'

O ministro de Relações Exteriores do  Brasil, Celso Amorim, em coletiva de imprensa em Istambul (Turquia). A  revista Foreign Policy indicou o chanceler como 6º pensador global mais  importante do ano

O ministro de Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, em coletiva de imprensa em Istambul (Turquia). A revista "Foreign Policy" indicou o chanceler como 6º "pensador global" mais importante do ano

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, foi apontado pela revista norte-americana “Foreign Policy” como o sexto “pensador global” mais importante do ano, em uma lista com 100 nomes, com o mérito de “transformar o Brasil em um ator global”.

“Nem se opondo reflexivamente aos EUA no estilo da velha esquerda latino-americana nem servilmente seguindo sua liderança, Amorim marcou um curso independente”, elogia a publicação.

“Ele criticou países desenvolvidos e advogou que os países em desenvolvimento tivessem um papel de liderança no combate às mudanças climáticas. Este ano, juntou-se a um parceiro improvável, o chanceler turco, Ahmet Davutoglu, para negociar um acordo aos 45 minutos do segundo tempo para diminuir a tensão internacional a respeito do programa nuclear do Irã. Embora a principal conquista da iniciativa tenha sido o ranger de dentes em capitais ocidentais, também colocou o Brasil no mapa”, justifica a “FP”.

O ranking é liderado pelos milionários Warren Buffett e Bill Gates, seguidos pela dupla Dominique Strauss-Kahn, diretor do FMI, e Robert Zoellick, presidente do Banco Mundial.

O presidente dos EUA, Barack Obama, vem em terceiro lugar, seguido pelo chefe do banco central chinês, Zhou Xiaochuan, e pelo presidente do FED, Ben Bernanke.

Amorim é o chanceler mais bem colocado no ranking, à frente do turco Ahmet Davutoglu (7º) e da a norte-americana Hillary Clinton (13ª). Ele também recebe mais destaque do que nomes como a chefe de governo alemã, Angela Merkel (10º), o empresário Steve Jobs (17º).

Além de Amorim, a ex-candidata presidencial Marina Silva é mencionada no ranking, em 32º lugar, junto com as líderes “verde” Cécile Duflot (França), Monica Frassoni (Bélgica) e Renate Künast (Alemanha). O conjunto de ambientalistas tem o mérito de ter colocado o tema na agenda mundial, segundo a revista.

Fonte: UOL

Opinião dO Cachete:
Celso Amorim já foi um dos "Homem sem Visão" do Blog do Augusto Nunes... Acredito que o Augusto deve ter confundido o Amorim com o peguete dele , o Celso Arnaldo. E agora, Gugu? Que falta de visão, a sua! Põe uma foto sua lá no "Homem sem Visão", cego!

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

As Carpideiras do Regime Militar

WikiLeaks revela documento mostrando que até o governo americano tratou os acontecimentos em Honduras como golpe de estado, enquanto no Brasil falava-se em "deposição constitucional".Por Cynara Menezes. Imagem: Reprodução/WikiLeaks

Há uma revelação, entre as tantas que estão vindo à tona com a divulgação dos telegramas confidenciais das embaixadas dos Estados Unidos no mundo pelo site WikiLeaks, que me deixou particularmente satisfeita. Trata-se da admissão oficial pela diplomacia americana de que o que viveu Honduras em junho do ano passado foi um golpe de Estado. G-O-L-P-E, em português claro, como escrevemos em CartaCapital. Em inglês usa-se a palavra francesa “coup”. Ninguém utilizou o eufemismo “deposição constitucional” a não ser os pseudodemocratas locupletados em setores da mídia no Brasil.

É a mesma gente que, quando o governo Lula fala da intenção de regular a mídia, vem com o papo furado de que está se querendo cercear a liberdade de expressão. É o mesmo pessoal que ataca cotidianamente um líder democraticamente eleito e reeleito com palavras vis, mas que, ao menor sinal de revide verbal, protesta com denúncias ao suposto “autoritarismo”do presidente. Jornalistas, vejam só, capazes de ir lamber as botas dos militares em seus clubes sob a escusa de que a democracia se encontra “ameaçada” em nosso país.

Pois estes baluartes da liberdade de imprensa e de expressão no Brasil foram capazes de apoiar um regime conquistado pela força a pouca distância de nós, na América Central. Quando Honduras sofreu o golpe, estes falsos democratas saíram em campo para saudar o auto-empossado novo presidente Roberto Micheletti, que mandou expulsar o eleito Manuel Zelaya do país, de pijamas. Dizem-se democratas, mas espinafraram Lula e seu ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, por se recusarem a reconhecer um governo golpista. Quem é e quem não é democrata nessa história toda?

Não se engane, leitor. Disfarçados de defensores da democracia, estes “formadores de opinião” são na verdade carpideiras do regime militar. Choram às escondidas de saudades dos generais. Quando se colocam nas trincheiras da “liberdade de expressão” contra o governo, na verdade estão a tentar salvaguardar o monopólio midiático de seus patrões, não por acaso beneficiados pela ditadura. Dizem-se paladinos da imprensa livre, desde que seja aquela cevada pelas graças do regime militar. Não à toa, elogiam quem morreu do lado dos generais e difamam quem foi torturado e desapareceu lutando contra a ditadura.

As carpideiras do golpe se disfarçam sob a máscara dos bons moços, cheios de senso de humor “mordaz” (alguns humoristas de profissão, inclusive) e pretensamente bem formados intelectualmente. Mas não é difícil identificá-las: fique de olho em gente que diz que “todo político é igual”, que despreza o brasileiro com declarações do tipo “somos todos Tiriricas” e que prega o voto nulo nas eleições. Repare bem: prescindir do voto é abrir mão de ser cidadão. Na ditadura, não se votava, lembra? As carpideiras do regime militar tentam se conter, mas volta e meia se traem.

É mais fácil reconhecer uma carpideira dos milicos em tempos de guerra do que de paz. Durante as eleições, foi só surgir a polêmica sobre a descriminalização do aborto que elas mostraram a verdadeira face, erguendo a bandeira da ala mais obscurantista da igreja católica. Com a invasão policial dos morros cariocas no fim de semana, a mais “tchutchuca” entre todas as carpideiras da ditadura teve a desfaçatez de postar no twitter: “E se o BOPE, a Polícia e as Forças Armadas, depois da operação no Rio, fossem limpar o Congresso Nacional?” Nenhum respeito às instituições: é dessa matéria que se fazem os golpistas.

Se foram capazes de colocar o presidente Lula, do alto de sua popularidade, em capa de revista com a marca de um pé no traseiro, é de se presumir que as carpideiras do regime militar não darão trégua a Dilma Rousseff. Já começaram por escarafunchar seu passado de guerrilheira. Que ninguém se engane, as carpideiras estão à espreita. Esperam um deslize qualquer de Dilma para tentar defenestrá-la. Estão louquinhas por uma “deposição constitucional” como a que houve em Honduras, porque jamais admitirão ser o que são: groupies de ditadores. Os papéis do Wikileaks deixam claro, porém, que nem os Estados Unidos se enganam mais com golpistas.

Siga @cynaramenezes no Twitter

Cynara Menezes

Cynara Menezes é jornalista. Atuou no extinto "Jornal da Bahia", em Salvador, onde morava. Em 1989, de Brasília, atuava para diversos órgãos da imprensa. Morou dois anos na Espanha e outros dez em São Paulo, quando colaborou para a "Folha de S. Paulo", "Estadão", "Veja" e para a revista "VIP". Está de volta a Brasília há dois anos e meio, de onde escreve para a CartaCapital.

Opinião dO Cachete:
Belíssimo texto! Entenderam, Marcelo Tas, Carlos Vereza e Marcelo Madureira?

sábado, 27 de novembro de 2010

E Viva a Ditadura! Golpe Militar... Já!

O Homem e seu Texto:

Marcello Tas

"E se o BOPE, a Polícia e as Forças Armadas, depois da operação no Rio, fossem limpar o Congresso Nacional?"

Carlos Vereza

Forças Armadas: acordem !

Cadê as Forças Armadas ? A constituição está sendo continuamente desrespeitada por Lula e seus quadrilheiros; o governo flerta acintosamente com os piores ditadores do planeta; formata-se às claras, um regime comuno-sindicalísta, com ameaças nada veladas à liberdade de expressão; mensaleiros são absolvidos por juizes venais; o MST, promove a invasão de propriedades privadas, e o que vemos, estarrecidos, é o absoluto silêncio dos militares, que têm por dever a preservação das instituições democráticas!

...Espero, sinceramente, que nossas Forças Armadas, intervenham, colocando alguma ordem no caos que, rapidamente, instala-se no Brasil!

Opinião dO Cachete:
O "Homem de Preto" e o "Espírita das Trevas" estão enlouquecendo ou estão sendo obsidiados (já em fase de possessão) por legiões de espíritos diabólicos oriundos do mais profundo Umbral? A dupla defende o Golpe Militar urgente! É um absurdo! Não ganharam democraticamente as eleições e agora pedem o Golpe?
Graça a Deus, o mundo mudou e hoje temos militares responsáveis e defensores das instituições democráticas... Apenas estes seres diabólicos não viram isso... Que Deus e a espiritualidade superior tenham piedade deles!

Pânico Vai ao CTN de São Paulo e Come Rapadura

Divulgação
Humoristas do programa "Pânico na TV" (mai/2010)
Desordem
A passagem de uma equipe do “Pânico”, da Rede TV!, pelo CTN – Centro de Tradições Nordestinas, em São Paulo, há poucos dias, resultou em “consequências desagradáveis”, informa a assessoria do local.

Nessa gravação, o “bebum” da vez era um integrante do próprio “Pânico”, Ceará (Wellington Muniz). Foram tantas as apelações e confusões, que houve a necessidade de retirar o pessoal do local. Acabaram expulsos. O CTN pediu ressarcimento pelos estragos provocados pelos humoristas. Ganhou um pedido de desculpas.

Fonte: UOL

Opinião dO Cachete:
Com Nordestino o buraco é mais embaixo, Emílio!


sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Minhas Preces Foram Ouvidas


Formação da turma do "Casseta & Planeta Urgente!" em 2003, ainda com Bussunda

O programa "Casseta & Planeta Urgente!" vai deixar a grade da Globo a partir de dezembro, quando termina a atual temporada. É o fim do programa, exibido há 18 anos na emissora. A decisão foi tomada pelo grupo de humoristas, que pediu à direção da Globo para desenvolver um novo projeto. A informação foi confirmada pelo diretor José Lavigne.

"Você não pode trocar os quatro pneus do carro em movimento. Tem que parar e trocar cada um de uma vez. Já são quase 20 anos de programa", explicou José Lavigne, que dirige o programa desde 1992 e participou da concepção do programa desde o início.

O “Casseta & Planeta, Urgente!” surgiu de “Doris para Maiores" (1991), primeiro programa com participação regular da turma de humoristas à frente das câmeras. O grupo é atualmente formado por Claudio Manoel, Hubert, Hélio de La Peña, Marcelo Madureira, Beto Silva, Reinaldo e Maria Paula. Em 2006, o comediante Bussunda morreu durante a cobertura da Copa do Mundo, na Alemanha.


Fonte: UOL
Opinião dO Cachete:
Minhas preces foram ouvidas... Ou minhas pragas pegaram!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Um Comentário no Blog de Ricardo Fiúza

O Lindão!

O Anônimo disse (Gritou!):

"CARO FIUZA
VEJO QUE VC. CONTINUA COM A MESMA APARÊNCIA DE SUJO. COMO DAR CREDIBILIDADE A UM SUJEITO COM UMA APARÊNCIA TÃO DEPRIMENTE COMO A SUA : DENTES AMARELADOS E SUJOS, CABELOS ENSEBADOS, CARA DE FOME CRÔNICA. VC. FAZ CRITICAS SISTEMÁTICAS A TERCEIROS. JÁ PAROU PARA SE OLHAR NO ESPELHO ? JÁ SE CONSULTOU COM UM PSIQUIATRA E PEDIU ORIENTAÇÃO SOBRE DISTÚRBIO OBSSESSIVO-COMPULSIVO, TIPICO DE PESSOAS QUE ESCREVEM SEMPRE SOBRE A MESMA COISA? GENTE ASSIM COMO VC. QUE PARECE SOFRER DE FALTA DE IMAGINAÇÃO. LEIA MAIS. AS PAGINAS DE ÉPOCA ONDE VC ESCREVE CONTINUAM APENAS SENDO ÚTIL PARA MEU CÃO DEFECAR."

Eu também acho isso, Guilherme Fiúza. Toma um banho! Vai clarear os dentes! Falar merda dá nisso. Suja os dentes e detona o hálito!

Show de bola, Anônimo!

Charges do Mestre Bessinha






Para rir ou para chorar!

Aliados Insinuam que Serra Ambiciona Presidir PSDB

Ele sempre quer estar por cima!
E ser o centro das atenções!


Aliados insinuam que Serra ambiciona presidir PSDB

Vinte e cinco dias depois de ser derrotado por Dilma Rousseff, José Serra fez sua primeira aparição pós-eleitoral.
Deu-se numa visita-surpresa ao Congresso. A aparição, por prematura, deixou apreensivo um pedaço do PSDB.
Nos subterrâneos, tucanos próximos a Serra insinuam que ele almeja presidir o partido. Algo que preocupa a cúpula do tucanato.
Há duas semanas, numa conversa privada, em São Paulo, Fernando Henrique Cardoso revelou-se incomodado com a hipótese.
Presidente de honra do PSDB, FHC disse suspeitar que Serra reivindicaria a direção da legenda. Não pareceu animado em apoiá-lo.
Receia pelo acirramento de ânimos. Preocupa-se especialmente com a reação de Aécio Neves, eleito senador por Minas Gerais.
Sérgio Guerra (PE), que em 2011 trocará o Senado pela Câmara, tornou-se um dirigente precário.
Seu mandato na presidência do PSDB já expirou. Foi prorrogado até maio do próximo ano, quando haverá uma convenção nacional.
Foi sobre esse pano de fundo que Serra passeou pelo Congresso. Parlamentares de oposição foram arrebanhados, de última hora, para reunir-se com ele.
Nesse encontro improvisado, sem pauta pré-determinada, Serra limitou-se a agradecer o “apoio” recebido na campanha.
A certa altura, avocou para si a derrota. Disse que ninguém, além do candidato, pode ser responsabilizado pelo infortúnio.
Mencionou, de resto, o cenário adverso que enfrentou. Além de Dilma, enfrentou, segundo disse, a máquina do governo.
Da reunião, Serra foi ao plenário do Senado. Foi celebrado por “aliados” no microfone de apartes. Na presidência da sessão, José Sarney não disse palavra.
Velho desafeto de Serra, Sarney entreteve-se numa conversa com o senador Fernando Collor (PTB-AL).
Como Serra esticasse sua permanência, Sarney deixou o plenário. Só voltou depois que que o tucano foi embora.
Decidido a ver e, sobretudo, ser visto, Serra falou aos repórteres. Respondeu a uma provocação de Lula sobre o “bolinhagate”.
Falou da “herança adversa” que o presidente deixa para a sucessora Dima Rousseff. Perguntaram-lhe se estava em campanha.
E Serra: “Não... Estou me recuperando da campanha, procurando trabalho e decidindo o que vou fazer para ganhar dinheiro”.
Inquirido sobre o interesse pela presidência do PSDB, Serra absteve-se de comentar. Seu silêncio açula o barulho que se ouve nas coxias do tucanato.
Engolido do Blog do Josias


Opinião dO Cachete:
Alguém duvida? Todo projeto com origem no José Serra será sempre um projeto de promoção pessoal. Às favas a ideologia, o partido, ou a Nação! Ele apenas se importa com seu crescimento e destaque. É por isso que o Fernando Henrique Cardoso morre de medo dele e do "demoniozinho que vive dentro dele".

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Caso Tiririca - Excesso e Preconceito


De todos os palhaços que estão lá, eu prefiro o TIRIRICA

A confusão com o Palhaço Tiririca continua grande. Agora está tomando ares de preconceito. O Promotor Maurício Antônio Ribeiro Lopes está sendo acusado de excesso na apuração do analfabetismo, ou não (como diria Caetano), do "Menino Lindo" . Clique aqui para saber mais do caso.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Luiz Carlos Prates da RBS - Cenas de Preconceito Explícito

Esse IMBECIL deveria ser preso!!!!

Acidente de trânsito é culpa de pobre que comprou carro!!! No mínimo com o dinheiro milionário que recebe do Bolsa-Família. Não vou nem comentar... Luiz Carlos por Luiz Carlos, eu prefiro o Azenha!

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Não Alimente os Trolls... Será?


Será que eles crescem depois da meia noite?

Muitas vezes, ao postar materias sobre alguns cânceres que carcomem nossa sociedade, tais como Racistas, Homófobos, Facistas e Blogueiros da VEJA... alguns leitores costumam me alertar via twitter ou e-mail que eu não devo "alimentar os Trolls". Será que eles, como os Gremlins, crescem se alimentados depois da meia noite? Não acho! Haja vista que, se não fosse denunciada pela blogosfera, a Mayara Petruso ainda estaria cuspindo impropérios via twitter e facebook. E mais alguns exemplos conhecidos na internet só foram detonados por causa da denúncia. As sombras devem ser combatidas com a luz!
Aos que me lêem, mil desculpas! Mas vou continuar batendo nos Trolls. Porrada não engorda ninguém. Pelo contrário! O pizzaiolo me disse que deixa a massa mais macia e o açougueiro me disse que deixa a carne mais mole. Por mim, farei diversas pizzas trolezzas e carne de Troll virar picanha ou filé mignon!!!

"Eu vou dar porrada" - Massaranduba / Bussunda

O Comediante Marcelo Adnet e uma Triste Realidade


Cômico e Trágico!

Ás vezes ele faz uns trejeitos de Orestes Quercia... e do Sílvio Santos!

domingo, 14 de novembro de 2010

Mais da Mesma Idiotice

Clique na Imagem para Ampliar

Isso é de uma ignorância tão grande, que nem merece comentário... Só lamentar!

sábado, 13 de novembro de 2010

Augusto Nunes e o Jornalismo Partidário

Um canalha de terno
Um assassino de reputações

Acredito que a primeira condição para se fazer bom jornalismo é a isenção. Não digo que o jornalista deva ser um ser apolítico, apático e monocórdico. Não! Apenas ser equilibrado em sua perguntas, palavras e análises. Que não leve sua bandeira de esquerda ou direita para dentro da redação.
Baseado nesta condição, pergunto:
O que é que o Augusto Nunes está fazendo no elenco permanente do Roda Viva?
Quem conhece o Blog de ultradireita do peguete do Jornalista Celso Arnaldo (Dá a maior bandeira!) sabe o que eu estou falando. A Marília Gabriela pelo menos sabe esconder suas tendências políticas e tenta, de alguma forma, demonstrar uma centralidade em seus questionamentos. Ja o Blogueiro Augusto Nunes nem disfarça! Na entrevista com José Dirceu, faltou pouco para ele saltar por cima da bancada e enfiar a porrada no Zé. Outro Zé, em que ele está abrindo fogo de barragem, é o Zé de Abreu. Os ataques são nojentos, mas inventivos. Recentemente ele publicou em seu Blog que o nosso @ZéBigorna estava pleiteando um cargo de Ministro da Cultura no Governo Dilma. O Zé de Abreu nega a vontade e rejeita até o convite! Mas o Gugu - não o do Pintinho Amarelinho - simplesmente ignora esta posição. E ataca! Eu e o Zé de Abreu concordamos que ele é um bosta. O Zé de Abreu disse, inclusive, que estava tomando Manitol para se livrar do Augusto Nunes... Não esqueça de dar descarga depois, Zé!

O ataques também se viram contra o Franklin Martins. E por que? Franklin atingiu o lugar sonhado por ele, quando era militante de esquerda. Sim. O Augusto Nunes foi militante de esquerda. Prefaciou, inclusive, o livro "Cuba, Hoje" de Jorge Escosteguy (ex-mediador do Roda Viva - morto em 1996). E como todo ex-fumante, ex-alcoólatra, ex-drogado, é um saco(!) e ferrenho ativista contra seu antigo vício. A velha prostituta se passando por moça casta e imaculada.
O Franklin Martins representa o sonho dele. E, como todo invejoso, tenta destruir o objeto invejado! O Franklin deveria se proteger com reza forte! Já dizia o Bussunda (na época que Casseta & Planeta prestava... período pré Marcelo Madureira): " A inveja é uma merda!". E como o Augusto Nunes é um bosta invejoso, a frase se aplica muito bem, aqui!

Augusto Nunes é uma das grandes vergonhas para quem faz jornalismo sério e equilibrado neste País - mas não é único! Mas a vida segue e os grandes homens - como Lula, Zé de Abreu e Franklin Martins - e mulheres - como Dilma Roussef - serão eternizados em nossa história. Augusto Nunes será um dia apenas uma velha página da Revista VEJA, amassada e atirada ao lixo do esquecimento... Que se junte ao resto do monturo em um grande lixão a céu aberto.. com outros urubus ao seu redor... catando carniça!

OBS.: Acabo de receber uma ligação da Editora Abril me oferecendo a Revista Veja com 50% de desconto. A segunda ligação esta semana! Acho que a Abril está em prefalência... Tomara! Bye, Bye, Augusto Nunes!

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Diga Não ao Eduardo Azeredo e ao seu AI-5 Digital


Esse é um dos assuntos mais importantes do nosso século!

É sobre o projeto de lei para restrição das liberdades online, proposta pelo senador Eduardo Azeredo (PSDB).
Dentre outras coisas, o projeto visa transformar em criminoso quem baixar algo via Torrent ou mp3 sem pagar.
O projeto é tão absurdo, que foi apelidado de "AI-5 Digital", em alusão ao Ato Institucional no. 5, que "endureceu" a ditadura militar no Brasil, em 1968.
O Controle sobre nossa Internet ficará semelhante à da China. Isso fortalecerá o monopólio midiático televisivo, que vê o seu público sendo perdido para outros meios oferecidos pela Web.

ASSINE e mande adiante!
http://www.petitiononline.com/veto2008/petition.html



Engolido do Blog DOC Verdade

PSDB - Partido do Site Doado às Baratas


Abandonado às Baratas

Quase duas semanas após as eleições e o Site do PSDB ainda mostra a campanha de Serra. Pede voto e tudo mais. Parece abandonado...
Ah, partidinho de terceira categoria...

Suécia - Abaixo a Mordomia

video

Abaixo a Mordomia!

Opinião dO Cachete:
Se fosse aqui no Brasil, teríamos quantos Deputados e Senadores???

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Continuo Cobrando...

Concluida a etapa eleitoral de 2010. Dilma eleita presidenta do Brasil. Tudo bem! Tudo bem? Nada!!! Continuo cobrando e esperando não cair no esquecimento.

1 - Cadê o Paulo Preto?
2 - Quem é o responsável pela quebra de sigilo dos tucanos? E a punição?
3 - Quem é o responsável pela produção dos panfletos da gráfica de Guarulhos? E a punição para o crime?
4 - Cadê o livro do Amaury Jr.?

Continuo de olho!!!!

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Calem a Boca, Nordestinos!

Salve, Luiz Gonzaga!

A eleição de Dilma Rousseff trouxe à tona, entre muitas outras coisas, o que há de pior no Brasil em relação aos preconceitos. Sejam eles religiosos, partidários, regionais, foram lançados à luz de maneira violenta, sádica e contraditória.

(...)

Mas o que me motivou a escrever este texto foi a celeuma causada na internet, que extrapolou a rede mundial de computadores, pelas declarações da paulista, estudante de Direito, Mayara Petruso, alavancada por uma declaração no twitter: “Nordestino não é gente. Faça um favor a SP, mate um nordestino afogado!”.
Infelizmente, Mayara não foi a única. Vários outros “brasileiros” também passaram a agredir os nordestinos, revoltados com o resultado final das eleições, que elegeu a primeira mulher presidentE ou presidentA (sim, fui corrigido por muitos e convencido pelos “amigos” Houaiss e Aurélio) do nosso país.
E fiquei a pensar nas verdades ditas por estes jovens, tão emocionados em suas declarações contra os nordestinos. Eles têm razão!
Os nordestinos devem ficar quietos! Cale a boca, povo do Nordeste!
Que coisas boas vocês têm pra oferecer ao resto do país?
Ou vocês pensam que são os bons só porque deram à literatura brasileira nomes como o do alagoano Graciliano Ramos, dos paraibanos José Lins do Rego e Ariano Suassuna, dos pernambucanos João Cabral de Melo Neto e Manuel Bandeira, ou então dos cearenses José de Alencar e a maravilhosa Rachel de Queiroz?
Só porque o Maranhão nos deu Gonçalves Dias, Aluisio Azevedo, Arthur Azevedo, Ferreira Gullar, José Louzeiro e Josué Montello, e o Ceará nos presenteou com José de Alencar e Patativa do Assaré e a Bahia em seus encantos nos deu como herança Jorge Amado, vocês pensam que podem tudo?
Isso sem falar no humor brasileiro, de quem sugamos de vocês os talentos do genial Chico Anysio, do eterno trapalhão Renato Aragão, de Tom Cavalcante e até mesmo do palhaço Tiririca, que foi eleito o deputado federal mais votado pelos… pasmem… PAULISTAS!!!
E já que está na moda o cinema brasileiro, ainda poderia falar de atores como os cearenses José Wilker, Luiza Tomé, Milton Moraes e Emiliano Queiróz, o inesquecível Dirceu Borboleta, ou ainda do paraibano José Dumont ou de Marco Nanini, pernambucano.
Ah! E ainda os baianos Lázaro Ramos e Wagner Moura, que será eternizado pelo “carioca” Capitão Nascimento, de Tropa de Elite, 1 e 2.
Música? Não, vocês nordestinos não poderiam ter coisa boa a nos oferecer, povo analfabeto e sem cultura…
Ou pensam que teremos que aceitar vocês por causa da aterradora simplicidade e majestade de Luiz Gonzaga, o rei do baião? Ou das lindas canções de Nando Cordel e dos seus conterrâneos pernambucanos Alceu Valença, Dominguinhos, Geraldo Azevedo e Lenine? Isso sem falar nos paraibanos Zé e Elba Ramalho e do cearense Fagner…dentre tantos outros...
E Não poderia deixar de lembrar também da genial família Caymmi e suas melodias doces e baianas a embalar dias e noites repletas de poesia…
Ah! Nordestinos…
Além de tudo isso, vocês ainda resistiram à escravatura? E foi daí que nasceu o mais famoso quilombo, símbolo da resistência dos negros á força opressora do branco que sabe o que é melhor para o nosso país? Por que vocês foram nos dar Zumbi dos Palmares? Só para marcar mais um ponto na sofrida e linda história do seu povo?
Um conselho, pobres nordestinos. Vocês deveriam aprender conosco, povo civilizado do sul e sudeste do Brasil. Nós, sim, temos coisas boas a lhes ensinar.
Por que não aprendem conosco os batidões do funk carioca? Deveriam aprender e ver as suas meninas dançarem até o chão, sendo carinhosamente chamadas de “cachorras”. Além disso, deveriam aprender também muito da poesia estética e musical de Tati Quebra-Barraco, Latino e Kelly Key. Sim, porque melhor que a asa branca bater asas e voar, é ter festa no apê e rolar bundalelê!
Por que não aprendem do pagode gostoso de Netinho de Paula? E ainda poderiam levar suas meninas para “um dia de princesa” (se não apanharem no caminho)! Ou então o rock melódico e poético de Supla! Vocês adorariam!!!
Mas se não quiserem, podemos pedir ao pessoal aqui do lado, do Mato Grosso do Sul, que lhes exporte o sertanejo universitário… coisa da melhor qualidade!
Ah! E sem falar numa coisa que vocês tem que aprender conosco, povo civilizado, branco e intelectualizado: explorar bem o trabalho infantil! Vocês não sabem, mas na verdade não está em jogo se é ou não trabalho infantil (isso pouco vale pra justiça), o que importa mesmo é o QUANTO esse trabalho infantil vai render. Ou vocês não perceberam ainda que suas crianças não podem trabalhar nas plantações, nas roças, etc. porque isso as afasta da escola e é um trabalho horroroso e sujo, mas na verdade, é porque ganha pouco. Bom mesmo é a menina deixar de estudar pra ser modelo e sustentar os pais, ou ser atriz mirim ou cantora e ter a sua vida totalmente modificada, mesmo que não tenha estrutura psicológica pra isso… mas o que importa mesmo é que vão encher o bolso e nunca precisarão de Bolsa-família, daí, é fácil criticar quem precisa!
Minha mensagem então é essa: – "Calem a boca, nordestinos!"
Calem a boca, porque vocês não precisam se rebaixar e tentar responder a tantos absurdos de gente que não entende o que é, mesmo sendo abandonado por tantos anos pelo próprio país, vocês tirarem tanta beleza e poesia das mãos calejadas e das peles ressecadas de sol a sol.
Calem a boca, e deixem quem não tem nada pra dizer jogar suas palavras ao vento. Não deixem que isso os tire de sua posição majestosa na construção desse povo maravilhoso, de tantas cores, sotaques, religiões e gentes.
Calem a boca, porque a história desse país responderá por si mesma a importância e a contribuição que vocês nos legaram, seja na literatura, na música, nas artes cênicas ou em quaisquer situações em que a força do seu povo falou mais alto e fez valer a máxima do escritor: “O sertanejo é, antes de tudo, um forte!”
Que o Deus de todos os povos, raças, tribos e nações, os abençoe, queridos irmãos nordestinos!
José Barbosa Jr.

Blog O Cachete - Orgulho de Ser Nordestino e mais ainda de ser Brasileiro!

Benvindo Sequeira... Ou Se Não Queira! Tudo Bem?

video


Muito Bom!

Uma homenagem ao grande combatente socialista, e ator nas horas vagas, Benvindo Sequeira! Um Baiano arretado!!!

Duas Fotos, Dois Homens, Dois Brasis

Um Beijo com Carinho

Na primeira foto, Luis Inácio Lula da Silva, o melhor presidente que este país já teve. Que, apesar dos erros cometidos por membros do seu governo, será lembrado, principalmente, pelas políticas sociais de atenção aos mais pobres, pela valorização do trabalho e da renda, pela melhoria da vida do povo.




O Beijo de Judas

Na segunda foto... A segunda foto dispensa comentários. A imagem fala por si.

by the teacher. (Nascido na Santa casa de Misericórdia de Santos SP. Pernambucano e Nordestino de coração. Com muito orgulho, com muito amor.)

domingo, 7 de novembro de 2010

Crítica ao Filme A Suprema Felicidade

A SUPREMA FELICIDADE

Nota Cineclick
Celso Sabadin
A Suprema Felicidade Quase todo mundo conhece o histrionismo de Arnaldo Jabor como comentarista de Rádio e TV. Gestos largos, sobrancelhas erguidas, caras e bocas em profusão, a voz empostada como se estivesse num palanque, e não diante de um microfone. Também muitos conhecem os textos jornalísticos de Jabor, muitas vezes rebuscados, ligando referências nem sempre esclarecidas, cometendo malabarismos estético-verbais. Trata-se de um estilo muito particular, que atrai tanto seguidores como desafetos.

O grande problema, porém, é quando esta estética, digamos, Jaboriana, que Arnaldo Jabor criou para compor seu personagem midiático chamado Arnaldo Jabor, invade a tela do cinema num filme assinado por... Arnaldo Jabor. Assim é A Suprema Felicidade: todos os seus personagens são Arnaldos Jabores. Falastrões, exagerados, sempre interpretando um tom acima, sempre se portando como se estivessem num palco. Esteticamente o filme também é sempre “um tom acima”: carregado nas cores, nas luzes, na cenografia, no texto. Pode-se até admitir que se trata de uma estilização, que o filme não busca o registro realista. É provável. Provável, compreensível e extremamente cansativo após duas horas de projeção.

O roteiro, semi-autobiográfico e também assinado por Jabor, não raro se perde em situações isoladas que parecem ter pouca ou nenhuma função dramatúrgica dentro da trama, da mesma forma que acontece com os comentários do jornalista/cineasta. Realizando aqui o seu próprio Amarcord, Jabor se permite digressões e elocubrações pouco consistentes dentro da história, diluindo gradativamente a atenção da plateia. Mesmo porque Jabor não é Fellini (mas pensa que é - O Cachete).

A trama é centrada no personagem Paulo (vivido em idades diferentes por Jayme Matarazzo, Michel Joelsas e Caio Manhente), filho de um aviador da FAB (Dan Stulbach) e de uma dona de casa (Mariana Lima) que como tantas outras de sua época abriu mão de seus próprios talentos para se dedicar ao lar. A primeira cena acontece no dia em que termina a 2a. Guerra Mundial, momento em que um letreiro redundante dentro do filme insiste em deixar claro que se trata de 1945. Começamos a partir daí a acompanhar a trajetória de Paulo, então com 8 anos, até o final de sua adolescência. Com direito às lembranças de tipos marcantes que cruzaram seu cotidiano (um divertido vendedor de pipocas, um entristecido comprador de jornais), o primeiro amor, as primeiras incursões sexuais, brigas familiares, esperanças, decepções. Com destaque para o personagem que mais influenciou a formação do menino/rapaz: seu avô Noel (Marco Nanini), trombonista num bordel, homem simples e de bem com a vida, repleto de conselhos para dar.

Tudo muito bem produzido, com ótima reconstituição de época, mas de narrativa fria e distante, impregnada de um estilo histriônico que afasta quem curte as sutilezas do cinema.

Pode-se acusar o filme de tudo, menos de não ser autoral: A Suprema Felicidade é a cara de seu diretor.

Opinião dO Cachete:
A Suprema Felicidade é a cara de seu diretor... logo, o filme tem cara de cu!
(Desculpem o palavrão... ou a palavrinha... eu perco o leitor, mas não perco a piada!)
Não vi e não gostei... Também não indico! Vá ler um bom livro! É melhor!

Telemarketing da Veja Pós Eleição


Mainardi demitido????

Do Blog do Nassif.

Opinião dO Cachete:
Parabéns a quem gravou o diálogo. Fantástico!!!
Continuo na campanha "VEJA: Cancele já!". Revistinha asquerosa!

sábado, 6 de novembro de 2010

Análise de uma Frase de um Invejoso


No caso VIP significa Vigaristas da Imprensa Paulista

Analisando uma frase do Celso Arnaldo... Quem é Celso Arnaldo? O peguete do Augusto Nunes! É só da uma passada rápida no Blog do Canastrão Augusto Nunes que ele é sempre citado lá com adjetivos do tipo "implacável", "fantástico"... O amor é lindo... Mas voltemos à frase:

"Consumado o embuste, desde as 8 horas da noite do dia 31 de outubro de 2010, quando o TSE confirmou oficialmente sua vitória..."

Como assim? Embuste? Por que estes canalhas, apesar dos belos discursos, detestam a democracia? Esqueceram que a vitória foi no voto? No peito e na raça?
Para os invejosos como o casal Augusto Nunes e Celso Arnaldo, a felicidade da nação é uma porrada nos seus orgulhos. Eles simplesmente não suportam nossa felicidade...
Morram de inveja e destilem seu próprio veneno, babacas!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

VEJA Edição Extra - Uma Vitória de Todos os Brasileiros


(Foto:Manoel Marques)

Esta Edição Extra de VEJA comemora a eleição de Dilma Rousseff, narra sua trajetória de vida, suas aventuras e desventuras na política, discorre sobre os perigos e desafios da poltrona em que ela vai se sentar a partir de 1º de janeiro de 2011.

Sem nunca ter se candidatado antes a qualquer cargo eletivo, sendo quase desconhecida dos brasileiros até ser nomeada ministra da Casa Civil por Lula em 2005, Dilma Rousseff elegeu-se, no domingo passado, presidente da República do Brasil com 55,7 milhões de votos — 12 milhões a mais do que seu concorrente, José Serra. Dilma tornou-se a primeira mulher eleita para ocupar o mais alto posto da hierarquia política do país.

Foi uma vitória de Dilma. Foi uma vitória do presidente Lula, que, com a força de sua popularidade, abriu caminho para uma candidata cujo desempenho nas urnas foi, no começo, uma incógnita até mesmo para os mais fervorosos partidários. Foi uma vitória de todos os brasileiros, dos candidatos e suas campanhas, que levaram a eleição a ser disputada em dois turnos, fazendo ressurgir a oposição no cenário do país e dando legitimidade ao processo político. Foi um triunfo do “fator bem-estar”, a atmosfera de orgulho, alívio financeiro e esperança criada pelos acertos econômicos e sociais de FHC e Lula, e que favoreceu o voto na continuidade.

Esta edição traz também os principais trechos do primeiro discurso de Dilma Rousseff depois de eleita. O pronunciamento, feito na noite de domingo em Brasília, mostrou uma presidente eleita senhora do lugar que agora ocupa e com plena consciência das prioridades políticas, econômicas e sociais do país. Mas, principalmente, salientou sua fé no papel presidencial de zelar pela Constituição e, consequentemente, pelo respeito aos direitos ali assegurados. Dilma reafirmou o respeito irrestrito à liberdade de expressão e seu reconhecimento de que “as críticas do jornalismo livre ajudam o país e são essenciais aos governos democráticos, apontando erros e trazendo o necessário contraditório”. Um grande começo.

Opinião dO Cachete:
Isso é ser cara de pau!!!! Desculpe, VEJA, mas agora não adianta lamber... A guerra foi declarada!

Serra, Por que não te Calas?

Não só perdeu.. como está perdido!

O candidato derrotado à Presidência, José Serra (PSDB), acusou o presidente Lula de desindustrializar o país e adotar um "populismo" de direita em matéria econômica.

O comentário do tucano foi feito ontem durante um seminário em Biarritz, sul da França, sobre as relações entre a América Latina e União Europeia.

O ex-governador de São Paulo afirmou que o país está "fechado para o exterior" porque passa por um "processo claro de desindustrialização". Ele criticou os investimentos do governo federal e a alta carga tributária do país.

"É um governo populista de direita na área econômica", atacou Serra. Para o tucano, o presidente Lula exerce um "populismo cambial" e não tem um modelo econômico definido.

Segundo Serra, ele não pôde expor essas ideias do jeito que gostaria durante a campanha eleitoral, na qual foi derrotado pela candidata governista, Dilma Rousseff (PT).

"A democracia não é apenas ganhar as eleições, é governar democraticamente", disse.

O sistema de orçamento participativo, uma das marcas das administrações municipais do PT, na qual o contribuinte decide sobre a destinação de parte dos impostos, também foi criticado pelo candidato derrotado.

Serra também comentou as ações brasileiras na política externa. Ele acusou o país de se "unir a ditaduras como o Irã". Nesse momento, o tucano foi interrompido por um membro da Fundação Zapata, do México, que gritou "por que não te calas?", provocando um alvoroço na sala.

A frase se tornou conhecida depois de o rei Juan Carlos, da Espanha, dirigi-la ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, durante a Cúpula do Chile, em 2008.

Da Folha.com

O Cachete Vira Revista Caras


Belo Casal! QI de 120... A soma dos dois!

Guilherme Fiúza - O Treinee de sabujo da Revista ÉPOCA - e a Socialyte Narcisa "Ai, que loucura" Tamborindeguy estão namorando.
O Planeta Terra implora: " Não tenham filhos... Não tenham filhos....!!!!!!"

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

#DemocraciaDireta : Novo momento de velhos sonhos

#DemocraciaDireta : Novo momento de velhos sonhos

Do Blog do Arnóbio Rocha

Primeiro texto para começarmos a debater o conceito de Democracia Direta, rapidamente olhando Wikipédia temos esta definição de Democracia Direta:

“Uma democracia direta é qualquer forma de organização na qual todos os cidadãos podem participar diretamente no processo de tomada de decisões. As primeiras democracias da antiguidade foram democracias diretas. O exemplo mais marcante das primeiras democracias diretas é a de Atenas (e de outras cidades gregas), nas quais o Povo se reunia nas praças e ali tomava decisões políticas. Na Grécia antiga o “Povo” era composto por pessoas com título de cidadão ateniense. Porém, mulheres, escravos e mestiços não tinham direito a esse título, exclusivo para homens que fossem filhos e netos de atenienses.” (http://pt.wikipedia.org/wiki/Democracia_direta)

Como se concretizaria hoje o conceito de Democracia Direta? A internet em sua imensa possibilidade de aproximar e conectar pessoas e idéias é o campo fértil para exercício pleno de democracia, aqui nos despimos da “propriedade privada” das coisas e objetos. Todo trabalho intelectual produzido, elaborado, sofre a crítica imediata, a colaboração o aprimoramento e, muitas vezes, no descarte dela, por algo melhor ou mais inventivo.

Pouco mais de 2 meses atrás tivemos um encontro denominado de “Blogueiros Progressistas” que foi feita por uma iniciativa autônoma de alguns blogueiros e que houve uma grande participação desde seu nascedouro, as reuniões de pauta, as mesas, os convites, os deslocamentos nacionais até a sua vitoriosa execução. Vários estados já fizeram seus encontros locais, mantendo a chama acesa da idéia original. Sei também de vários outros encontros de twiteiros culturais pelo Brasil, que são iniciativas importantes neste novo ambiente das redes sociais.

O Brasil abraçou de forma grandiosa as redes sociais (Orkut, facebook, Twitter) com milhões de pessoas conectadas, se informando, debatendo, com todos os níveis de assuntos. Foi um palco importante na última campanha eleitoral, pois aqui se identificou uma nova “militância” bem como uma forma mais simples, rápida e Direta de se comunicar com as pessoas. É verdade que houve exageros, mau uso das ferramentas para difamar pessoas e grupos sócias,étnicos e regionais, mas isto também faz parte do contexto da expressão direta que as redes sociais possibilitam.

Criamos um amplo espaço de debate político, estético, cultural e educacional neste último ano e mais do que nunca devemos nos manter na trincheira deste movimento, nos conectando aos assuntos de ponta, das polêmicas mundiais, dos acontecimentos locais, não precisando ser tutelados por grupos de comunicações fortes com suas ideologias bizantinas.

Nosso grito de LIBERDADE de EXPRESSÃO é mais verdadeiro e sincero, pois não está preso aos grilhões das empresas de mídia que querem a liberdade de empresa não a de falar e dizer aquilo que queremos. Neste novo ambiente derrubamos armações, pequenos golpes com nossa velocidade de criarmos tags, produzirmos vídeos e textos que minimizaram impactos de “noticias” golpistas.

Diante do que vivemos proponho que nos agrupemos livremente para uma efetiva participação política, social e cultural naquilo que denomino de DEMOCRACIA DIRETA, sem meio termos ela se materializará nos seguintes termos:

1) Incentivo aos Encontros locais e nacionais de Blogs;

2) Incentivo aos Encontros de Twiteiros Culturais;

3) Participação nos Twitcam dos mais diversos amigos da rede;

4) Participação direta na elaboração e construção das conferências nacionais;

5) Exigir que a Internet seja incluída como Direito Fundamental do cidadão;

6) Lutar pelo Plano Nacional de banda Larga que seja imediatamente executado;

7) Ampla rede de defesa das políticas publica que façam inclusão social;

8) Exercer direito de resposta que a mídia nos nega;

São alguns pontos para o debate.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Outro Papo com José de Abreu II



Muito Legal!!!

Augusto Nunes - O Falsário!

Por que gente safada tem cara de gente safada?

(HP, 11/05/2007)
Fonte: HORA DO POVO

O ex-PFL contemplou o HP, e particularmente o autor destas linhas, com uma referência inusitada. No blog do partido, apareceu uma nota intitulada “Governo Lula financia a bandidagem?” (a interrogação mostra pouca segurança no que escreveram, o que, como veremos, é procedente). Segundo a nota, “o jornalista Augusto Nunes (Jornal do Brasil) confirmou, ao entrevistar Carlos Lopes, diretor de redação do Hora do Povo, que Diogo Mainardi, da revista Veja, está sofrendo ameaça de morte. A ameaça saiu na primeira página do Hora do Povo e Nunes abordou o assunto com o chefe de redação do jornal. ‘Carlos Lopes tentou aparentar surpresa: não houvera ameaça nenhuma, sorriu. Acabou por reafirmá-la ao concluir a declaração: ‘Só estamos dizendo que quem faz qualquer coisa pelo vil metal se arrisca. É a vida’, disse Carlos Lopes”.

Há algumas incorreções nesta nota. A primeira é que o sr. Augusto Nunes jamais entrevistou-me ou falou comigo – pessoalmente, ou por telefone, ou por e-mail, ou, nem mesmo, usando sinais de fumaça ou batuques de tambor. Ele simplesmente usou uma matéria publicada por “O Globo”, deformando-a e falsificando-a. Realmente, concedi uma entrevista ao “O Globo”. Mas, quanto ao Nunes, a última vez que o vi foi há mais de 30 anos, quando arrastava-se pelas universidades perguntando sobre supostas “organizações clandestinas” que atuariam no movimento estudantil, e era tratado muito justamente como um informante dos órgãos de repressão da ditadura e, segundo alguns jornalistas, da CIA.

A segunda incorreção é que não confirmei, nem poderia confirmar uma fraude. Não houve qualquer ameaça a Mainardi, e nem tocaríamos em seu nome, se ele não desrespeitasse a memória de Bacuri. Basta ler o nosso texto original. Além disso, até o próprio Mainardi, se tiver algum rasgo de lucidez – pois, apesar dos pesares, não é um Nunes – talvez compreenda que não tem importância suficiente para nos fazer mudar nossa linha editorial…

FRAUDE

A terceira coisa errada é que é impossível a mim, como a qualquer um, apresentar surpresa diante de uma canalhice quando ela parte de canalhas. Seria como ficar surpreso porque os ladrões cometem roubos, ou porque os traidores perpetram traições, ou porque os padeiros produzem pão.

A quarta coisa incorreta na nota do ex-PFL é que não tenho por hábito ficar sorrindo para meretrizes degeneradas como o sr. Augusto Nunes. E, aliás, ele sabe disso. Já tentou, no passado, algo semelhante, e não se deu bem. Por isso mesmo é que, estando ele no Rio e eu em São Paulo, nem telefonou. Preferiu esconder-se atrás do sr. Mainardi, ou seja, usá-lo para perpetrar uma falcatrua pura e simples.

Assim, não é justo culpar o ex-PFL pela nota, exceto na medida em que resolveram acreditar em quem não merece crédito. Mas, não por acaso, acrescentaram a interrogação do título. O que mostra que também os ex-pefelistas sabem que a confiabilidade do sr. Augusto Nunes, no mínimo, deve ser mantida em dúvida. A verdade é que os atuais Democratas – entre os quais temos amigos de muitos anos – são, em média, gigantes morais, se comparados ao Nunes.

Eles não serão os primeiros nem os últimos a serem tapeados por um vigarista. No caso, Nunes quis passar a impressão, no texto que publicou no JB de 6 de maio, que havia falado comigo. Como sempre sibilino e tortuoso, ele não diz isso explicitamente. Deixa que outros acreditem nisso, para que, se for desmascarado, possa dizer que jamais disse aquilo que os induziu a acreditar. O que se pode concluir de uma frase como “Carlos Lopes tentou aparentar surpresa: não houvera ameaça nenhuma, sorriu”? Como ele pode ter visto esse sorriso (pois ouvir um sorriso pelo telefone é algo difícil), senão tendo estado comigo? No entanto, não vi esse piolho na minha frente. E, na matéria de “O Globo” da qual ele pinçou a minha frase, não há nada sobre isso. Lá está escrito: “O diretor de redação do “Hora do Povo” e membro do comitê central do MR-8, Carlos Lopes, negou que houvesse qualquer tom de ameaça na reportagem publicada pelo jornal”. Só isso. Portanto, Nunes falsificou a matéria e inventou o contexto, com o único objetivo de passar suas mentiras como verdade. É, portanto, um exagero dos ex-pefelistas chamá-lo de “jornalista”.

De resto, a sua coluna é, do princípio ao fim, uma infâmia. A começar pela ilustração, uma montagem sem vergonha e sem escrúpulos. Não somos nós que temos proximidade com o PCC, CV, ADA e outras quadrilhas. O Nunes sabe disso, também. Assim como também sabe que o governo não está nos financiando.

CARREIRA

Que Nunes é um mentiroso, falsário e, de resto, um semovente do meretrício fascista, é coisa sabida. Sua carreira na imprensa é a de um puxa-saco exacerbado dos patrões, sempre escalando postos para perseguir colegas, e sempre, ao fim e ao cabo, traindo a confiança de seus benfeitores. É de justiça reconhecer que os proprietários de jornais e revistas também não conseguiram suportar sua falta de caráter e de limites. Roberto Marinho o demitiu pela publicação de um necrológio de Jorge Amado na “Época”, quando o escritor, colega de Marinho na Academia Brasileira de Letras, ainda estava vivo, mas Nunes queria matá-lo antes da hora. O dono de “Época”, diga-se de passagem, não foi o único a tomar essa providência. Por isso, Nunes tem hoje que se conformar com o refúgio que lhe proporcionou o empresário Nelson Tanure, no JB. No entanto, ele é demasiado pervertido para ser grato ao patrão por essa benção. Sua tentativa atual de cortejar os Civita, certamente não passou despercebida. Embora, ao que parece, nem a decadente “Veja” o quer de volta. (A VEJA decadente o quis de volta...)

Engolido do Excelente Blog Midiacrucis

Links complementares:

http://e-paulopes.blogspot.com/2007/05/mainardi-vai-justia-contra-hora-do-povo.html

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/veja-4-ameaca-mr-8-caso-policia/

Opinião dO Cachete:
E ainda existe que dê crédito a este imbecil!

Um Post do Coronel do Blog Coturno Noturno

Foto do Coronel Babaca
Nem tudo está perdido!


Se fosse técnico de futebol, seria demitido.

Sérgio Guerra, presidente do PSDB, é pernambucano. Conseguiu um recorde: José Serra não venceu em nenhum dos municípios do estado. São 185. Se fosse treinador de futebol, o tucano seria demitido por justa causa. Ou pediria demissão em caráter irrevogável. Tem consigo a companhia do ex-senador Arthur Virgílio, do Amazonas, que também viu o seu estado derrotar o PSDB em todos os municípios. Quase teve a companhia do ex-senador Tasso Jereissatti, cujo Ceará só deu vitória ao partido em Viçosa do Ceará, com 51% dos votos. Ex é força de expressão. Serão ex a partir de 1 de janeiro, pois não foram reeleitos.


Comentário dO Cachete:
Concordo (Arghh!!!) com o Coronel Babaca! Finalmente postou alguma coisa que tivesse proveito. Às vezes, achamos pérolas no lodo... É verdade, Coronel. Com excessão do Sérgio Guerra, os outros técnicos citados no post foram demitidos... e não vão voltar por pelo menos 4 anos... Graças ao povo! Chamamos isso de demissão por incompetência, imperícia ou incapacidade técnica! Afinal de contas, são tucanos. Normal! Muito normal!

José Dirceu no Roda Viva

José Dirceu, um injustiçado?

Assisti a entrevista do José Dirceu ontem no Roda Viva da TV Cultura. Muito me impressionou. Suas posições, suas defesas e, sobretudo, a elegância de suas palavras. Mas me deliciei mesmo com o nervosismo do Blogueiro Augusto Nunes e com a cara de babaca do filhote de sabujo Guilherme Fiúza. O Zé colocou os manés no bolso. Quer assistir? Clique aqui!
Eu, até alguns dias atrás, tinha alguns preconceitos contra o José Dirceu. Após a Twitcam do José de Abreu, onde ele defendeu veementemente o José Dirceu, eu resolvi pesquisar os acontecimentos do famoso Mensalão. E cheguei à conclusão que o José Dirceu foi julgado e condenado politicamente por algo que ele não participou e que talvez nem tenha existido. É estranho saber que o Roberto Jefferson foi cassado por não provar a existência do Mensalão e que José Dirceu foi cassado por participar do Mensalão. Dois julgamentos que se contradizem e que foram feitos pela mesma instituição. No mínimo, incoerente, esdrúxulo e absurdo. Em outras palavras... Político!
Talvez vocês não concordem comigo, eu não concordaria também há algum tempo. Vamos para frente, então!

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

O Talvez que Incomodou os Trolls...

O Talvez da Discórdia

Alguns blogs de trolls e sabujos de direita resolveram discutir uma frase do discurso de Dilma. A frase: "Recebi hoje de milhões de brasileiras e brasileiros talvez a missão mais importante de minha vida."
Não lembram estes cãezinhos que ela já participou de missões importantes durante a ditadura. Missões estas que, se falhasse, pagaria com a própria vida. Logo, com a frase, colocou a missão de governar o Brasil como uma missão de importância vital para ela. Vale sua própria vida! Sucesso, minha Presidenta!

O Universo Paralelo de Reinaldo Azevedo

O Tio Chico da Família Adams
Reinalice Azevedo

Não sei se é sintoma da alienação comum a todos que passam por alguma experiência traumatizante, mas o Tio Rei (para as "nêga" dele) entrou em um vortex espaço temporal que o transportou para um universo paralelo que é completamente diferente do nosso Universo Real.
Para ele, aconteceram os seguintes eventos:
- Serra saiu fortalecido das eleições.
- Lula saiu enfraquecido.
- Dilma "ganhou perdendo".
- O povo deu uma resposta a Lula com os 44% contrários a Dilma. Deveria ser apenas 3%.
- O PT e a militância se utilizaram de mentiras e baixarias contra o Serra.
- O PSDB tem que sacar o FHC do ostracismo para sobreviver.
Socorram este cidadão.. Virou um zumbi esquizóide. Ele está perdido em um Universo só dele. Uma espécie de País das Maravilhas da Revista VEJA. Ajudem o "Reinalice" Azevedo! Ou "Cortem sua Cabeça!" . Eu quase sinto pena dele... Quase...

Uma Sugestão ao Google para Hoje

Não iria ficar bonito???
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil quanto ela mesma."
(Joseph Pulitzer)