Cachete - S. M. Antigamente, no Nordeste do Brasil, era assim que se chamava qualquer comprimido para dor.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Um Milagre Aconteceu!!!!

Não acredito em milagres, mas às vezes aberrações acontecem. Em engenharia nós chamamos de "ponto fora da curva". E foi um "ponto fora da curva" que realizou-se no último sábado na Seção de Cartas (Está mais para Seção de E-mails - precisa de atualização) do Jornal do Commércio. Finalmente publicaram um e-mail meu!!!!! Eu prometi ao meu amigo Prof. DiAfonso - Editor-Chefe do Blog Terra Brasilis - que iria publicar esta proeza nO Cachete - se ela um dia acontecesse... E aconteceu, Professor! Truncaram metade do e-mail, mas fica valendo o conteúdo!

Eis a prova material da proeza!

Será que publicaram devido à minha chiadeira em um post anterior dO Cachete? Duvido! Não acredito que um bloguinho como o meu seja lido pelos Grandes Jornalistas do Glorioso JC. Agradeço ao Leitor do JC Sílvio Dantas do Bairro Tamarineira pelo e-mail enviado. Apesar de ser contrário à minha opinião, o fez de forma polida e inteligente.

9 comentários:

DiAfonso disse...

Parabéns! Parabéns! Parabéns! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Conseguiu, héin, cumpadi?!?! Agora "si aprepare" para o troco: eles vão enviar um pedido para que você volte a ser assinante do JC... rsrsrs

Abs!

DiAfonso disse...

Ei, Cumpadi! Posso afanar essa sua iniciativa de recomendar a não-reeleição do Sérgio Guerra? Estou preparando uma série de postagens para esclarecer aos leitores que não precisamos nem do Guerra, nem do Marco "Zero" Maciel como senadores por Pernambuco. Podemos, inclusive, fazer isso juntos.

Abs

Giovani de Morais e Silva disse...

Como está na Bíblia, Cumpadi. Nosso nome é legião! "Nóis semo o cão" separado e junto ninguém pode com "nóis". Use e abuse dO Cachete!

DiAfonso disse...

kkkkkkkkkkkkkkk Mái minino (Se o Augusto Nunes ler como está escrito... é o fim! rsrsr)! Já transferi a "campanha" para o Terra Brasilis... E eu lá vou marcar "bombeira"?!?! kkkkkkkkkkkkk

Blog disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Blog disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
LEN disse...

Foi sorteado na loteria companheiro, risos.

Mesmo sendo do Rio dou total apoio a essa campanha para não reeleição do Sergio Guerra e MM. Pernambuco vota em massa no presidente Lula, já tá na hora de eleger os senadores que estão ao seu lado não os inimigos.

abraços

Giovani de Morais e Silva disse...

Valeu o apoio, LEN! Um abraço!

SOS DIREITOS HUMANOS disse...

DENÚNCIA: SÍTIO CALDEIRÃO, O ARAGUAIA DO CEARÁ – UMA HISTÓRIA QUE NINGUÉM CONHECE PORQUE JAMAIS FOI CONTADA...




"As Vítimas do Massacre do Sítio Caldeirão
têm direito inalienável à Verdade, Memória,
História e Justiça!" Otoniel Ajala Dourado




O MASSACRE APAGADO DOS LIVROS DE HISTÓRIA


No município de CRATO, interior do CEARÁ, BRASIL, houve um crime idêntico ao do “Araguaia”, foi o MASSACRE praticado por forças do Exército e da Polícia Militar do Ceará em 10.05.1937, contra a comunidade de camponeses católicos do Sítio da Santa Cruz do Deserto ou Sítio Caldeirão, que tinha como líder religioso o beato "JOSÉ LOURENÇO", paraibano de Pilões de Dentro, seguidor do padre Cícero Romão Batista, encarados como “socialistas periculosos”.



O CRIME DE LESA HUMANIDADE


O crime iniciou-se com um bombardeio aéreo, e depois, no solo, os militares usando armas diversas, como metralhadoras, fuzis, revólveres, pistolas, facas e facões, assassinaram na “MATA CAVALOS”, SERRA DO CRUZEIRO, mulheres, crianças, adolescentes, idosos, doentes e todo o ser vivo que estivesse ao alcance de suas armas, agindo como juízes e algozes. Meses após, JOSÉ GERALDO DA CRUZ, ex-prefeito de Juazeiro do Norte, encontrou num local da Chapada do Araripe, 16 crânios de crianças.


A AÇÃO CIVIL PÚBLICA AJUIZADA PELA SOS DIREITOS HUMANOS


Como o crime praticado pelo Exército e pela Polícia Militar do Ceará É de LESA HUMANIDADE / GENOCÍDIO é IMPRESCRITÍVEL pela legislação brasileira e pelos Acordos e Convenções internacionais, por isto a SOS - DIREITOS HUMANOS, ONG com sede em Fortaleza - CE, ajuizou em 2008 uma Ação Civil Pública na Justiça Federal contra a União Federal e o Estado do Ceará, requerendo que: a) seja informada a localização da COVA COLETIVA, b) sejam os restos mortais exumados e identificados através de DNA e enterrados com dignidade, c) os documentos do massacre sejam liberados para o público e o crime seja incluído nos livros de história, d) os descendentes das vítimas e sobreviventes sejam indenizados no valor de R$500 mil reais, e) outros pedidos



A EXTINÇÃO SEM JULGAMENTO DE MÉRITO DA AÇÃO


A Ação Civil Pública foi distribuída para o Juiz substituto da 1ª Vara Federal em Fortaleza/CE e depois, redistribuída para a 16ª Vara Federal em Juazeiro do Norte/CE, e lá foi extinta sem julgamento do mérito em 16.09.2009.



AS RAZÕES DO RECURSO DA SOS DIREITOS HUMANOS PERANTE O TRF5


A SOS DIREITOS HUMANOS apelou para o Tribunal Regional da 5ª Região em Recife/PE, argumentando que: a) não há prescrição porque o massacre do Sítio Caldeirão é um crime de LESA HUMANIDADE, b) os restos mortais das vítimas do Sítio Caldeirão não desapareceram da Chapada do Araripe a exemplo da família do CZAR ROMANOV, que foi morta no ano de 1918 e a ossada encontrada nos anos de 1991 e 2007;



A SOS DIREITOS HUMANOS DENUNCIA O BRASIL PERANTE A OEA


A SOS DIREITOS HUMANOS, igualmente aos familiares das vítimas da GUERRILHA DO ARAGUAIA, denunciou no ano de 2009, o governo brasileiro na Organização dos Estados Americanos – OEA, pelo desaparecimento forçado de 1000 pessoas do Sítio Caldeirão.


QUEM PODE ENCONTRAR A COVA COLETIVA


A “URCA” e a “UFC” com seu RADAR DE PENETRAÇÃO NO SOLO (GPR) podem encontrar a cova coletiva, e por que não a procuram? Serão os fósseis de peixes procurados no "Geopark Araripe" mais importantes que os restos mortais das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO?



A COMISSÃO DA VERDADE


A SOS DIREITOS HUMANOS busca apoio técnico para encontrar a COVA COLETIVA, e que o internauta divulgue esta notícia em seu blog, e a envie para seus representantes na Câmara municipal, Assembléia Legislativa, Câmara e Senado Federal, solicitando um pronunciamento exigindo do Governo Federal que informe o local da COVA COLETIVA das vítimas do Sítio Caldeirão.



Paz e Solidariedade,



Dr. OTONIEL AJALA DOURADO
OAB/CE 9288 – 55 85 8613.1197
Presidente da SOS - DIREITOS HUMANOS
Membro da CDAA da OAB/CE
www.sosdireitoshumanos.org.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil quanto ela mesma."
(Joseph Pulitzer)