Cachete - S. M. Antigamente, no Nordeste do Brasil, era assim que se chamava qualquer comprimido para dor.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

A Meia Verdade de Clláudio Humberto


Uma meia verdade é uma mentira completa

O imbecil do Clláudio Humberto escreveu esta pérola em sua coluna de hoje. Ele só esqueceu (será?) de dizer que os 20 mil followers foram em 24 hs. Serra tem muito mais tempo de twitter... até governar (?) São Paulo pelo twitter ele governava!

É um crápula, mesmo!

Em tempo:
A cor roxa na imagem foi proposital para lembrar a ele a cor do saco do ex-chefinho dele!

4 comentários:

DiAfonso disse...

Cumpadi,

Eu também li esta merdinha de nota do Cláudio Humberto. Quem não se inteira dos fatos pensa que o tempo de twitter de Dilma e Serra é o mesmo. É um crápula, mesmo!

Abs!

Aline Graziela disse...

É assim que a mídia vagabunda e comprada trabalha... uma lástima. Como disseram nos comentários do post sobre a colunista serrista, fazem pouco caso de nossa inteligência.

Giovani de Morais e Silva disse...

Mais uma delles, Aline e DiAfonso! Vamos ter que ser combativos. Eles vão usra de todas as armas para derrubar a Dilma... Já soube de um e-mail que está rolando na internet no estilo "Eu Tenho Medo" assinado pela Marília Gabriela (será que foi ela mesmo?)... Vai ser uma campanha podre! Abraço e obrigado pelos comentários!

Aline Graziela disse...

Eu recebi um e-mail sobre a petrobrás e o valor concedido aos conselheiros (Dilma entre eles). Cálculos totalmente errados. Fico "P" da vida com quem repassa essas palhaçadas sem cofirmar a fonte e a veracidade da informação. Ficam repassando pânico de graça. Pra quê, me diz? Fora que eles não sabem fazer comparações mínimas (lucro, receitas, risco, etc). Hipócritas. Quem aceitaria ser conselheiro da petrobrás para ganhar uma merreca, com toda a responsabilidade que isso requer? Gente estúpida...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil quanto ela mesma."
(Joseph Pulitzer)